184 dias…

A C. fez hoje 184* dias! UAU!!!

Tá enorme!!!
Já fica sentada sem cair (muitas vezes) para trás, de lado já se mete sentada, pega na chucha e meta-a à boca, mesmo à noite na cama com tudo escuro (se tiver em redor dela), já anda com os pés como se já caminhasse, adora anda em pé (mas não andamos muito tempo para que não haja o problema de arquear as pernas), já começou a comer papinhas com glúten (na Roménia só se dá comida com glúten a bebés com mais de 8 meses, mas como estamos na DK e aqui é recomendado a partir dos 6 meses… está na altura!) 🙂

deixo-vos um Vídeo de ela, antes de tomar banhinho para depois fazer nani nani**

* 184 dias = 6 meses 🙂
** nani nani = Romeno para ó ó

chegada

fui duro o tempo em que estive em Portugal… não porque tive de trabalhar, mas porque fui com o intuito de me desfazer de algo que sempre gostei… a mota!

…e não imaginam as saudades que dá quando se está longe de quem realmente amamos… bolas, eu pensava que era apenas de boca para fora e que sentimentos não doia, mas que desgraça, não podia estar mais errado!

chegada a Lisboa

por burrice minha deixei a máquina na mochila e a mochila e assim que estavamos perto de aterrar, não é que o avião faz a volta completa por Lisboa (vem de Sacavem e para aterrar passa por cima do estádio Nacional, ponte 25 de Abril até entrar na pista!) e sem uma nuvem no céu… pior pior é que eu ia à janela, e na janela que se via a cidade toda :-/

mas que fotos / videos que eu faria se tivesse ali à mão a máquina!

saudades de andar de 2 rodas

No dia seguinte à minha chegada foi logo ver como estava o “trambolho” da mota! pois… bateria, chapéu! 90 Euros gastos em Junho de 2007 por uma bateria nova que agora nada dava, e nem sequer conseguia carregar quando a mota estava em andamento (não era o alternador, era mesmo a bateria!) 😛

mas foi muito bom andar novamente, e pela última vez na mota que a S. tanto adorou ir ao Algarve nela 🙂

mas lá deixei a mota na Ondamil para que a possam vender, é que estar parada não me serve, e trazer para cá era empatar dinheiro pois aqui de mota só mesmo por 5 ou 6 meses por ano, devido ao gelo e neve… “a ver vamos como diz o cego” em relação à venda.

Para quem estiver interessado:
Honda ST 1300 Pan European de 2002 com 126cv, 33.500Km, cor Cinza
Sem: ABS, Vidro eléctrico
Com: Sistema Autocom com ficha para telemóvel e Sistema de Audio, Top Case de 40 ltr, 3 sacos interiores Honda, Capa da mota (para a proteger quando deixada na rua), Capa de depósito Preta, Tomada de isqueiro, Luzes dos piscas frontais sempre acesas (como modelos americanos e suecos)

chegada

a chega foi feita quase com lágrimas nos olhos de alegria dos 3, pois a C. gostou muito de me voltar a ver … e eu a pensar que já se tinha esquecido de mim, mas não! sabia quem

eu era e gostou muitos dos meus pupici*

trouxe roupa até dizer chega que comprei na feira das Galinheiras (era tão bom que os ciganos viessem para cá… mas aqui é proibido tal coisa, tal como é proibido ter Hiper-Mercados – dá cabo do pequeno comércio!) mas trouxe imensa roupa para mim e para a S. assim como 2 cobertores para a C. e mais umas coisinhas que a minha Mana me deu 🙂

o tempo deu para visitar amigos, e estar desta vez mais tempo com a família, principalmente o meu pai que está a passar uma fase profissional menos boa, e esta viagem veio mesmo na altura certa.

fica a mensagem que para o Natal de 2008, vamos os 3 a Portugal! 🙂

[a foto da C. a deliciar-se com o osso de frango]

* pupici = beijinhos em Romeno / diz-se “pu-pit-che”

novidades até dizer chega

São tantas as novidades e eu tenho as apenas “consumido” sem partilhar convosco… fui muito egoísta, mas aqui estou para vos deixar uma linhas sobre elas todas 🙂

o mês de Janeiro teve alguma importância em 3 vertentes, no dia 25 a C. fez 5 meses ! no dia 28 fiz eu 31 anos, no dia 31 acabei o contracto do meu 1º emprego na Dinamarca…

Já fui a algumas entrevistas, na GN gostei, mas eu tinha um defeito que agora sei que é grande, o software que escrevo não segue uma norma padrão e existem 23 normas… eu não sei nenhuma, e até à data nem fazia a mínima ideia que existiam nem que eram tão importantes 🙂 agora já sei, e já comprei uns livros para as estudar e assim ser ainda melhor no que faço… a outra não achei piada nenhuma a eles, pois achavam que era ético sair por volta das 18h quando o horário de trabalho dizia 16h30 … a empresa era nova e não creio que ninguem ali tivesse mulher e filhos, eheheh

esta última que fui ontem, a senhora dos recursos humanos disse-me que se soubesse Xinamarquês tão teria qualquer dificuldade em dizer que podia já começar a trabalhar, pois o meu CV é perfeito para o que querem, mas como eu não sei falar esta língua esquisita, vai me marcar mais uma reunião com o chefe técnico (pois estava doente e tirou esta semana toda) afim de ser avaliado na minha área técnica… os uns e zeros da programação 🙂

mas continuo a enviar CV e tenho tido mais algumas entrevistas para marcar… enquanto isso, lá vou recebendo o subsidio de desemprego (por volta de 2200 euros).
aniversário
bolas… tou a ficar velho, ainda ontem tinha feito 20 … e já levo mais 11 😦 mas a velhice é um prémio, um prémio que desfrutamos com as recordações e travessuras que fomos fazendo ao longo dos anos… é óptimo recordar, e mesmo não dando muita importância ao dia de aniversário, pois acho que é apenas mais um dia, a S. fez sorrir quando entrou na sala com um bolo cheinho de velinhas para eu soprar 🙂

 

visitas

tivemos cá o R. que veio ver se tinha alguma sorte em encontrar emprego na área dele, depois de 3 ou 4 entrevistas voltou a Lisboa com todas elas rejeitadas… eu já disse que não é fácil encontrar emprego para o que gostamos mais, mas garanto que se arranja para qualquer coisa, e no inicio, é o que se quer afim de ficar com os papeis legalizados (Visto de residência e trabalho assim como o CPR (o BI cá do sítio)) e assim podemos depois de desfrutar de aulas quase todas pagas para aprendermos a língua, e claro está, somos cidadãos Xinamarqueses 🙂 depois disto, então sim, procuramos o emprego que mais nos agrada!


fim do contracto

foi no último dia que me desvinculei com a empresa que até aqui me tinha aceitado (depois de 3 entrevistas) e depois de eu lhes mostrar que precisavam mesmo de mim, foi razoável enquanto durou, mas digo-vos a verdade, estou felicíssimo por ter saido de lá! todos os dias o patrão refilava com a patroa, ela chorava, berravam, quando tinham ideias, 3 dias depois já não gostavam delas… enfim, foi uma luta que tentei sempre dar a volta por cima e fui conseguindo, mas sempre que o fazia o saco ia enchendo! claro que “berrei” também, e quando sei que não têm razão e eu tenho… o mundo vira até provar o meu ponto de vista, mas foi o emprego que ficará para a história, como o 1º e aquele que me abre mais portas a este país. Saí a bem, e ainda querem que eu faça alguns trabalhos como freelancer, e eu cá estarei para os fazer… mal eles sabem que o primeiro a ser pedido levam com um orçamento de um valentes milhares de coroas para ver se deixam-me de pedir coisas 🙂


a Catarina

não podia deixar de mencionar a nossa princesa!

já rebola sempre que a deixamos deitada, agarra tudo e mais alguma coisa e “chupa” literalmente! Come bem, já como papinhas de arroz e banana para os 4 meses, já se agarra à banana e come (leia-se chupa) até não lhe apetecer mais… adora beber água no copo verde dela, já lhe comprámos mais colheres para ter várias de algumas cores afim de não assimilar que a cor xpto é de comida 🙂

deita a língua de fora e faz blhrrrhhhh com cuspo e tudo, é lindo! (aprendeu com o pai) hihihi – pior é quando o faz a beber água ! 😦

continua a adorar tomar banho, cada vez mais, já começa a ser um caso sério quando tem de sair, já consegue ficar com o corpo 85% estável na posição sentada, e 95% se tiver alguma coisa por perto para se agarrar, o que os fez deixar de usar o LIFT no carrinho de bebé para usar apenas o grande, pois a menina C. já não gosta de ir deitada, gosta sempre de andar sentada a ver tudo, a esticar as mãos a ver se apanha alguma coisa e quando sente que agarrou bem alguma coisa…. vummmmm, boca ! 🙂

a comer papainha boa

voltas e voltas…

a beber aguinha

reunião romena
já a alguns tópicos atrás, disse que a S. juntou-se a um grupo de romenos que tal como ela também vieram para cá melhorar a sua qualidade de vida, neste fim de semana a S. organizou um brunch no café Katz (o nosso preferido) no qual foram mais de 20 pessoas… correu tudo maravilhosamente bem, e no fim até palavras de agradecimento pela organização fantástica levou !

Parabéns esposa linda e maravilhosa! 🙂

 

 

de regresso a Lisboa
apenas para mencionar que vou estar em Lisboa entre 6 e 13 de Fevereiro, com o intuito de deixar a mota num stand afim de ser vendida… aqui a poder andar apenas durante 4 meses não faz sentido, e o dinheiro sempre dá para comprar um carro com matricula de cá que neste momento é muito mais importante que ter a mota parada numa garagem.

Irei visitar amigos, amigas e familia, mas estando sempre com o coração triste por ter de deixar as minhas duas princesas aqui em casa 😦 mas o valor de quase 300 euros por pessoa na passagem de avião é demasiado neste momento (que não tenho emprego) para tal aventura… fica a palavra que vamos fazer de tudo para que o Natal seja passado em terras lusitanas 🙂