01. a ideia


Depois de vários anos em Portugal, a descobrir o que temos de melhor no nosso cantinho, de ver o nosso canto a ir de mal a pior, de tentar encontrar motivos de alegria e de paixão neste pais e não encontrar o mínimo de interesse em continuar nesta mesma vida, decidi em tentar a minha sorte no estrangeiro. Em tantos relatos conhecidos com bons e maus finais, peguei no mapa mundo e apontei vários paises dos quais pensei em que poderiam ser a minha nova morada… Austrália, EUA, Canada, mas todos este não me deixariam levar os meus pertences, os quais levei uma vida a juntar, e é necessário vários testes para poder ter visto de residência. Foi então que me lembrei, e que tal um pais da Comunidade Europeia? Não me preocupo com exames, nem ilegalidades e posso sempre levar os meus pertences comigo… excelente ideia!

E então procurei… Espanha (odeio as pessoas, sao falsas!), França (são muito nacionalistas e com as notícias de desrespeito e vandalismo não era uma boa ideia), Inglaterra (bolas, vão todos para lá… nem pensar), depois pensei, mas na Europa quem e que temos como os melhores? os mais ‘longe da confusão’?… os Escandinavos…! e da Escandinávia qual o pais mais ‘quentinho’?… a Dinamarca!

Foi então que pesquisei este pais com maior detalhe, a vida social e serviços ao cidadão, os impostos, a língua, a maneira de pensar, tudo o que poderia imaginar. Descobri que os impostos são altíssimos (só o iva é de 25%), mais de 40% do salário mensal vai para o estado, a língua (o Dinamarquês) não se parece com nada conhecido ate então… mas têm um excelente sistema social, por exemplo, dão muito importância à educação e assim sendo a escola é gratuita juntamente com todos os livros escolares até ao 12° ano de escolaridade, para o combate à obesidade é proibido passar na TV anúncios de comida para crianças. A Lego, a Bang & Olufsen, a Bodum entre outras são todas marcas mundialmente conhecidas pela sua excelência e design. Foi então que decidi, não vai ser fácil mas…

…destino Dinamarca!

3 thoughts on “01. a ideia

  1. Nem sempre o início de qualquer viagem, é o pior dia. Entenderes que vivias na mediocridade, é reconheceres que estás no bom caminho e cresceste. Tornares-te um indivíduo adulto, é fantástico.
    Abraços e bom caminho.
    jorgelopes

  2. Caro Bruno,
    Mando-te um mail só para elogiar o blog, dizer que já estive em Copenhaga (em casa da mafalda, do brilho nos olhos) e que gostei muito da cidade.
    Abraço
    PS
    Na apresentação está merried mas é married (to marry é casar e merry é feliz).

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s