Gadgets

Como muitos sabem, aqui na Dinamarca conseguimos ter uma vida bastante menos desafogada de quando estava em Portugal, que, depois de receber o salário liquido lá para dia 15 (e às vezes menos) já só havia 20 euros para meter gasoleo … e tinhamos de ficar em casa os proximos fins de semana senão não chagava para 15 dias … (o preço do gasoleo à 6 anos era menos que agora!)…

Essa foi uma das principais razões de ter saído do meu querido país (querido, sim, pois não há outro igual no que trata à beleza Natura … a Arrábida, o Gêres, o Alentejo, as serras, as praias … ninguem nos iguala … agora “nós” e os “politicos”… isso é outra história)!

Assim sendo, aqui sobra mais dinheiro, e como “menino” que sou, adoro os gadgets… desde que comprei o iPhone que sou fan da Apple, e depois do MacBook Pro, veio agora o iPad… é simplemente fantástico no dia a dia de casa, e se não quiser programar aplicações (já que sou programador e é das tarefas que mais faço), substitui o portatil e o desktop lá de casa…

Desde ver Videos (usando AirVideo) directamente do Disco de 2Tb (cheio de Videos e as séries todas que gostamos) até ler os meus livros (usando GoodReader) passando por ver a net, consultar e responder ao mail … e tendo uma autonomia para mais de 10 horas com uma só carga (depois de uma série de 45 minutos, a bateria perde apenas 3% de capacidade!!!) é um dispositivo fenomenal!

Aqui, o comboio tem internet gratuita, e no outro dia quando tive de deixar o carro na revisão geral antes da inspecção (aqui é 2 em 2 anos) , foi a minha companhia favorita, lendo o New York Times e o Público pelo caminho.

o meu iPad
o meu iPad
a ler uma revista (em PDF)
a ler uma revista (em PDF)

P.S. o iPad foi uma prenda da S. 🙂

Mas antes do iPad chegar, tinha comprado no eBay, finalmente, a minha primeira máquina digital, o kit da Canon 550d com a lente 18-55 IS, uma vez que quando vim para a Dinamarca, no dia de sair de Portugal, o meu querido pai ofereceu-me a sua máquina digital a qual tenho vindo a usar estes anos todos, agora, está nas mãos do dono, e sei que ficou bastante feliz por a ter de volta já que nunca mais tinha adquirido uma.

A máquina é … simplesmente, uau … e até faz vídeos em alta definição (ando a pensar em vender a máquina de filmar que comprei e está praticamente nova pois só foi usada para fazer cerca de 10 horas de filme), agora os próximos gadgets são as lentes, que custam quase 1300 euros cada uma :-/ Mas aqui, são sonhos que se tornam realidade facilmente … em portugal era impensável para mim, um dia comprar uma máquina digital por mais de 700 euros …

a minha primeira máquina de fotografia digital
a minha primeira máquina de fotografia digital
As máquina e as lentes
As máquina e as lentes

Apenas queria partilhar a minha felicidade convosco 🙂