Gadgets


Como muitos sabem, aqui na Dinamarca conseguimos ter uma vida bastante menos desafogada de quando estava em Portugal, que, depois de receber o salário liquido lá para dia 15 (e às vezes menos) já só havia 20 euros para meter gasoleo … e tinhamos de ficar em casa os proximos fins de semana senão não chagava para 15 dias … (o preço do gasoleo à 6 anos era menos que agora!)…

Essa foi uma das principais razões de ter saído do meu querido país (querido, sim, pois não há outro igual no que trata à beleza Natura … a Arrábida, o Gêres, o Alentejo, as serras, as praias … ninguem nos iguala … agora “nós” e os “politicos”… isso é outra história)!

Assim sendo, aqui sobra mais dinheiro, e como “menino” que sou, adoro os gadgets… desde que comprei o iPhone que sou fan da Apple, e depois do MacBook Pro, veio agora o iPad… é simplemente fantástico no dia a dia de casa, e se não quiser programar aplicações (já que sou programador e é das tarefas que mais faço), substitui o portatil e o desktop lá de casa…

Desde ver Videos (usando AirVideo) directamente do Disco de 2Tb (cheio de Videos e as séries todas que gostamos) até ler os meus livros (usando GoodReader) passando por ver a net, consultar e responder ao mail … e tendo uma autonomia para mais de 10 horas com uma só carga (depois de uma série de 45 minutos, a bateria perde apenas 3% de capacidade!!!) é um dispositivo fenomenal!

Aqui, o comboio tem internet gratuita, e no outro dia quando tive de deixar o carro na revisão geral antes da inspecção (aqui é 2 em 2 anos) , foi a minha companhia favorita, lendo o New York Times e o Público pelo caminho.

o meu iPad
o meu iPad
a ler uma revista (em PDF)
a ler uma revista (em PDF)

P.S. o iPad foi uma prenda da S. 🙂

Mas antes do iPad chegar, tinha comprado no eBay, finalmente, a minha primeira máquina digital, o kit da Canon 550d com a lente 18-55 IS, uma vez que quando vim para a Dinamarca, no dia de sair de Portugal, o meu querido pai ofereceu-me a sua máquina digital a qual tenho vindo a usar estes anos todos, agora, está nas mãos do dono, e sei que ficou bastante feliz por a ter de volta já que nunca mais tinha adquirido uma.

A máquina é … simplesmente, uau … e até faz vídeos em alta definição (ando a pensar em vender a máquina de filmar que comprei e está praticamente nova pois só foi usada para fazer cerca de 10 horas de filme), agora os próximos gadgets são as lentes, que custam quase 1300 euros cada uma :-/ Mas aqui, são sonhos que se tornam realidade facilmente … em portugal era impensável para mim, um dia comprar uma máquina digital por mais de 700 euros …

a minha primeira máquina de fotografia digital
a minha primeira máquina de fotografia digital
As máquina e as lentes
As máquina e as lentes

Apenas queria partilhar a minha felicidade convosco 🙂

22 thoughts on “Gadgets

  1. Olá, descobri há pouco tempo este seu BLOG e acho bastante interessante. eu e o meu marido estamos a ponderar ir viver para outro país. mas como temos 3 filhos, dois com 3 anos e 1 c 16,temos que ponderar bastante antes de tomar tamanha decisão. um dos aspectos que nos preocupa é o racismo, visto o filho mais velho ser “café c leite”, mais leite que café… (fruto de outra relação).e também devido à idade dele (16) e de ter apenas o 9º ano, não sabemos muito bem como fazer em relação aos estudos dele. mas em relação aos mais novos estamos bem mais descansados pq sabemos que as crianças têm um enorme poder de adaptação… Bem, temos toda uma série de questões que teremos que estudar bem, para podermos todos beneficiar de um futuro melhor… O que nos entusiasma na dinamarca é que o sistema educacional, pelo que percebemos é excelente, o que não acontece por exemplo em Inglaterra que seria outro país possível para viver e trabalhar. peço desculpa pelo testamento…. muitas felicidades para si e para toda a sua família.os melhores cumpts.

  2. A tua descrição da vossa vida em Portugal, parecia a minha, que tempos difíceis esses, os danes ainda acham que estão em crise se eles soubessem como é viver em Portugal, davam mais valor a este país!
    Claro que o blog é teu, mas vens para aqui meter inveja com a super câmara e o lindo do ipad, também quero… Eu sou fã da apple desde o G5 que tive em Portugal, também tenho o ipod nano rosa choque com uma mensagem gravada que o Luís me deu, e agora na minha wishlist está o ipad 🙂 O comboio tem internet???? tanta coisa para aprender ainda:D

  3. Olá,

    Sim tem, como deves ter visto pelos links, assim como o comboio de CPH – Aarhus 🙂 é optimo, e só tens de criar um perfil para fazeres login e usufruires de internet gratuita (e bem rápida).

    http://logon.gratis-danmark.dk/opret/

    mais internet gratuita nos comboios

    Eu ofereci um iPod Nano Red à Stef no primeiro ano que cá estivemos (começamos a ter imenso dinheiro, mais do que alguma vez tivemos, e como ele foi feito para gastar … ) 😀
    tbm com inscrição, e ela deu-me no ano passado um cinza de ult geracao, com video. 🙂

    Eles aqui têm esse defeito … sempre tiveram tudo, saúde gratuita, pistas de bicicleta em todo o país, os impostos são altos mas vemos imenso retorno como o subscidio de desemprego que é bem maior que o nosso, extensivel a 4 anos em casos especiais, se voltares a ficar desempregada em menos de 12 meses, voltas a receber na totalidade (o que não é assim em PRT, pelo menos quano lá vivia), bibliotecas fantásticas e gratuitas, escolas e material escolar gratuito, etc etc etc … em PRT, pagamos impostos e não há nada que podemos dizer “Não, estou a pagar aqui, mas depois o estado ajuda-me nisto ou naquilo…”

    Mas como eles sempre tiveram isto … não dão tanto valor, como já sabemos, “Só depois de deixar de ter é que damos o valor necessário às coisas” 🙂

  4. É bem verdade, já a minha sábia avózinha dizia 😀 A mim aconteceu-me como a ti, cheguei cá e o dinheiro chega para as despesas todas e ainda nos podemos desgraçar e comprar coisas que em PTG tinhamos de fazer créditos. O dinheiro não é tudo, mas realmente é uma parte muito importante para nos sentirmos seguros e podermos viver em paz 😉 Beijinhos às tuas princesas e ao príncipezinho:)

  5. Dos comboios não sabia, mas parece que é só aí para a ilha, mas é uma ideia fantástica, um incentivo para usar o comboio e deixar o carro em casa 🙂 isto aqui é aldeia, não sei se tem disso!!! Mas ainda tenho muita coisa para aprender sobre DK, ainda vai fazer um ano, em Agosto que cá cheguei! Obrigada pelas informações 😉

  6. Não, não…chama-se mesmo ostentação! Sorry Bruno. Os meus “velhotes” chamam-lhe caguisses ou peneirisses…. outros tempos, outras expressões. Um abraço de um compatriota que vive perto de ti… Ah, pode ser que com o tempo aqui na dinamarca, isso passe. A mim essa febre nunca me deu, mas não o tempo tudo cura.

  7. Bem eu chamava-lhe invejosices 😀 É à português, não podem ver a felicidade alheia que ficam doentes!!! O EC que me desculpe mas ainda não deve ter estado tempo suficiente entre os Danes, eles gostam de comprar e ficam contentes em mostrar e os amigos felizes por eles terem o que gostam! O velhote do meu vizinho comprou um Z3 esta semana e anda aqui todo contente, ainda hoje os vi todos bonitos, foram comprar 1kg de batatas a 30 kms só para passear o carro novo e estavamos na rua na conversa com outros vizinhos e ele veio até ao fim da rua com o carro novo todo orgulhoso e nós contentes pela felicidade dele!

  8. Quanto ao usar EC, são as minhas iniciais. É mais sensato escrever as minhas iniciais do que nomes próprios que não são reais, tipo escrever Sofia quando a pessoa se chama Marta ou Pedro e na realidade chama-se António (quem quiser que enfie o barrete). Quanto ao “o blog é meu, escrevo o que quiser e como quiser” – sem duvida Bruno – é teu, escreves o que quiseres e que escrevas por muitíssimo tempo! Bem-haja Bruno. Quanto a Lua: estou na Dinamarca há cerca de 17 anos com esposa e família dinamarquesa – por isso estou há muito tempo e conheço bem a realidade que muitos vem apenas para “verem” e/ou para completarem estudos académicos.

  9. EC o que acontece é que nos piores anos de crise em PTG tu estavas cá e quem viveu lá passou por um mau bocado, e chegamos aqui e é bom conseguir pagar a casa, as despesas todas, os bens essenciais poder ter os filho na escola e não ter de pensar que se calhar no próximo mês não tenho dinheiro para a pagar, e ainda sobrar dinheiro para mimos que pelo menos eu não me podia dar ao luxo nem sequer de sonhar com eles. Eu vim cá parar sem querer o meu namorado trabalha cá e está bem, possibilidade de progressão na carreira, ordenado 6x superior, e iada, iada, iada, e não temos intenções de voltar para PTG.
    Patricio acho que as batatas na Dinamarca são todas dinamarquesas 😀 mas se calhar aquelas eram especiais

  10. Ao EC, à Lua e ao BAlexandre, o meu melhor obrigado pela extensão das vossas letras emotivas e fortes. Gostei muito de ler a vossa troca de opinião. Senti-me emocionado.
    Sou “portuga” a viver em PT. Detesto o frio e estou a escrever-vos (mentalmente) na praia da Fonte da Telha – Almada – Portugal.
    É assim com um pouco de “malignidade”. Por cá vamos vivendo porque no geral, todos nós nos habituámos a viver com o que temos. Somos mais para o cómodo (comedidos) (1). Contentamo-nos com as coisas que vem e, sejam quais forem, e quantidade for, aceitamos como se fossem as últimas criações de Deus. Topam?
    Assim, reconheço, existem alguns mais aventureiros, corajosos (poucos), a querer “mais coisas” e isso não tem mal algum – é bom ser assim. Mas lembrem-se: “.. quem quer molha o rabo” e nem todos o querem molhar.
    Os Centros Comerciais (grandes superfícies comerciais), têm NET gratuita para podermos comer uns saborosos MaCs, quando “chatamos”, “e-malamos”, ou ainda “googlamos”, ou sonhamos os sonhos. A maioria não sonha, cusca as vidas, olha de solaio as roupas e ou aspecto dos outros.. heheheeh
    Não uso o comboio faz tempo, mas penso que o comboio que passa na Ponte 25 de Abril já tem NET gratuita e o Inter-Cidades Lisboa – Porto, pelo menos no meu tempo já tinham tomadas para se ligarem os portáteis e li nessa altura publicidade que, iam ter NET.
    Desejo-vos tudo de bom por tempo eterno, com extensivos desejos e iguais a todos os vossos familiares que vos acompanham numa boa aventura de sonhos.

    Simplesmente simples: Não consegui realizar os meus sonhos, mas ainda bem que os tive.

    😉

    (1) Não vale olhar para os índices do crédito mal parado (caloteiros).

  11. Olá balexandre.
    Não encontrei mais nenhum sitio onde fazer este post, peço desculpa se for o local errado.

    Eu e a minha namorada temos andado a pensar mudarmo-nos para a Dinamarca, varias pessoas contaram-nos boas experiências, e achamos que seria um bom sitio para viver e trabalhar.

    Eu, à tua semelhança sou de informática, sou programador na area web (AS3/Flash, PHP, etc..).
    Estive a ver uma serie de sites de emprego, incuindo alguns dos que tens neste blog, mas como a minha compreensão da lingua dinamarquesa é nula, tive alguma dificuldade.
    Será que me poderias dar alguma noção sobre a possibilidade de empregos desta area de web-develop? Apenas uma ideia geral (há emprego, não há emprego :P).

    Obrigado, e desculpa perguntar-te algo que já te foi perguntado “n” vezes.
    Abraço, João.

  12. Ando vendo seu blog e se antes eu já tinha vontade de trabalhar e morar na Dinamarca, agora posso dizer que a vontade intensificou.
    Importante saber que programadores podem conseguir empregos por aí, pois sou programador tambem. Atualmente programo em .NET, e você?
    Quem sabe não consigo algo? 🙂

  13. Olá balexandre, gostaria de saber se existe alguma possibilidade de me enviares alguma informação (como diz aqui em cima, o João, a tua opinião) sobre o mercado de trabalho aí na Dinamarca. Sou web designer e também faço programação em AS3.0, PhP, etc.
    Tive agora um filho e aqui em Portugal o mercado de trabalho começa a apertar, pelo que gostaria de emigrar para tentar uma vida melhor num país a sério.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s