Situacão de emprego resolvida


No tópico anterior, tinha-vos mencionado em como lá ganhei coragem, apesar de saber que, não tendo qualquer família para ajudar, e estando esposa, 3 filhos, 1 cão, 2 carros e 1 casa dependentes de mim (infelizmente o salário da esposa sozinho não dá para sustentar tanta coisa junta), e de reflectir que estava há cerca de 1 ano triste com a situação profissional pois já lá ia o tempo em que ia todo feliz para o escritório, aquela coragem que todos nós temos receio, mas se não o fizermos, só estamos a fazer mal a nós próprios!

Entendo que uns consigam atenuar a indiferença, mas eu não consigo e isso vê-se no dia-a-dia.

Recebi 2 propostas finais, fui a 7 entrevistas no total (4 delas de uma só empresa) e via telefone ainda recebi com agrado que me queria entrevistar, mas honesto como sou disse que já tinha 2 propostas e se tivessem outro candidato em mente, que avançassem com ele.

Uma dessas entrevistas onde fui, foi na empresa que sempre gostaria de trabalhar (pelo menos em teoria, pois nunca lá trabalhei), sei que seria difícil pois sendo uma das maiores empresas da Dinamarca faz com que englobe o termo “Corporate” do qual tenho tanto receio (pois por defeito interessam-se mais por números que por pessoas) mas o que fazem é fantástico… Fui lá, e depois da entrevista com 3 elementos disse à sra. para não contarem comigo, pois o que era para fazer era demasiado “short-sighted” pois era apenas uma única tarefa e com a minha experiência, preciso de algo em que possa também fazer parte das decisões… ela ficou encantada com a minha personalidade na entrevista e o que lhe disse pelo que rematou a dizer para lhe enviar um email com o que eu gostaria mesmo de fazer naquela empresa pois daqui de 9 a 12 meses vai ter de contratar mais pessoas para a mesma área e se achar que me encaixo, dizer-me-à … pode até nem ser verdade, mas que faz o nosso ego aumentar, isso faz! 🙂

Então, em conclusão, as 2 propostas eram, em termos gerais:

Proposta A

  • 55.000 kr mensais (7.400€)
    depois dos descontos todos ficamos com uma média de 35.000 kr na conta mensalmente
  • Sem pensão no primeiro ano e seguro privado só depois das férias de verão
  • Telefone, portátil e internet de casa paga
  • Trabalho na minha confortável área, ou seja, C# e ambiente Windows
  • Primeiro projecto: criar um portal para clientes (na língua de programação que uso todos os “santos” dias)
  • Mesmo à saída de uma estação de comboio (Nørreport St.) que se apanhar aqui perto de casa, não preciso de apanhar mais nenhum

Proposta B

  • 48.500 kr mensais
  • Pensão e seguro de saúde privado
  • 6 semanas de férias por ano
  • Telefone, portátil e internet de casa paga
  • Trabalho completamente fora do que estou habituado, pois ali usam linguagem de programação Python e nomeadamente javascript (NodeJs) que, fiz umas coisinhas de brincadeira, mas nunca nada para projectos dignos desse nome
  • à Saída de uma estação de Metro (Christianshavn St.) assim sendo tenho de passar do comboio para o metro, na estação onde fica a proposta A)

Depois de reflectir e sempre a pensar onde seria mais feliz daqui a 5 anos, optei por pedir um aumento até aos 50.000 kr e optei pela proposta B. Assim sendo, dia 3 de Abril já começo a trabalhar lá 🙂

Razões da escolha são sempre pessoais e cada um optaria de maneira diferente, mas como sou e como me vejo diariamente, não iria aprender nada de novo na proposta A, pois estaria confortavelmente a fazer o que sempre fiz… na proposta B vou alargar os meus conhecimentos para algo que ainda não tinha imaginado, vou-me dedicar a tutoriais e cursos online até Abril para não fazer figura de urso no primeiro mês, mas sei que profissionalmente, e para mim, é a escolha acertada!

Serve também este tópico, para tentar mostrar que temos de por o salário de lado e pensar em tudo o resto, é algo que é para ser todos os dias… todos os meses… por alguns anos valentes… temos de realmente gostar mais do que fazemos diariamente do que propriamente do dinheiro que trazemos para casa, pois há quem já tenha dito:

 

Choose a job you love, and you will never have to work a day in your life

e é mesmo verdade!

3 thoughts on “Situacão de emprego resolvida

  1. O meu filho está apaixonado pela Dinamarca e por Cph . Começou por ir estudar e agora pRocura desesperadamente um emprego para não voltar para Portugal. Gosto da sua forma apaixonada , também, como escreve e descreve a sua experiência. Continue com as com as suas crónicas…. Thanks

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s