de volta ao emprego!


mas que férias fabulosas!
vou-vos contar um bocadinho delas e preparem o babete!

Bucareste, Roménia
Lá chegámos ao aeroporto com 3 horas de antecedência, pois saímos muito cedo de casa (não vá o “Diabo” tece-las e empanar o Dacia de 1991, que a partir dos 90Km/h parece que lhe começam a sair os parafusos de tão tremideiro que fica, durante os 260Km de viagem), levámos a viagem toda debaixo de chuva miudinha, mas quando chegámos ao aeroporto, lá começou uma chuva mais forte… e claro, isto tudo com um frio de rachar!
Lá veio a informação para fazermos o check-in e não é que tínhamos peso a mais! (nas malas! não é que eu também não o tivesse com tanta comida boa e maravilhosa naqueles dias festivos) toca a tirar coisas dos sacos, empanturrar a mochila mas lá passámos com um bocadinho a mais… mas nada de importante.
Beijinhos para aqui abraços para ali e lá fomos para a sala de espera até que nos chamassem para o autocarro. Falamos os dois dos dias bons, de que esperávamos que a carrinha ainda estivesse no lugar (a porta detrás do condutor ficou aberta devido a um problema electrico que não pude resolver antes da viagem), e que era o primeiro ano na Roménia que não nevava na época de natal e eu triste porque nunca tinha estado na neve com ela a cair 😦

heavy snow in Baneasapassado um pouco olhámos lá para fora e nevava a potes!!! mas como é bonito ver neve a cair! simplesmente fantástico! em 30 minutos ficou cerca de 10 cm de neve no chão! e claro não deu para “brincar com a neve” pois lá fomos para o avião, mas ficam as fotos para recordação.

durante a viagem pedimos às hospedeiras, que eram eslovacas, para nos dizer o que poderiamos visitar no seu país natal e lá nos deram um mapa com algumas descrições escritas num saquinho de enjoo.

a viagem correu bem e teria sido mais rápida se não fosse um passageiro que por motivos de claustrofobia pediu para sair do avião.

Bratislava, Eslováquia (wikipedia)
Chegando à capital deste país com cerca de 2 milhões de habitantes fomos à Hertz e alugámos um Corsa Vermelho de 3 portas (o mais baratinho) e pusémo-nos a caminho de um castelo que era ali ao pé pelo mapa que as hospedeiras nos tinham dado, e como era giro o castelo, mas por dentro estava todo remodelado para servir de recinto de conferencias, trabalho e lazer aos artistas do país.
Samlonice churhÀs 17h30 já estamos de regresso à capital para nos encontrarmos com a amiga que fiz quando ela veio à Dinamarca (podem encontrar fotos dessa viagem dela – Janette – no espaço do FlickR) e mesmo a morar com mais 4 rapazes num apartamento lá fizemos a cama num sofá-cama (uiii que dor de costas!!!) mas não nos queixámos muito… Olá como estás, que tens feito e que vais fazer foras as perguntas do costume tal como o que se faz aqui e ali e as diferenças de países…

no dia seguinte fomos a Vienna (60 minutos de carro e devagarinho!) e nos dias seguintes ficámos pela cidade só tendo saído no penúltimo dia à noite pois a S. apanhou uma tosse que nem se levantava da cama, e como está grávida tem medo dos medicamentos e comprámos apenas um xarope de ervas que sinceramente não sei se ajuda ou desajuda tal é a continuação da tosse.
No penúltimo dia à noite fomos com a Janette e a Anna percorrer um pouco da baixa da cidade afim de tirar umas fotografiaszitas para recordação e passarmos um bocadinho juntos, pelo caminho tomei um chocolate quente bastante bom numa casa de Chocolate (existem várias em Bratislava) e tivemos com a ajuda de um livro a aprender um pouco da história da cidade.
Deu tambem para comprar óculos novos para mim pois desde que saí de PT sabia que tinha mudado de graduação e precisava de novas lentes, e o olho esquerdo aumento de -1.00 para -1.75, o direito mantêm-se no -1.00, as duas lentes graduadas mais os óculos foram 80 Euros (aqui em Copenhaga acho que por 80 Euros comprava apenas uma lente!!!).

No ultimo dia lá voltámos a casa, fizemos o check-in, entregámos o carro e mais um voo… o 4º e último destas férias maravilhosas.

Vienna, Áustria (wikipedia)
no dia seguinte ao de chegarmos a Bratislava, pegámos no carrito e fomos à capital austríaca, pois já a Micaela me tinha dito que era simplesmente fantástica! e… é mesmo! mas que cidade maravilhosa, dissemos logo, para o ano temos de vir viver para cá!
Vienna Cathedrala cidade é simplesmente de outro mundo, todos os edifícios são lindos! muitíssimo ricos em termos de arquitectura, (até o raio do McDonals tem um edifício digno de Reis), a catedral é fantástica (pena a sujidade) e tudo o que rodeia a cidade, andámos muito a pé e apanhámos uma multa de estacionamento (21 Euros ) que prontamente a pagámos num posto de correio.

Percorremos a baixa, vimos as lojas (são encantadoras, tudo tão arranjadinho e bonitinho – parecida com as nossas na baixa de Lisboa, mas de longe incrivelmente melhores que o que se encontra aqui em Copenhaga), já vos disse que os edificios são lindos??? já! mas não faz mal, até os cafés por dentro são peças de museu de tão elegantes e bonitos que são, ficámos de boa aberta e com o desejo de vir novamente.

our meal in ViennaAlmoçamos peixe!!! pois é coisa que nunca como na Dinamarca pois não há peixe fresco como em Portugal (infelizmente e com imensa pena minha), um salmão grelhado para mim, um peixinho acabado de fritar para a S. juntamente com uma saladinha que só de olhar já crescia água na boca! foi divinal! ahhh e isto depois de ter comprado uma prenda para a S. (um relógio da Swatch, pois desde Novembro que andava a pedir ao pai natal um relógio! – assim pode dizer que o relógio foi comprado em Vienna)

Vienna só tem um defeito (por enquanto) – toda a gente fala Alemão! e eu não entendo puto daquilo! 😦

Copenhaga, Dinamarca (wikipedia)
Chegados ao aeroporto (mas que aeroporto, é enorme!!! – em comparação com o de Bratislava e o de Baneasa na Roménia, pois são muitissimo pequeninos e nem lojas têm – o de Copenhaga é enorme e alem de dezenas de lojas tem vários cafés/restaurantes, zonas de internet sem fios, etc… algo que possamos dizer: um aeroporto) e dito um para o outro – parece que chegámos a casa! tal é o sentimento de “casa” que temos desta terra, mas o receio da carrinha mantinha-se no ar… será que tudo correu bem e ainda lá está? será qeu as preces diárias da S. foram ouvidas? lá me meti sozinho no comboio (eram só 2 estações) e fui atrás da verdade. Mesmo não sendo supersticioso, lá vinha aqueles pensamentos… se correr ela não vai lá estar, por isso tenho de ir normalmente como se nada acontecesse… mas lá fui eu, subi as escadas rolantes da estação, e disse: Não, agora vou por aqui que é mais rápido que dar a volta ao centro comercial e lá fui… e não tava a ver o sitio onde deixei a carrinha… mas que raio! estavam aqui tantos edifícios em construção… que é deles? Mas quando cheguei ao fim do centro, descobri que ainda faltava outra metade, eheheh… era mesmo a emoção de ver a carrinha! e com os óculos novos lá vi uma carrinha preta e cinza (o preto é da sujidade) e fiquei todo feliz da vida, liguei logo para a S. “Já vi a carrinha!!!! só espero que por dentro esteja bem e não encontre ninguém lá a dormir!”… mas não, estava tudo muito bem e até pegou à primeira 😉

Fomos então levar o que tínhamos na carrinha a casa (as últimas coisas do apartamento), voltámos ao apartamento para buscar a televisão e a bicicleta que não tinham lugar antes, e fomos ao IKEA (está aberto nos 1ºs domingos de cada mês) comprar um colchão, almofadas ergonómicas e a cama. Posso-vos dizer que só me lembro de dormir tão bem quando estava em PT!

Agora temos mais um objectivo: arranjar a casa de maneira a que fique como queremos!

Mãos à obra!

P.S. Não se esqueçam que há mais fotos das férias no FlickR

3 thoughts on “de volta ao emprego!

  1. Como sempre… Fantástico ler as tuas histórias. Deixa-me dizer-te, parece que estou lá.. Senti-me em Viena… Irraaa.. Tenho de ir também, mas só quando o Sol aparecer. rs
    Ainda bem que até o final foi bom e sendo assim é como as histórias que acabam bem.. Casaram.. tiveram muitos filhinhos e foram felizes para sempre. 🙂
    Abraços abraçados para os dois. (jl)

  2. ainda bem que tudo correu bem.
    estive a ver a fotos e também adorei. também de de ir a viena.

    ja agora, quanto às fotos, aquilo que a S. estava a comer era mesmo limão? puro?
    se sim, bolas que a criança vai vir com um estômago de comer tudo e mais qualquer coisa.

    felicidades e…
    … bom ano.

    se o de 2006 foi, pelo que me parece, maravilhoso, que o 2007 seja ainda mais, em dobro ou triplo.

  3. Bemvindo!!

    Conseguiste! Conseguiste que me roesse de inveja! Isso não se faz!
    lol (literalmente, hehehehehe)

    Mas não faz mal, contaste tão bem que já posso dizer que já fui visitar esses paises, sem nunca lá por os pés! Tenho aqui muita informação hahahahaha

    Todos os que já tiveram a oportunidade em visitar Viena, dizem sempre o mesmo: cidade linda!
    O problema é o raio da língua que é “bué” (extouuu a fikar dread fixe!)de horripilante. Estudei 2 anos alemão e… nada! Odeio!

    Fico contente por vocês, por tudo ter corrido bem. Pena que as férias tenham que acabar, hein? Bem feita! Toca a trabalhar! :))))

    Beijinhos!!!
    Sílvia

    PS: Credo, essa história dos dentes não me convenceu! Ir ao brasil de propósito para tirar o dente do sizo (ainda não tenho o juizo todo!) e fazer um implante para não ficar esse lugar vazio, não me parece viável! Arghhh!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s