férias de natal


Destino: Constanta, Roménia!

pela primeira vez a Stef vai andar de avião, pois pensamos melhor e em vez de ir de carro à Roménia pelo natal vamos de avião (sempre é mais barato e nem leva um dia a chegar em vez dos 2 dias e meio e 2300Km para cada lado) e vamos fazer uma paragem por 4 dias em Bratislava (capital Eslováca) pois ficou combinado com as raparigas que tive em casa afim de se trocar os papeis e ser eu o visitante… (para verem as fotos delas vejam a minha galeria fotográfica no flickr)

e claro, pela primeira vez vou ter férias longe do meu país…
o “vá para fora cá dentro” acabou (weeeeeeeeee) 🙂

então é assim:

como a companhia tem sede em Bratislava (SkyEurope) e é das mais baratas na Europa central, fazemos sempre escala em Bratislava (o que até vem a calhar)

Copenhaga – Bratislava – Bucareste, isto tudo dia 21 de Dezembro.
na volta fazemos o mesmo mas ficamos 4 dias em Bratislava
Bucareste – Bratislava, a dia 3 de Janeiro
Bratislava – Copenhaga, a dia 7 de Janeiro

e de volta ao emprego dia 8 de Janeiro 😦
e depois de muitas fotografias, eheheheh

…isto tudo por menos de 500 euros já com taxas
(2 pessoas e 6 aviões com lugares marcados e tudo)

Não esqueçendo que a viagem até pode ser realizada por 3 pessoas em vez de duas… 2 e meia 😉 (esperamos que sim!)

[foto: em baixo as escalas desde Copenhaga a Constanta]

7 thoughts on “férias de natal

  1. navegava procurando curso de dinamarquês em portugal quando surgiu um link para este blog e li-o todo.

    a vida é formidável porque todos somos conhecidos ou pessoalmente ou por amigos ou por locais de vida/passeio ou por interesses ou por qualquer outra coisa com a qual nos admiramos mas que está sempre a acontecer.
    uma filha vive em copenhaga desde há 8 anos, costumo visitá-la 1 ou 2 vezes por ano normalmente em junho mas este ano por o inverno aí se ter prolongado quiz sentir a neve verdadeira e fui em fevereiro nos últimos dias quando começou a derreter e para meu espanto o tão esperado frio não me incomodou nada e foi uma sensação tão melhor que as anteriores da serra da estrela.

    daqui a pouco continuo a explicar porque me apeteceu comunicar com vocês…

  2. Obrigado pelo contacto, fico à espera de ouvir (ler) o resto… 🙂

    quanto aos cursos de dinamarques, não creio que existam em abundância em PT uma vez que “Quem é que quer saber esta lingua horrivel que só é falada em apenas 1 país no mundo?” eheheheh…

    mas para o ajudar, deixo aqui alguns links para que possa praticar o seu Dinamarques Online.

    http://www.speakdanish.dk/
    – a Demo é gratuita mas ainda se aprende alguma coisa

    http://www.multidansk.horsens.dk/index.htm index.htm
    – é para crianças mas para nós que andamos “à pesca” é optimo

    http://cursum.dansk.nu/client/CursumClientViewer.aspx?CAID=198091&ChangedCourse=true
    – curso gratuito, mas têm de se registar primeiro

    http://hjem.tele2adsl.dk/johnmadsen/Danish/danish.html
    – alguma gramática com sons

  3. agradável receber um feedback rápido e positivo.
    a filha vai ter bébé em fevereiro e decidiram falar as 2 linguas com ele desde o início (lemos que é o indicado nestas situações de pais bilingues e quanto mais cedo melhor).
    como vou passar mais tempo em kbh para apoiá-los pensei que seria bom aprender essa lingua tão gutural e daí a minha pesquisa e encontrei um aqui http://ccl.iscte.pt/cursos_conts.php?id=9

  4. foi o filme que mais vezes vi num espaço de tempo tão curto – fernão capelo gaivota – 3 em 2 semanas no então apolo70 e sempre a ouvir o neil diamond.
    com o bichinho da informática a roer e autodidacta desde o spectrum fui até há pouco auditor informático.
    roménia – maramures – baia mare fui em 1997 no 1ª grupo organizado de turismo fazer trecking. borsa, viseu de sus, igrejas de madeira, pinturas incríveis. avião –> lx – amesterdão – budapeste. comboio budapeste – baia mare

  5. o passeio foi organizado por uma colega de caminhadas romena a partir do zero. os guias foram jovens estudantes. a pobreza nessa altura era terrível fazendo lembrar parte de portugal em anos mais atrás – daí a empatia gerada com todos os que contactámos.voltando a DK vala a pena visitar Skagen em Jutland e as dunas que se movem todos os anos em direcção ao interior. continuação de uma vida/história feliz.sem nos conhecermos tantos pontos de ligeiro contacto é isto que faz amar a vida

  6. Muito obrigado pelos comentários, e quando cá vier à capital dinamarquesa faço questão de mais que não seja o convidar para um cafezinho (ou cappuccino) …

    ficarei à espera de mais noticias suas e da sua filha, quem sabe se ela não inicia um Blog da sua nova vida por estas paragens e assim mostrar a quem fica para trás, que não é mau fazer uma vida longe de quem mais gostamos (familia), e que por muitas veze até é melhor coisa que fazemos!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s