Frio? Não!… muito frio!

Seria uma noite como outra qualquer, não fosse o facto de a temperatura ter baixado a valores pertos do record do país… e assim foi, nesta última noite onde o termometro da bonita cidade de Holbæk mostrou -22,5 ºC (podem ler este artigo no The Copenhagen Post).

Em casa sentimos assim que acordamos pois o termometro que mete a temperatura exterior mostrava -17ºC tal com no carro a caminho do emprego.

Tem havido muita neve e pela primeira vez na história temos um Natal Branco (White Christmas), que para quem não quiser ler, tem de haver pelo menos 6 cm de neve no chão e o país tem de estar coberto com mais de 90% do território nacional (no caso de um país).

Com a Neve, vem o gelo, e o gelo na estrada claro… todas as estradas estão cobertas por gelo, e tenho andado muito “de lado” e com o carro “abanar” quando se trava ou mesmo a andar normalmente… tudo isto é caso “normal” neste país, e não me assusta, arrepia ou me faz confusão…

…o que me faz mesmo confusão com isto tudo é o facto de os acidentes serem minimos!!! eu faço sempre cerca de 80 km de casa – emprego – casa, passo por auto estrada, estradas secundárias e principais e ainda não vi um unico acidente de viação com este gelo e neve toda! é simplesmente imprecionante se comparar com Portugal e claro… sem neve nem gelo, mas com chuva, onde por todo o lado há acidentes!

esta gente sabe e tem respeito pelo outro a conduzir, e é fantástico ver-nos a parar num semáfro, olhar para o retrovisor e ver o carro atrás abrandar bem antes de nós, não vá acontecer alguma coisa…

A “nossa” mentalidade é sem duvida completamente diferente desta! mas digo-vos, tirando a gastronomia e o fazer novas amizades, tinhamos muito a aprender com este povo!

temos pópó novo! (parte II)

Já tinha colocado aqui, faz 2 anos, um tópico com o mesmo nome, quando comprei o meu primeiro automovel com matricula “nacional”, que serviu para substituir o velhinho e danificado Escort.

Mas a familia cresceu, e o espaço da carrinha Laguna era cada vez mais pequeno quando queriamos ir dar uma volta mais a sério, alem de sendo de 2002, já estava a comçecar a dar umas chatisses, tal como o ABS que não funcionava desde há vários meses entre outras coisas… e assim sendo, em vez de gastar uma mini fortuna a arranjar isto tudo, preferi dar entrada num veiculo mais recente.

temos então um Citroen C4 Grand Picasso de 2007 com 62000 km, é a versão 2.0 HDi VTR+ Pack com caixa E6G

ficam aqui algumas especificações técnicas:

  • Caixa robotizada de 6 velocidades
  • Jantes de liga leve de 17”
  • 2 zonas de clima independentes
  • Computador de bordo
  • Controlo de velocidade e limitador
  • Limpa vidros automático
  • Bancos frontais aquecidos
  • 6 Airbags
  • ABS, ESP
  • Isofix
  • 7 lugares
  • Bola de reboque removivel
  • etc.


Citroen C4 Grand Picasso
Citroen C4 Grand Picasso
Interior
Interior
em rolamento
em rolamento

mais informo que sendo assim, congretizei mais um sonho pessoal, o de ter um carro com mudanças automaticas (neste, ela é robotizada, mas é quase igual), e com controlador de velocidade. Eu sei que parece pouco, mas era um dos meus sonhos … e com este realizado apenas me falat realizar um, o de ter uma quinta com cavalos, pois todos os outros, dependem directamente dos filhos.

Desde que saí de Portugal á quase 5 anos, que vim sempre a realizar e a realizar sonhos pessoais (sendo esta uma das coisas que me levou a sair de Portugal também), e sempre disse a mim mesmo, e aos outros que, se não for para realizar os nossos sonhos pessoais, para que vivemos nós? comer e dormir? trabalhar? nahhhh…

Não são sonhos inalcansaveis como muita gente sonha, são sonhos que tenho a certeza que os posso concretizar… o unico que não consegui até ao momento, foi de ser piloto da Força Aérea Portuguesa, pois dos 2 anos que concorri, fiquei-me sempre pelo exame cardiológico… algo herdado do meu pai 🙂

Só para vos dizer que a adquisição do carro, não foi apenas por “falta de espaço” ou “mariquises” 🙂

o Indiozinho

Faz imensos ano que tenho esta musica na cabeça, lembro-me de a cantar quando era pequeno (não que seja muito mais maior grande agora) 🙂

Mas para cantar para a C. e para o rapazito que aí vêm, debati-me no Google para a procurar, arregacei as mangas e pus-me à procura …

…3 segundos depois:

O indiozinho estava a chorar
queria um cavalo para montar
foi para o prado à beira do rio
viu um cavalo cheio de frio

O cavalinho estava a tremer
o indiozinho deu-lhe de comer
fez-lhe festinhas foi pro pé dele
trouxe uma manta dormiu com ele

No outro dia partem os dois
ficam amigos sempre e depois
o cavalinho galopa bem
gosta do dono qu’agora tem

é fantástica! traz-me recordações de criança e tenho agora a possibilidade de a cantar para os minhos filhos, a sensação é optima e recomendável! 🙂

Temos visitas

Finalmente, e depois de muito tempo, um casal amigo da S. veio-nos visitar, e claro está, como manda a praxe, há que lhes mostrar tudo e mais alguma coisa 🙂

Este fim de semana que passou, fomos ao castelo mais bonito da Dinamarca, e aproveitamos para ver as novas caras do Grupo de Portugueses em Copenhaga, num almoço de convívio.

No dia da chegada
No dia da chegada
No Castelo
No Castelo

podem ver mais fotos dos dias que vão/foram passando …

Infantário da C.

Ainda não vos tinha, de maneira nenhuma, mostrado como é o infantário da C. … visto por dentro, pois por fora já o conhecem 🙂

bem, mostro apenas um terço dele pois havia muitas crianças ainda na sala de brincadeiras e preferi não filmar e ainda há mais uma parte igual à que podem ver no filme abaixo, esta parte é o chamado “infantário” [vuggestuen] (até crianças com 2 anos e 9 meses) e a outra parte chamada “jardim infantil” [børne havn]

A C. já sabe dizer que tem 2 anos, mas para a camera, atrapalhou-se com os dedos 😀 (é o efeito de ser estrela de cinema), e sabe o nome dela, diz tudo menos “Catarina” 😀 – Tina, Catina, Caina, etc ehehehe