Música de cá

Lá de vez em quando gosto de partilhar esta ou aquela música “nacional” para mostrar-vos o que se faz por cá em relação a música “nacional” ouvida internacionalmente.

Todos conheçem pelo menos duas bandas Dinamarquesas, os Outlandish e os Aqua, ultimamente é a vez de Medina da qual gosto muito de ouvir, ultimamente 🙂

 

Dentro do programa de natal da televisão nacional a Danske Radio 1, ( a RTP 1 cá do sítio) deixo-os a musica que mais gosto, Kun for Mig (diz-se cun-for-maí -> “só para mim”)

para quem quer ouvir/ler a versão inglesa, aqui fica o video:

P.S. a versão Dinamarquesa é muitissimo melhor 🙂

Frio? Não!… muito frio!

Seria uma noite como outra qualquer, não fosse o facto de a temperatura ter baixado a valores pertos do record do país… e assim foi, nesta última noite onde o termometro da bonita cidade de Holbæk mostrou -22,5 ºC (podem ler este artigo no The Copenhagen Post).

Em casa sentimos assim que acordamos pois o termometro que mete a temperatura exterior mostrava -17ºC tal com no carro a caminho do emprego.

Tem havido muita neve e pela primeira vez na história temos um Natal Branco (White Christmas), que para quem não quiser ler, tem de haver pelo menos 6 cm de neve no chão e o país tem de estar coberto com mais de 90% do território nacional (no caso de um país).

Com a Neve, vem o gelo, e o gelo na estrada claro… todas as estradas estão cobertas por gelo, e tenho andado muito “de lado” e com o carro “abanar” quando se trava ou mesmo a andar normalmente… tudo isto é caso “normal” neste país, e não me assusta, arrepia ou me faz confusão…

…o que me faz mesmo confusão com isto tudo é o facto de os acidentes serem minimos!!! eu faço sempre cerca de 80 km de casa – emprego – casa, passo por auto estrada, estradas secundárias e principais e ainda não vi um unico acidente de viação com este gelo e neve toda! é simplesmente imprecionante se comparar com Portugal e claro… sem neve nem gelo, mas com chuva, onde por todo o lado há acidentes!

esta gente sabe e tem respeito pelo outro a conduzir, e é fantástico ver-nos a parar num semáfro, olhar para o retrovisor e ver o carro atrás abrandar bem antes de nós, não vá acontecer alguma coisa…

A “nossa” mentalidade é sem duvida completamente diferente desta! mas digo-vos, tirando a gastronomia e o fazer novas amizades, tinhamos muito a aprender com este povo!

temos pópó novo! (parte II)

Já tinha colocado aqui, faz 2 anos, um tópico com o mesmo nome, quando comprei o meu primeiro automovel com matricula “nacional”, que serviu para substituir o velhinho e danificado Escort.

Mas a familia cresceu, e o espaço da carrinha Laguna era cada vez mais pequeno quando queriamos ir dar uma volta mais a sério, alem de sendo de 2002, já estava a comçecar a dar umas chatisses, tal como o ABS que não funcionava desde há vários meses entre outras coisas… e assim sendo, em vez de gastar uma mini fortuna a arranjar isto tudo, preferi dar entrada num veiculo mais recente.

temos então um Citroen C4 Grand Picasso de 2007 com 62000 km, é a versão 2.0 HDi VTR+ Pack com caixa E6G

ficam aqui algumas especificações técnicas:

  • Caixa robotizada de 6 velocidades
  • Jantes de liga leve de 17”
  • 2 zonas de clima independentes
  • Computador de bordo
  • Controlo de velocidade e limitador
  • Limpa vidros automático
  • Bancos frontais aquecidos
  • 6 Airbags
  • ABS, ESP
  • Isofix
  • 7 lugares
  • Bola de reboque removivel
  • etc.


Citroen C4 Grand Picasso
Citroen C4 Grand Picasso
Interior
Interior
em rolamento
em rolamento

mais informo que sendo assim, congretizei mais um sonho pessoal, o de ter um carro com mudanças automaticas (neste, ela é robotizada, mas é quase igual), e com controlador de velocidade. Eu sei que parece pouco, mas era um dos meus sonhos … e com este realizado apenas me falat realizar um, o de ter uma quinta com cavalos, pois todos os outros, dependem directamente dos filhos.

Desde que saí de Portugal á quase 5 anos, que vim sempre a realizar e a realizar sonhos pessoais (sendo esta uma das coisas que me levou a sair de Portugal também), e sempre disse a mim mesmo, e aos outros que, se não for para realizar os nossos sonhos pessoais, para que vivemos nós? comer e dormir? trabalhar? nahhhh…

Não são sonhos inalcansaveis como muita gente sonha, são sonhos que tenho a certeza que os posso concretizar… o unico que não consegui até ao momento, foi de ser piloto da Força Aérea Portuguesa, pois dos 2 anos que concorri, fiquei-me sempre pelo exame cardiológico… algo herdado do meu pai 🙂

Só para vos dizer que a adquisição do carro, não foi apenas por “falta de espaço” ou “mariquises” 🙂