o primeiro mês


e quando dou pelo calendário já lá vai um mês inteirinho que estamos neste país nórdico, neste país gelado, neste país adiantado em mais uma hora… 🙂

então, aqui ficam as minhas conclusões sobre a Dinamarca, depois de cá estar um mês (para quando fizer um ano poder comparar)

TRÂNSITO

  • aqui não temos IC19 mas tambem temos algumas ruas/avenidas cheias de carros, mas andam! É um pára-arranca um pouco mais ligeirinho que a dita IC19.
  • o parque automóvel é mais que ultrepassado na generalidade mas existem muitos topos de gama que podes arregalar os olhos de vez em quando, também falando em generalidades, devem de ter cerca de 75% de automóveis a gasolina e 25% a gasóleo, pois vejo muito mais carros a gasolina.
  • exitem dois tipos de matriculas, as de fundo branco (dadas aos veículos normais, de passageiros) e as de fundo amarelo, que são os comerciais, ou seja, carros que não podem circular ao fim de semana (excepto se tiverem uma carta assinada pela entidade patronal a dizer isso e um seguro especial) ou carros que apenas têm 2 lugares… devem estar a pensar nos Corsa’s comerciais não é… aqui não há disso, temos Porche Cayanne Turbo de 2 lugares, VW Touareg V8 de 2 lugares!!!! (vi uma, um jipe da VW com 2 lugares mas motor a gasolina V8… imaginem o meu espanto!), temos Audi’s A4 Avant de 2 lugares, etc… ou seja, carros MUITO BONS mas apenas com 2 lugares… ridiculo não é!
  • somos obrigados a andar sempre com os médios acessos, seja de dia ou de noite, faça sol ou chuva… em Portugal tbm deveria ser assim, pelo menos acho que conseguiamos ver melhor o que se passa à nossa volta.
  • os semaforos, tal como muitos países da europa tem mais um passo que em Portugal não existe, o vermelho + amarelo, que é mostrado depois do vermelho e antes do verde… para podermos perder menos tempo a “meter” a mudança 😉
  • temos de ter muito cuidado com as Bicicletas… são imensas e em certos sitios têm prioridade sobre os veículos automóveis.
[ao lado: o carro do patrão! Porche Cayanne Turbo.
Reparem na matricula, é em fundo amarelo]
[ao lado: e por ter fundo amarelo, ou é comercial ou de

dois lugares… este é de apenas 2 lugares]

TRANSPORTES

  • Não posso falar muito sobre eles, pois nunca andei, mas são muitos e alguens enormes, não existe, como em PT os autocarros lagartixa, que têm o fole e mais metade de um autocarro, aqui existe autocarro e meio mas sem divisão, são tão compridos que os 2 eixos com 4 rodas atrás são direccionais, ou seja viram juntamente com as rodas da frente
  • Existe o sistema de Metropolitano de superficie (o comboio da cidade) e o comboio regional, o Metropolitano leva-nos até ao aeroporto e anda pela cidade e arredores, mas é carrisimo… um passa válido para um mês e para 5 zonas (por exemplo para eu ir de casa para o emprego) custa 130 Euros… mensais!
  • o melhor e maior meio de transporte nesta cidade é a par da cidade Holandesa Amerterdão a Bicicleta! pelas estatisticas, cerca de 1 milhão de bicicletas na cidade de Copenhaga. Acreditem… parecem formigas!

PEQUENO COMÉRCIO

  • Pequeno Comércio porque não existe grande comércio, não é possivel ter um Hipermercado para não ser desleal para com as lojas e zonas de pequeno comércio, até o supermercado no centro comercial é um supermercado tipo … mais pequeno que pingo-doce :-/ ou seja, quando quero alguma coisa que não comida, lá tenho de andar à procura da loja que venda isto ou aquilo 😦 o que é chato, depois de tantos anos habituado a querer algo e ir ao Feira Nova ou ao Continente….

SERVIÇOS

  • o único serviço que posso falar é a Biblioteca… tudo muito moderno, pois o nosso cartão (CPR) alem de banda magnética tem código de barras, e na primeira ida à Biblioteca registamos o nosso CPR e introduzimos um código de 4 digitos. A partir desse momento podemos levar o que quisermos e quando quisermos, e se estiver “alugado” por alguem, ficamos na lista de espera (é nos enviado um SMS ou Email a dizer que o artigo está disponivel para levantamento), tem máquinas semi-automáticas de registo e de devolução de artigos, só temos de escolher, levar à máquina, dizer que queremos alugar, colocar o cartão, marcar o pin e passar os códigos de barras dos artigos na máquina (tipo o que existe na Fnac para pagamento), só que aqui é tudo gratuito…. eheheh, bem… pago 38% do ordenado para o estado.. por isso deve de lá estar isso de certeza 😉

[ao lado:
em cima – cartão de permissão residencia e trabalho,
em baixo – cartão de saúde/serviços -> o malvadado CPR :-)]

MULHERES

  • as mulheres…. aiiiiii… (leia-se com suspiro), não me venham dizer que não gostam de mulheres louras (ou loiras), mesmo com esses gostos elas são de cortar a respiração… e agora que o tempo começa a permitir, andam de bicicleta com calçõeszitos curtos… Aqui temos de tudo, bonitas, lindas, fantásticas, fabulosas, boas, magnificas… é só escolher 🙂
  • para quem acredita em Deus, acho que a namorada dele era Escandinava, de certeza absoluta!!!

HABITAÇÃO

  • é dificil encontrar a casa dos nossos sonhos na cidade, principalmente com a ideia deles de casa de banho 😦 Mas descobri porque é que as casas não têm uma casa de banho digna desse nome, é que antigamente, quando a cidade foi construida, havia casas de banhos públicas nas ruas, onde o cidadão iria fazer as suas necessidades e limpar o quer que seja do seu corpo, e então as casas não eram construidas com casa de banho. Só agora, que chegámos à altura das modernices, é que colocaram saneamento nos prédios e nu lugar onde era a despensa, tiraram as prateleiras e colocaram uma sanita, pois tambem não daria para muito mais…
  • as rendas comparadas com o centro lisboeta não são assim por aí além, o valor mensal de um apartamento com uma sala e um quarto (wc + cozinha) anda à volta de 5000kr [665, 00 ?] o que não é muito mais ou menos que o que se pede em Lisboa por um T1 usado com mobilia.
  • como as casas são muito antigas, é raro ver alguma com elevador… a nossa casa é um 5º andar sem elevador! levo mais tempo a subir as escadas até casa que a vir do emprego para casa em hora de ponta, ehehehe…

EMPREGO

  • para quem acha que é dificil de encontrar um emprego num país estrangeiro e sem falar a lingua nativa desse país, está redondamente enganado. Tanto eu como ela encontrámos emprego no final da 1ª semana de estadia, ela no hotel e eu aqui na Filterqueen Scandinavia.
  • Aqui quase toda a gente fala ingles e como ambos sabemos bem o ingles, não temos qualquer dificuldade em “mover-nos”.

OS DESCONTOS

  • Não se ganha nada mal… comparando com PT claro, e os descontos afinal não são assim tantos como pensava (afinal não se desconta 40% no valor ganho).
  • Eu explico então. Assim que nos registamos no SKAT (departamento de taxas e impostos dinamarquês) dão nos um papel com a percentagem de desconto e o valor que ganhamos sem taxas aplicadas, no meu caso:
    desconto 38%
    é me retirado de descontos: 182/dia, 1281/semana, 2562/semana, 5551/mêsSendo assim:
    kr 15 000,00
    – kr 83,10 >> ATP-bidrag (pensão, valor fixo que depois é me dado quando me reformar)
    —————-
    kr 14 916,90
    – kr 1 193,35 >>
    8% Arbejdsmarkedssbidrag (8% para o consórcio do mercado laboral)
    —————-
    kr 13 723,55
    –> coloca-se de lado kr 5 551,00
    (que é o valor dado pelo SKAT pois trabalhei um mês, este valor é mais tarde adicionado ao total)

    kr 8 172,55
    – kr 3 105,57 >> 38% A-Skat (os 38% que desconto para o Estado)
    —————–
    kr 5 066,98
    + kr 5 551,00
    —————–
    kr 10 617,98 –> valor líquido a receber [+/ 1 415,70 Euros]

    ou seja, de 2000 Euros mensais, desconto 585 Euros, o que é practicamente quase o mesmo quando estava em Portugal (515 Euros) mas também e ganhava um pouco menos em termos de salário bruto, e aqui, claro existe uma grande vantagem… os serviços gratuitos, ou seja, pago 585 Euros mensais mas não pago serviços escolares para meus filhos, nem para mim – por exemplo, tenho 3 anos gratuitos na escola de linguas afim de ter aulas de Dinamarques, o serviço de saúde é também gratuito, nem taxas moderadoras pagamos 😛

    conclusão principal: Aqui na Dinamarca ganha-se muito bem e têm-se muitas regalias.

ESTRANGEIROS

  • o que temos em Portugal de descendentes africanos, têm eles aqui de Asiáticos/Leste Europeu – Turquia, Somália e descendentes dos paises de Alá principalmente, estão em todo o lado… são piores que formigas, eheheh.
  • 75% dos taxistas são estrangeiros com sistema de GPS no carro 🙂

A LÍNGUA

  • bolas! é esquesita à brava, basta dizer que é germânica, eheheh. Aqui temos 3 novas letras que não encontramos no nosso dicionário tradicional:æ – na fala tem o valor de “é”
    å – na fala tem o valor de “ó”
    ø – esta é a pior, tem 3 sons distintos consuante onde estiver na frase, mas todos relacioandos um pouco com o “o”

    e têm 2 letras que com sons diferentes do vulgar

    j – lê-se “i”
    y – lê-se “u”

    depois quando se juntam algumas letras o valor de cada uma é susbtituido por outro

    deg – lê-se dâi (como em ingles day- por exemplo Fredag = fredâi (significa sexta-feira))
    ej – lê-se ái (por exemplo vej = vái que significa rua)

    … deve de haver mais, mas ainda não descobri 😉

  • já pedi à biblioteca o cd de aprender dinamarquês, vamos lá ver o que vai dar… acho que o mais importante são os números e as pequenas frases de conviniencia, o bom dia, boa tarde, dias da semana, olá, adeus…

26 thoughts on “o primeiro mês

  1. temos explicação para o trânsito e… fotos do carro.

    temos blá blá blá para o CPR e… fotos do cartão.

    temos conversa sobre as mulheres mas não temos fotos.

    tás a falhar.

  2. este blog tá giro! tá porreiro, meu!
    o anonymous tem razão, faltam as pernilongas!
    Umas fotos da zona também seria nice. Continua a escrever para o pessoal aprender alguma coisa com as tuas experiências. Até pode ser que uma viagem de Pan até aí seja giro
    Fiquem bem,
    Manu

    1. ola balexandre li com muita atencao o que escreveste estou a começar a investigar e saber se arranjo um quarto e trabalho sem muita dificuldade,pois é isso mesmo que estou a passar aqui em portugual nao consigo trabalho tenho meus filhos que precisam de subsistençia .estou interessado e com muita vontade de imigar para a dinamarca para poder sustentar meus filhos gostava que me pudesses ajudar em algumas duvivas .
      vou deixar o meu email para me contactares se tiveres disponibilidade e vontade claro coutinho-man@hotmail.com
      oa meus cumprimentos .obrigado

  3. ola alexandre e ai como esta , espero que bem. desejo a voce e sua familia um otimo ano novo.
    gostei muito deste blog , voce parece ser uma pessoa muito legal e isso tambem se torna uma informaçao publica .
    eu sou brasileiro , vivia em portugal mas assim que sir minha nacionalidade eu pretendo ir para outro pais ai da europa e Dinmark e um candidato.
    um abraço e boa sorte
    se puder me add eu agradeço
    jpaulolima13@hotmail.com

  4. Adorei este post! :DD
    Cada vez me convenço que a Dinamarca é “A cidade”!
    É bom ter Portugueses na Dinamarca e, através da Internet deste tipo de blogs, conhecer um pouco mais! Porque se formos à procura de outro tipo de páginas, só aparece “lixo”, na maior parte dos casos!

    Fiquei curiosa com esse CD de aprender Dinamarquês! Será que consigo arranjá-lo online?

    1. Adorei as informações! Estou mesmo com vontade de ir para a Dinamarca, pois já tinha óptimas referencias, e fiquei muito agradada com o que li aqui! Consegui tirar muitas duvidas, se bem que ainda me restam algumas…! Sou do ramo das línguas acho q seria óptimo pra mim ir viver para um páis como a Dinamarca! Relativamente às escolas de línguas de que falas Alexandre.. são mesmo gratuitas?É só pra estrangeiros, ou para quem quiser aprender ‘Dansk’ ?
      Quais sao as zonas, segundo o teu conhecimento, com mais populaçao portuguesa?
      Achas é facil arranjar trabalho como arquitecto aí?… é que vou acompanhada pra dinamarca, começar uma nova jornada… e o meu boyfriend é arquitecto, e cá em PT não arranja nada.. ele está a terminar o mestrado em Arquitectura…
      E se conseguires saber também pra mim seria optimo, como referi, sou do ramo das linguas, falo Português, inglês, francês, espanhol e alemão(o alemão é totalmente elementar, comecei este ano).. estou agora a tirar licenciatura em Linguas (alemao e espanhol), achas que é fácil arranjar aí qqr coisa no ramo das Línguas ? Por exemplo num hotel ou algum local onde ate possa ser interprete ou tradutora? Como dizes q voces demoraram cerca de 1 semana pra arranjar trabalho, ate estou com vontade de ir ja praí!

      Agradeço o tempo dispensado Alexandre!
      Parabéns pelo Blog!
      Aguardo ansiosamente por uma resposta!!

      Cumprimentos do Porto!!

      Rute

  5. Olá balexandre
    e a todos os que descobriram este blog. Claro como ando á procura de algo melhor – que o nada – lá vim também aqui parar. Parabéns pelas informações – pessoais e profissionais e de caracter geral – ajudam muito. Sinceramente estou quase no ir daqui para fora – portugal – mais umas semanas e a decisão será definitiva, fui tramado pela idade – trintão – da atitude das pessoas até o calor já está demais. Nem me importo de ir para aí apanhar fruta, ao menos desanoveio a cabeça e ainda ganho mais do que aqui em que nem com o SMN e apoios do da SSocial consigo arranjar trabalho – lá se foi o curso superior, ainda não fui por causa do desgosto e da idade dos meus pais, mas já não dá para aguentar cheguei ao limite, perdi estes últimos anos inutilmente, só espero que ai tb não haja preconceito com a idade, espero que não eu só quero trabalhar.
    Obrigado e boa sorte a todos. Bem hajam.

  6. Olá

    Adorei o teu trabalho aqui na página,gostava que me pudesses dizer se aí se paga á semana ou ao mês,e se ainda hoje é possível ir para aí e arranjar trabalho numa semana.

    Com os melhores Cumprimentos

    Amândio

  7. que raio de cabeça que tinha, que passou 3 anos a apreender uma lingua???
    ia embora logo no primeiro ano… i lingua é fundamental para a integração social..
    como é que safas por aí?

    como todas as terras há lindas e feias!!!! devias falar de descendência portuguesa e não dos lestes q não me ineterreça… sei que tamos por todo lado também…

  8. Adorei o blog… mt motivador para quem, como eu está a pensar em emigrar para a dinamarka… obrigada pelas dicas….eu ainda não domino completamente o inglÊs… m acho que c o tempo vou lá…

  9. Olá Alexandre:
    O meu sonho sempre foi imigrar para um país nórdico. Identifico-me com esses países e sou fã dos seus sistemas educativos (talvez porque sou professora) e ambicionava proporcinar isso às minhas filhas são pequeninas (4 anos e 4 meses) e teriam facilidade em se adaptar.
    Por outro lado estou muito decepcionda com o rumo do país e a forma como trata quem trabalha e temo pelo nosso futuro e das minhas filhas. Gostava de lhes dar melhor.

  10. Ola Alex.
    Sou Portugues e foi com grande interesse que li tudo o que escreveste por aqui.
    Estou muito interessado em emigrar para ai mas sendo portugues trabalhador/estudante tenho receio de ir para ai e nao conseguir estudar ai e terminar o meu curso. A educação ai como é? Dá para conciliar?

  11. Olá, descobri o teu site por acaso, porque escolheste a Dinamarca, foste para lá sem emprego? onde ficaste? foi fácil encontrar casa? desculpa tantas perguntas mas estou a tentar perceber se Dinamarca é o meu próximo destino.. Apenas falo Inglês e Espanhol e tenho algum receio de me sentir perdida e desamparada num país tão frio completamente sozinha… help!

  12. Olá Alexandre!
    Gostei muito do teu Blog, estou em Portugal, trabalho num Laboratório de Análises de águas, sou técnico de recolha de amostras ambientais há cerca de 6 anos, estou a pensar em emigrar pois farto-me de fazer horas e não sou recompensado, para não falar no ordenado que é uma porcaria. Podes-me dizer qual a área de trabalho mais facil de se encontrar trabalho ai?Abraços.
    Vitor

  13. Bem feito o site sim senhor, e com poucos erros sobre o pais tropical aqui no norte 😉 onde vivo a trinta anos. Atencao que as bicicletas nas cidades tem sempre prioridade e ultrapassam a direita dos carros. Watch out !!!

  14. Gostei da tua mensagem sobre a Dinamarca, é verdade que é um país europeu diferente de todos os outros na europa, as auto estradas não têm estações de serviço com saidas diretas, as placas de informação da proxima terra estão no chão, e as pessoas achei que eram um pouco desinteressadas em resolver os problemas dos outros, talvez por estarem bem de vida e não precisarem de mais nada para serem felizes. Gostei muito mais dos Suecos, esses sim espetaculares em tentarem resolver os problemas das pessoas. Um abraço

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s