Copenhaga – uma cidade cara!


Diz o Jornal Público que a EIU (Unidade de Investigação Económica) que realizou um estudo sobre o custo de vida em 153 cidades de todo o mundo, nós (Lisboetas) ficámos em 59º lugar e até servimos como base para o estudo, ora vejam:

“Lisboa é a grande cidade mais barata da Europa Ocidental, com um custo de vida inferior em 17 por cento ao de Nova Iorque, a cidade que serviu de referência (base 100) para o inquérito realizado pela unidade de informação (EIU) do grupo Economist.”

Ora bem, que os ordenados são de desatar a rir nesse lugar à beira mar plantado, todos sabíamos, mas o que não sabíamos é que vendo bem a qualidade de vida ficamos em 59º lugar… sinceramente estava à espera de um lugar acima de 130, mas eles lá devem de saber.

Em compensação aqui para o emigrante, logo à cabeça da lista vem uma cidade Escandinava, Oslo (capital da Noruega) e em 3º a capital dos Vikings e das histórias de encantar de HCAnderson, pois é! Copenhaga é a 3ª cidade mais cara do MUNDO (mais que Nova York, é de louvar!)

mas posso vos dizer em primeira mão que não se nota muito, devido ao elevado salário mínimo (1800 Euros) e algumas benesses que vamos tendo por aqui, e se nos restringirmos aos supermercados baratos, então há dinheiro “até vir a mulher da fava rica”, sendo que a contrapartida está estampada nos veículos automóveis, mais propriamente qualquer veiculo com rodas, pois até os carrinhos de bebes são caríssimos! 😦

“Oslo é a cidade mais cara do mundo, com preços 32 por cento acima dos de Nova Iorque, seguindo-se Paris (30 por cento mais), Copenhaga (26 por cento), Londres (25 por cento) e Tóquio (24 por cento mais cara do que Nova Iorque).”

Em suma, tenho-vos a dizer que fazem bem em mudar de PT para a 3ª cidade mais cara do mundo, pois, parecendo que não, aqui não custa tanto realizar certos sonhos, e até se torna agradável pois é com regularidade que temos coisas novas, ao contrario do normal “tuga” que chega ao inicio do mês já sem dinheiro pois o ordenado serve para pagar as contas.

21 thoughts on “Copenhaga – uma cidade cara!

  1. Li a notícia no dia da edição. “Poisé”.. Pois!.. A tua coragem e a conquista de uma companhia fantástica.. Transformou-te, adicionando-te tudo do melhor, ou melhor.. Tudo mais melhor bom. Não me apetece falar desse assunto. Ir para qualquer lado, é sempre uma aventura.. Quando se têm uma companheira verdadeiramente nossa amiga, tudo é mais fácil, tudo é mais azul, e porque não dizer, até se vê o arco-íris ou vários (estava a sonhar). Rs
    Até me fizeste pensar em tantos lugares onde passei. Estive para ficar. Ainda estou aqui a ver se a vida passa.. Por vezes até penso que estou lá, mas continuo aqui! rs Ela não quer. Rs
    Apeteceu-me sonhar. A ti, apeteceu-te ir. Rs
    Abraços (jl)

  2. Olha se é para postar notícias destas, fica aí quietinho tá? 😛
    O pior nisto tudo é que tens razão. Cada dia que passa me convenço que este país não é para mim. Já estive mais longe de regressar às minhas origens! Paris me aguarda!! Hehehehe

  3. ha um estudo do banco UBS que acompanho e que e’ actualizado com regularidade (http://www.ubs.com/3/e?pg=1&or=r&lo=t&qt=salary+comparison) que corrobora estes numeros e adiciona mais alguns.

    mas quanto ‘a vida em Copenhaga discordo totalmente contigo em que outros se devam mudar para a Escandinavia.

    os meus 5 cents…

    a Dinamarca tem sido uma desilusao para mim e eu resido aqui desde 2004 e a minha mulher e filho e’ dinamarques como sabes.

    e’ practicamente impossivel fazer novas amizades entre os Dinamarqueses que sejam verdadeiramente significativas e relevantes. residi antes de me mudar para ca na Irlanda, Alemanha, US e Noruega e nunca vi coisa igual.

    as pessoas sao muito reservadas e tem dificuldade em aceitar a diferenca (a crise dos cartoons no ano passado revela uma total falta de visao das consequencias que facilmente se anteviam). eu serei sempre um estrangeiro p um Dinamarques. ponto final. e isso e’-nos relembrado em muitas ocasioes no dia a dia.

    os impostos sao altissimos quando comparados com os servicos que sao prestados (nao me falem da saude e da educacao… por 1/20 daquilo q pagamos em impostos acedes a um plano de Saude Medis ou equivalente em que ate te vao a casa se necessitares… so para a creche mensalmente sao 2400DKK/320 EUR e isto com a carga de impostos que ja tens em cima). eu pago 55% de IRS ou qualquer coisa como 3,000 EUR por mes. adiciona mais 25% de IVA em todas mas todas as compras ja que nao existem taxas reduzidas como noutros paises da UE ou ai em PT; a contribuicao autarquica e impostos sobre automoveis sao elevadissimos; os 13,400 DKK/1,800 EUR q referes sao antes de impostos e depois de impostos e’ muito dificil sobreviver e poupar alguma coisa com os valores q restam quando nao tens renda subsidiada ou habitacao social. nao da para comprar ou arrendar casa com o valor remanescente. depois de impostos tens, o que?, 10,000DKK ou menos e uma casa em Copenhaga n se aluga por menos de 6,000-7,000 DKK.

    como e’ impossivel economizar o que quer q seja, quem aqui reside fica a caminho de trabalhar ate aos 67-70 anos qdo a reforma chega, isto se acaso nao morrer antes. ah e nao referi q se tiveres um plano pessoal de poupanca reforma o Estado ainda la vai buscar 40% aquando de se completar a idade da reforma. o imposto sucessorio tb esta la se passares o que quer q seja p os teus herdeiros.

    a lingua e’ dificil (se bem que a maioria dos locais falem ingles) e apesar de sermos membros de outro pais da UE (discordo: quando mto somos migrantes nao somos emigrantes…) e pagarmos os mesmos impostos que qq comum dos mortais locais nao podemos votar para o parlamento nacional e fazer ouvir o nosso desacordo com legislacao vigente (esta e’ uma situacao comum a outros paises da UE). o que eu sei e’ que neste momento sao os meus impostos que estao a pagar ‘a soldadesca dinamarquesa que anda a pelejar uma guerra ilegal no Iraque e uma guerra perdida no Afeganistao…

    tudo a correr pelo melhor com a gravidez.

    abracos, Daniel

  4. Olá! rsrs
    Entendi claramente o teu amigo Daniel. Acredito nele. Leio frustração nas suas palavras. Têm, é certo, as suas razões (dele). Mas.. Mas o bom deste blog, é exactamente isto. Dialogo entre um novato cheio de expectativas, e alguém (Daniel), que já passou meio mundo cheio de outras, se não iguais expectativas, à procura da realização dos seus sonhos. Uma coisa concordo com ele, quando se trabalha para o sonho de uma família, se não for pago na medida equitativa, as expectativas, furam-se, só resta, ou continuar a viver o sonho ou desistir. Não desistas!
    Lembro-me dos portugueses que outrora iam para França ou Alemanha. Para conseguirem realizar os seus sonhos, tinham que; comer mal, dormir num barracão e não realizar aventuras de fins-de-semana.
    A lógica hoje mudou. Muda-se de país e vive-se no país que se escolheu. Assim, tudo será certamente mais fácil, pelo menos, penso, é mais fácil do que outrora.
    Abraços para vós e para estes teus amigos. (jl)

  5. Boas a todos. Venho tambe’m eu deixar aqui uns “bitaites” acerca do assunto que titula este post. Para os que nao sabem, desde Janeiro estou a trabalhar em Londres (estes teclados ingleses sem acentos e cedilhas…), depois de passar uns tempos a planear e sonhar ir para a Dinamarca. A vida por vezes nao segue um caminho em linha recta, mas o destino final, se nos empenharmos e nos esforcarmos, a nos cabe escolher.
    Quanto a precos, quero desde ja esclarecer que uma estatistica e’ uma estatistica e vale como tal, do mesmo modo que se o meu vizinho comer dois frangos e eu nao comer nenhum, a estatistica diz que eu comi um frango… mas galinacios ‘a parte, e quanto se diz “xxx e’ a cidade mais cara do mundo” eu poderia facilmente dizer que a cidade mais cara do mundo eh Londres. De acordo com as estatistocas, o preco por metro quadrado no centro da city eh exorbitante, e nas zonas residencias, uma renda para um apartamento T0 nao baixa dos 100 euros por mes. O preco dos transportes eh um assombro (pago 120 euros pelo passe mensal) e uma refeicao no restaurante fica pelo menos uns 20 euros, sem grandes esticancos. No entanto, e visto de outro lado, em transporte estou a pagar menos que os 150 euros mensais que eu gastava de gasolina e sou bem servido com um aeschelente pontualidade e conforto no inverno, carruagens e BUS aquecidos, muita informacao e higiene…. As acessibilidades tambem sao um mimo, e se por infelicidade eu aqui tivesse de andar de cadeira de rodas, posso dizer que nao encontraria os tipicos automoveis estacionados em cima dos ja’ de si minusculos passeios como vemos em todo o lado em Lisboa.
    Quanto a comida, como bem sabem, a balanca comercial de Portugal diz que eh um pais consumista e muito pouco produtor de bens de consumo. O resultado eh que os bens basicos sao muito caros em realacao a outros paises predominantente produtores (a Dinamarca apesar dos recentes desenvolvimentos, durante seculos foi maioritariamente rural e agricola, assim como o Reino unido). A carne, o pao, a fruta… por esta prespectiva posso dizer que neste aspecto, Portugal eh mais caro. Quanto a outros bens de consumos menos “essenciais” como eh o caso dos automoveis, aqui fiquei bastante surpreso com o quanto os automoveis sao baratos, mais uma vez por estarmos a falar de um pais que tem industria propria de longa data… A gasolina tambem eh um pouco mais barata que em Portugal e se nao me engano anda por volta dos 1,2 euros por litro.
    Mas tudo isto sao numeros, e como “every strory has always two sides”, nao pretendo aqui dizer que este ou aquele Pais eh melhor do que o outro.
    O que realmente conta sao os valores intangiveis e nao quantificaveis monetariamente, como a felicidade, a realizacao pessoal, a motivacao…. e tudo o resto sao numeros, valores, que se compam, que se ganham, que se gastam….
    Felicidade, Sonho, Motivacao nao tem preco.

  6. Acho o blog muito interessante e pertinente.
    Chamo-me Bruno faço 23 em maio.Como o Rui tambem fui para londres em janeiro, mas de 2006 há um ano atráse estive lá até abril.Fui sem ajudas nem conhecimentos e trabalhei a porta de um restaurante grego em bayswater a segurar uma placa que publicitava o restaurante.ganhava 4.5 pounds per hour tax free…A carreira nao melhorou talvez porque nao quis ser explorado como ha lá muitos.mas tambem tenho amigos la a ganhar 35mil libras per year.è um mercado competitivo é preciso ter sorte, um bom cv experiencia qualificacoes, para passar a frente do outro meio mundo que tb esta la a batalhar .Mas deu para perceber que em portugal nao se vai a lado nenhum.Mais tarde voltei la em setembro e andei na faculdade, desisti no primeiro semestre.E agora andava por aqui a procura de informaçoes sobre o trabalho na escandinavia, porque procuro partir para algum lugar em busca de prosperidade.Compreendo o Daniel que tem uma familia para defender, mas no meu caso que nao bebo nao fumo e nao tenho vicios acho que depois da renda paga e do estomago cheio conseguiria poupar rios de dinheiro na dinamarcaou na noruega ou whatever…eu vivia com 70 libras por semana em londres,so para comida e hostel, o rui sabe como é pouco…por isso acho que aquilo que conseguimos poupar depende das responsabilidades e dos caprichos que temos.

  7. Bem… sao 2e 40 hora de portugal. Acabei agora de ler o teu blog. li-o quase tod e desde o principio.Deu para perceber as tuas motivacoes, as etapas os problemas as burocracias, e a forma como deste a volta a tudo.Aprendi bué sobre o que fazer se decidir ir para ai, e sobretudo ganhei pica ao ver um exemplo de sucesso.Como ja vivi trabalhei e estudei 5 meses em londres acho que o ingles nao e problema, capacidade de desenrasque tb não…
    Só nao tenho uma boa experiencia profissional…Estudei cinema em lisboa e em londres tenho o curso de realizacao tirado em lisboa, mas nao estagiei nem trabalhei nessa area, fui so figurante durante ja quase 4 anos.conheces o mercado audiovisual dai?Bruno continua firme, foi brutal ler o teu percurso. é como se lesse um livro. fica bem!

  8. boas. Desejo desde já muito sucesso para os presentes. Eu sonho com a vontade de mudar-me de Portugal para Copenhaga. Tenho uma loja cá e gostaria de ter mais detalhes sobre a vida neste época difícil. detalhes sobre a vida, hábitos de consumo, oportunidades, preços de rendas…Obrigado.

  9. Amigos: por muito mau que seja, viver em UK uo DK, será sempre melhor do que aqui, PT. Com o ordenado mínimo que temos, para engordar patrões, e as dádivas de dinheiro a quem nada produz, só temos vida difícil! Não se esqueçam que o valôr dos vossos ordenados estão compatíveis com o custo de vida local. Sómente vos poderá sobejar dinheiro se imitarem a vida que os portuguese fizeram em França em tempos passados!

    Sejam felizes e deem graças a Deus por terem trabalho e serem pagos.

    Um amigo Motar, em Lagos, Portugal.

  10. Amigos: por muito mau que seja, viver em UK ou DK, será sempre melhor do que aqui, PT. Com o ordenado mínimo que temos, para engordar patrões, e as dádivas de dinheiro a quem nada produz, só temos vida difícil! Não se esqueçam que o valôr dos vossos ordenados estão compatíveis com o custo de vida local. Sómente vos poderá sobejar dinheiro se imitarem a vida que os portuguese fizeram em França em tempos passados!

    Sejam felizes e deem graças a Deus por terem trabalho e serem pagos.

    Um amigo Motar, em Lagos, Portugal.

  11. Realmente, para o Daniel pagar 3000 euros de IRS mensal, quanto é que era o seu ordenado real 6.000, 8,000?
    Parece-me que a experiência dele não será a mais comum. O que inclui a má experiência social com o povo dinamarquês. Conheço experiências muito diferentes de pessoas a viver na Dinamarca. E eu próprio estou a pensar mudar-me para lá com a minha namorada.

    Um abraço

  12. BEM REALMENTE DANIEL TENS K AUFERIR 1 GRANDE SALARIO PARA DESCONTAR 55%…MAS ENFIM O RESTO K DIXES ATE CONCORDO CONTIGO…NAO AXO K A DINAMARCA SEJA O PAÍS DO MEL E NAO AXO K EXISTE NENHUM PAIS ONDE TUDO SEJA FACIL…TB DIDSCORDO COM A IMAGEM ALTAMENTE POSITIVA E DESLUMBRANTE FEITA POR DONO DESTE BLOG DO QUAL ESPERO K NAO RETIRE O COMMENT COMO JA FEZ EM OCASIOES ANTERIORES.AXO K É BONITO RESPEITAR A DIFERENCA DAS OPINIOES DE CADA PESSOA.EU NAO CONCORDO PESSOAL COM O DONO DESTE BLOG MAS TAMBEM NAO AXO K A DINAMARCA SEJA 1 PAÍS HORRIVEL.DEPENDE SEMPRE DE CADA PESSOA AGORA O MAIS IMPORTANTE A TER MOTIVICAO A FELICIDADE ISSO É O MAIS IMPORTANTE ESTEJAM ONDE ESTIVEREM…GOOD LUCK TO EVERYONE

  13. OS PORTUGUESES TEM MUITO A MANIA QUANDO VAO PARA O ESTRANGEIRO QUE GANHAM RIOS DE DINHEIRO ESSAS HISTORIAS JA SAO FAMOSAS DESDE O TEMPO ANTIGO E SAO CAI NO CONTO DO VIGARIO QUEM É BURRO OU QUEM ANDA MESMO DESESPERADO…EU TENHO A MINHA ESPERIENCIA.FACAM A VOSSA…

  14. Paulo, já deves saber que escrever em letra maiscula é como se estivesses a gritar!

    ninguem aqui é surdo!

    Lembra-te sempre de uma coisa, este blog e este tópico tem uma data… sabes qual é? consegues ler? tem mais de 2 anos nao tem?

    Sabes o que a DNK era à 2 anos? nada como hoje pois nao? a crise nao tinha cá chagado ainda e longe de nós pensarmos alguma coisa sobre tal assunto… em portugal a crise já se fazia sentir à anos!

    antes de GRITARES, vê bem as datas de quando foram escritos os tópicos e pondera o que dizes! Opiniões, são opiniões, e se as tiveres, faz um blog teu e mete-as lá!

    1. olha bruno alexandre neste blogue nao quero entar em cenas pessoais nem confrontos verbais se tens uma experiencia na dinamarca eu tb a tenho assim como outros a tem.kero que as pessoas saibam k a dinamarca nao é o país do milk&honey e ke nao pensem k é só chegar aki e fazer logo 1 grande vida.e é muito preciso falar o dinamarkés é importantissimo.o ingles ajuda mas nao chega há k aprender o dinamarkes para ter sucesso neste país aki ou em qualquer lado ha k aprender a lingua do país onde se trabalha.essa é a minha opiniao k kero transmitir as pessoas k vejam este blog…e mais nada

  15. a tua experiencia é completamente diferente da minha… como ja te disse, cria um blog e escreve sobre a tua experiencia.

    Em relação ao teu “é muito preciso falar o dinamarkés é importantíssimo” estou cá à quase 5 anos, nao falo nada de Dinamarques muito menos escrever, e nao tenho qualquer problema com a vida cá, nem sequer em encontrar e assinar contratos de trabalho.

    Nunca precisei do Dinamarques para nada, e ainda agora recebi mais uma proposta de emprego se quisesse sair de onde estou à quase 2 anos e sempre com valores acima dos 45.000 kr. mensais brutos mais regalias como a pensão, telefone móvel, internet de casa paga pela empresa, etc, etc…

    Por tanto, pára com “a tua opinião”, pois ela é muito diferente da minha, somos pessoas como se vê bem diferentes, eu, continuo a dizer a todos como tem sido A MINHA experiencia…

  16. poderia me dizer e me informar quanto custa uma passagem seje de onibus do aeroporto de copenhaga para malmo, pois vou passar dois dias em copenhaga e se nao fosse caro daria um passeio ate malmo poderia ver se vale apenas ir de bus ou trens , o mais barato e como faço para pegar. e so falo portugues, vou levando algumas palavras escritas poderia me ajudar ja chego dia 17 agradeço

  17. Boa tarde Bruno,
    Eu estou a escrever porque recebi à cerca de 1 hora uma proposta para ir trabalhar permanente, 7 anos, para Copenhaga, e já agora se me puder ajudar agradecia.
    Não sei todos os detalhes mas em termos de salário bruto seriam qualquer coisa como 88mil euros, agora não sei como são os impostos, arrendar uma casa fica por quanto, a comida e tudo que nos envolve no dia a dia.
    Eu neste momento estou em Angola e meto em Portugal 2500euros por mês, acha que consigo meter mais se aceitar esse trabalho, neste momento não estou muito contente em Angola, por isso é que equaciono essa possibilidade.
    Se me puder dar algumas luzes agradecia.

    Cumpr.,

    António Ferreira

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s