Mentalidades…

É por este tipo de mentalidades que ADORO viver neste país!

para quem apenas só houve falar, este vídeo mostra como são os Dinamarqueses.

Parabéns Catarina

Acendendo as velas
Acendendo as velas

Foi no passado dia 25 que a C. completou 3 aninhos 🙂 desta vez em vez de fazer uma festa em casa, fizemos no Jardim Infantil com os colegas da sala dela… ela gostou muito, tinhamos balões e até serpentinas, eheheh 🙂

Está a ficar uma senhorinha!

Desde Maio que já não usa fraldas (porque ela assim o quis e refilou que já era uma menina grande e não queria mais fralda), e desde então fazia as necessidades no bacio, mas no inicio de Agosto comprámos um acessório para a sanita e retirei-lhe o bacio da sala, ficando apenas o do quarto (pois os quartos são no andar de cima e nesse andar não há wc).

Lá de vez em quando, como acontece com todos, sonha com algo e faz na cama mesmo, mas temos uma capa do IKEA entre o lençol e o colchão que que evita estragar o último.

Adora ajudar o “mano pequenino” (como ela diz), seja agarrar-lo com toda a força para o encher de beijos, seja para ajudar a mãe a dar-lhe banho ou a vestir… e claro, como as crianças adoram “copiar” os pais, andar a dar “de mamar” aos bonecos todos lá de casa, eheheh 🙂

Fez o teste da fala, que fazem antes dos 3 anos, e apenas as cores não as sabia todas, mas foi a única em 10 exames que sabia dizer o singular e o plural dos objectos … e em XINAMARQUÊS!!! é obra 😀

Felizes
Felizes
Comboio de aniversário
Comboio de aniversário

Mano pequenino

O “Mano pequenino” como a C. o chama está enorme, e nem parece que apenas tem 1 mês de vida! já tem 58cm e engordou quase 900 grm desde o nascimento, tudo com a maminha da mãe 🙂

É um pouco mais “delicado” que o que foi a C. mas extremamente mais sossegado que ela, deixa a S. dormir a noite toda, acordando apenas 2 a 3 vezes para comer, enquanto a C. numa muito boa noite, acordava 6 vezes! (num máximo de 12… e isto nos primeiros 8 meses de vida!)

Mas não creio que seja correcto fazer comparações nos dois, uma vez que serão sempre diferentes, mas nós pais, gostamos deles da mesma maneira.