Nascido na capital Portuguesa (Lisboa) em finais de Janeiro no longínquo ano de 1977, contam-me que adorava comer a areia da praia quando era pequeno (não que agora seja grande, mas … mais pequeno que agora), frequentei diversas escolas até ao 6º ano de escolaridade devido a mudanças de residência, ingressei na Casa Pia de Lisboa, Colégio de Pina Manique onde me orgulho imenso e no qual realizei o curso de Electrónica e depois o de Electrónica Industrial que me deu equivalência ao 12º ano… depois veio a tropa (4 árduos meses de serviço militar não voluntário, eheheh… não, até que foram bem divertidos!) seguidos por 2 tentativas frustradas de ingressar na Academia da Força Aérea para Piloto (problema de coração não me deixou prosseguir o meu único sonho da altura)…

Mudei os sonhos, olhei para a informática de outra maneira e continuei mais a sério o que até aqui tinha vindo a fazer… páginas web! daí até hoje foi um pulo, valeu-me alguns empregos como programador, como responsável pela área de informática, como… ena, foram tantos e tantos…

Em inicio de 2005 entrei num café (Misén en Scene em Cascais) e disse a mim mesmo sobre uma empregada “Uau! isto sim, é uma mulher de sonho!” e na tentativa de a conhecer pessoalmente ainda lá fui uma 2ª vez, mas a coragem faltou e o pensamento de “Se eu lhe disser alguma coisa, serei um “gaiju” como outro qualquer” pois não creio que não lhe mandassem os tradicionais piropos Portugueses.

Desisti!

Sabendo bem informática, todos os amigos e conhecidos me chamavam para arranjar isto ou aquilo, frases como “o meu pc está lento” “tenho um vírus no meu pc” “como é que posso conectar os pc aqui no trabalho” eram coisas para mim vulgares e com respostas de apenas 2 minutos, assim sendo, uma vez mais recebi uma chamada de um conhecido a precisar da minha ajuda … lá vou eu, que não sei dizer Não a ninguém, e quando vou à empresa… os meus olhos regalaram! não é que a rapariga linda do café estava mesmo ali à minha frente!!!

Depois do “Flirt” normal e já no final de ter dado solução ao problema que ali me trouxe, perguntei-lhe se queria sair, um lanche ou almoço… “Não! Não acho que seja uma boa ideia!” Bolas! essa foi demais, mas não disse mais nada a não ser sentir-me triste … e lá saí com o problema solucionado e com uma negativa bem redondinha! Enfim, haverá mais marés … pensava eu, mas sempre com a ideia, “Mas marés assim só mesmo 1 vez de 10 em 10 anos!”

Já na estrada e a caminho de casa recebo uma chamada: “Olá, olha mudei de ideias, ainda queres ir almoçar?”

Desse dia ao casamento foram 8 meses ! Casei-me com a rapariga mais bonita que alguma vez tivesse visto, em 27 de Dezembro desse ano demos o “nó” e, como todos os casais (pelo menos assim deveria ser) desde o início que caminhámos para o mesmo lugar, e dali a sair do país para melhorar a nossa qualidade de vida, foram 2 meses.

A Dinamarca foi escolhida “à sorte” (isso é mais outra história com risos) e sem saber rigorosamente nada do país a não ser a capital (e até isso levou-nos algum tempo a descobrir, pois Copenhaga não existe neste país… aqui escreve-se København [cuben-aune]) sem ter familiares ou amigos, sem emprego ou casa a não ser mesmo um contacto via email pelo fantástico site do CouchSurfing que tantos amigos me fez fazer quando morava em Sintra, e onde pernoitámos por 3 dias…

3 dias depois de entrarmos no país, encontrámos um apartamento que alugámos 2 quartos, 2 semanas depois encontrámos emprego, 8 meses depois comprámos a nossa casa e 8 meses depois de comprarmos a casa… e a Catarina nasceu! (ahhh, e o André veio em 2010)

Sou feliz!

103 thoughts on “Acerca de mim

    1. Oi Alexandre, estou terminando minha graduação em Enfermagem estou no 7° semestre e eu estou enteressada em trabalhar na Dinamarca.E gostaria de saber como seria para trabalhar na Dinamarca na aréa de saúde você saberia me informa alguma coisa? Desde já agradeço se poder me responder me responde por favor nesse email:may_ptdoida@hotmail.com Até..

  1. como foi a tua ida para a dinamarca? pergunto isto porque , penso emigrar, mas tenho um problema vivo com uma brasileira e temos um filho que nao pertence a cee.ou seja eu o puto somos portugueses a mae nao.As leis dinamarquesas sao muito pesadas nestas situaçoes?????? Quanto á tua historia , bem amigo ,ela é linda parabens pela coragem e ousadia ,

  2. Aquilo que li no teu blog é uma história que me sensibilizou, já que eu e a minha mulher temos um sonho: sair de Portugal. A Dinamarca é um país apelativo e bastante evoluido.
    Será fácil arranjar emprego? Somos ambos licenciados.
    E alojamento?
    Temos agora um bebe de 4 meses. SErá arriscado ele ir também?
    SErá melhor ir sozinho e eles depois irem ter comigo?
    Tantas perguntas. Desculpa lá. será que me podes dar algumas dicas?
    Obrigado e felicidades

  3. Boa tarde,

    Alexandre,

    Vi o teu blog e achei muito interessante, Parabens!!
    Ã curiosidade maior é tb fui aluno da CPL no curso de electronica, mas aparentemente pelas fotos não te reconheci…
    Não sei qual foi os anos em que endaste por lá.
    Estive la em 84/88

    O meu nome é António Alves,

    Trabalho em Televisão a tempo inteiro e em regime de Part-time em MML (Marketing Multi Nivel).
    Dispenso 6 a 8 Horas semanais, e tenho obtido óptimos resultados!
    Procuro “amigos” Portugueses que queiram trabalhar em equipa…e em Part-time em MML, com o objectivo de ganhar algum dinheiro extra de forma simples e honesta!
    Faço parte de uma empresa com forte implementação em toda a Europa e em substancial crescimento na área da suplementação alimentar e cosmética.

    Não são vendas …

    Aqui ficam os meus contactos, para qualquer esclarecimento ou informação.

    Email : alves@grupoagel.com
    Site : http://www.grupoagel.com/alves/
    MSN : fluidlx@hotmail.com
    Tel : +351962503637

  4. Muitos Parabéns por tudo, pela vossa história, pela vossa corajem, pela vossa filha… Mudar de vida assim, é realmente fantástico e inspirador até. Mas não é toda a gente que tem tamanho espírito de aventura.

    Cheguei ao seu blog porque estou interessada em visitar a Dinamarca, mas estou indecisa por um motivo: dinheiro! Portugueses em Portugal são “tesos” e não há muito a fazer, infelizmente. Portanto, tenho que fazer contas á vida e ver se, com o pouco que me sobra para umas mini férias, posso me desenrascar sem ter que andar a lavar pratos numa qualquer copa dum restaurante em Copenhaga.Hehe!

    A minha dùvida é acerca do que em média eu terei que gastar para comer e me deslocar na cidade. Mcdonalds e afins, servem perfeitamente… a dieta e a comida saudavel ficam para o resto do ano aqui em Portugal. 🙂 Mas se me pudesse dar uma ideia, ajudava-me a decidir entre aventurar-me ou não numa cidade cara como essa.

    Obrigada e muitas felicidades.

  5. ola, em primeiro quero dizer-te que estou muito ttriste por teres estado em portugal e nao me disseste nada, em segundo quero felicitar-vos aos dois por a filha linda que voces têm e por eu ser uma felizarda em fazer parte da vossa familia. agora quero que me prometas que das noticias e que em dezembro quando ca voltarem que me vêm visitar, a casa é pequena mas ainda ca cabem voces os tres.
    da noticias por favor porque como nao as das a muito tempo começoa ficar preocupada contigo ate ja liguei para o teu pai e tudo.

    um beijao enorme para os tres e fico a espera….

  6. Olá
    o meu nome é Carmina, vivo em Lisboae tenho 34 anos.
    Como quero ir viver para a Dinamarca, estou a pensar ir passar aí o mês de Agosto para alugar um apartamento. Na Internet tenho tentando ver apartamentos para o Mês de Agosto, poruqe assim não só passava as minhas férias como aproveitava para ver casas, escolas (tenho duas filhas).
    Se me puderem ajudar nesta busca por um apartamento com 2 quartos (não estupidamente caro …será possível??)
    Se me puderem dar dicas…era excelente. O nosso motivo para ir-mos para a Dinamarca é profissional – o meu marido é maestro de Orquestra e necessita de se internacionalizar.

  7. Olà compatriota, ganda maluco, tambem espero brevemente ir até á terra dos “cornudos” (no bom sentido guerreiro), eiu sou casado com uma Dimnamrquesa e j´com 2 filhotes, tambem estamos a pensar, mudarmos pra aí, pois a vida em portugal vai de mal a pior, até já se pensa em eleger o Ronaldo a presidente, pois nenhum dos politicos, consegue governar este pais, talvez um “Poul Nyrup Rasmussen” podesse vir dar umas lições de Politica em beneficio da sociedade e não em beneficio próprio. Mas isso fica para outra conversa, Qunado dermos o salto, Temos que nos juntar para uma “arencada” (sardinhada á dinamarquesa mas com arenques IOI). RONALDO A PRESIDENTE!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  8. Olá. Tenho acompanhado o teu blog desde o início sempre com muito entusiasmo. Os teus relatos têm-me deixado a pensar muitas vezes. Penso “o que é que estou a fazer neste país que está cada vez pior!”. Então agora que fiquei desempregado ainda estou mais deprimido!
    Felicidades e boa sorte com o teu negócio!

    1. olá eu tambêm moro na Dinamarca há vinte anos…. depois de ler a tua história, veio-me ao pensamento…e desculpa a sinceridade e tambêm a frontalidade,, mas serás assim tão feliz na Dinamarca como contas? não há mesmo nada que gostarias de mudar?,

  9. Olá Bruno! Como estäo vocês aí na capital?
    Lembrei-me que poderiamos encontrarnos na terça feira. Estou por aí – vou a uma entrevista – e tenho o fim da tarde e o seräo livres.
    Se fôr o caso, responde por e-mail para flexiseguranca@gmail.com ou telefone 20357981.
    Talvez a Carmina (não tenho nenhum contacto) e família já estejam por aí e queira/possa também encontrar-se connosco…

    Abraço,

    Francisco

  10. ola ilustre portugues
    estou a pensar em ir trabalhar para a Dinamarca
    gostava que me desse umas indicacoes como arranjar trabalho
    os sites que vi pedem requisitos academicos que eu nao tenho
    mas vontade de trabalhar sim.

  11. Eu sou uma portuguesa na dinamarca .Quero avisar todos os que lem este blog que esta pessoa teve MUITA sorte.Como ele conta isto e o paraiso.Moro em Copenhague tenho vivenda negocio proprio ,falo dinamarques ,mas tou ca faz 12 anos.Apartamento nao se arranjam assim , nem sequer um quarto .Os Dinamarqueses sao frios e nao gostam de estrangeiros .Empregos nao se arrangam assim , o idioma e muito dificil .Tem um portugues que leu este blog , veio para ca no sonho e agora ta na rua e sem emprego . Para ter emprego tem de se ter o cartao amarelo que e o cartao que da permite para viver aqui , para ter trabalho tem de se ter apartamento ou quarto.Apartamentos ou quartos sao como agulha num palheiro e MUITO caros.E verdade que se ganha bem ,mas metade vai para o estado,Temos impostos para tudo,tudo e muito caro.O imverno e duro e sempre escuro.Amigos nao caiam na fantazia ,pois aqui ninguem os ajuda . Os portugueses que ca estao nao querem saber ou fogem dos outros portugueses de como se foge da praga . ESTA SIM E A VERDADE ;E A REALIDADE.

  12. Boa noite.

    Antes de mais, saudações a todos. Sei que este blogue é dedicado á emigração para a Dinamarca mas não resisti a «opinar». Sou uma portuguesa que emigrou para a Noruega e devo dizer que o relato da Irina Ohana (portuguesa na Dinamarca) é quase um papel químico da realidade que encontro neste país: é extremamente difícil arranjar emprego se não se fala a língua (há empregadores que chegam a desligar o telefone na cara ao ouvir falar inglês e não o norueguês…); as agências de emprego e os potenciais empregadores demoram verdadeiras eternidades a dar feedback (quando o dão…) e há muitos que prometem coisas que depois nunca cumprem; as casas são muito caras; os noruegueses são frios e não gostam de estrangeiros (logo… já nem vou pela parte de fazer amizades com noruegueses/as… pois pode-se falar com um norueguês muito bem que responde igualmente muito bem mas passados uns 5 minutos já «virou» e é capaz de passar e virar a cara e fazer de conta que não conhece…); tudo é transparente e não há cá fugas ao Fisco (o que eu acho excelente e justíssimo) e quem tem emprego ganha bem mas desconta muito e é tudo muito muito caro (cheguei a ver uma simples vassoura a custar o equivalente a 35€!!); o inverno é muito duro, muito frio e com luminosidade escassa… o verão é quase o oposto… com luminosidade 24h por dia…; a rede rodoviária e ferroviária… bom… posso dizer que os motoristas de camionetas andam coordenados e comunicam entre si para que os passageiros façam transbordo entre camionetas e mesmo entre ferries e aviões (excelente); mas aqui ninguém ajuda ninguém… se virmos um vizinho num Rema 1000 (superfície equivalente a um Continente) o mesmo é capaz de virar a cara e nem cumprimentar… quanto aos portugueses que conheci aqui e que estão cá… enfim.

    Subscrevo o que a D. Irina escreveu.

    Há coisas boas e menos boas como em qualquer país mas as menos boas, para já, suplantam as boas. O período de adaptação pode ser mais ou menos extenso… depende de pessoa para pessoa… concordo com o facto de que quem emigra é quem tem de se adaptar ao país que o/a acolhe… isso inclui língua, costumes, tudo… não me levem a mal o que vou escrever… mas acho triste que haja tanta gente (portugueses e estrangeiros) a apregoar maravilhas dos países nórdicos (falo, obviamente, do país que conheço e onde resido) que não correspondem inteiramente à realidade… o que acontece é que a ideia que geralmente se passa para o resto do mundo é uma coisa e o que se vive cá é outra… quem chega aqui, vê e vence tem mesmo MUITA sorte… porque não acontece a todos (conheço casos de pessoas que trabalham e que não recebem… aqui, na Noruega…). Há patrões noruegueses que exploram mão-de-obra emigrante de uma forma avassaladora (conheço casos muito de perto) e nada lhes acontece. E nenhum norueguês gosta de ser «chamado à atenção» em NADA. E quando digo NADA é NADICA de NADA mesmo. Coisas do dia-a-dia que para nós são absolutamente normais e que nós reagimos sem grandes percalços… para eles isso não acontece. E aposto que o mesmo se passa com qualquer pessoa de qualquer País nórdico… tenham MUITA ATENÇÃO a isso.

    Acho, sobretudo, que não se deveria passar a ideia de que «tudo é um mar de rosas» para quem emigra porque… não é. A realidade é bem mais dura do que isso. E as pessoas acabam por acordar, mais cedo ou mais tarde… sobretudo quem mergulha numa aventura destas mal informado ou iludido (leia-se enganado).

      1. Ola fernando esse seu comentario mete nojo como certos portugueses que pintam a dinamarca e os paises nordicos como mar de rosas, mas olhe se és português és tão emigrante em portugal como dinamarca, pois se saistes de portugal foi porque Portugal não é o teu pais, és mais um triste como muitos Outros. que comentam os outros emigrantes desta forma.

      2. Realmente este comentario é muito estúpido …. é por estas e por outras que por vezes estes tipo de portugueses nao interessam a ninguém…neste caso vais vale os nórdicos frios….:-)

    1. Maria Alves, obrigado pelo eu post…eu tenho um emprego decente, mas estou desiludido com Portugal e estava quase …quase a mandar tudo ás urtigas e o teu post fez-me abrir os olhos. bem haja pelo realismo

  13. Já tive para comentar o que a I. escreveu, mas dexei, pois acho que quem vai lendo o blogue sabe que nem tudo aqui são maravilhas e que mesmo a nós já passamos por coisas bem más, mas desta vez não pude ficar de braços cruzados (no bom sentido).

    Lamento que estejas desapontada M.A. mas o que escreves é apenas às vezes, e pessoas são pessoas e cada uma tem a sua maneira de lidar com o melhor e pior, isto é o mesmo em Portugal.

    Dizes que eu digo que isto é uma maravilha! é porque não leste o blogue nem o vais seguindo, pois por diversas vezes menciono que temos tido sorte e isto não é um mar de rosas como os leitores possam imaginar num primeiro olhar.

    Temos tido sorte mas também lutamos por isso! E nós sabemos o que passamos por aqui, especialmente com o que aconteceu com a casa, o mês e meio sem emprego, enfim, está cá tudo escrito, mas tanto tu como a I. escrevem, é apenas uma breve leitura a este blog, eu escrevo que devem de aproveitar que são Cidadão Comunitários que não vivemos num país chamado Portugal mas sim Europa, e mais vale dizer que tentei e falhei que passar a vida no “e se…”. Sempre que algo falhar, acredita, Sócrates recebe-te de braços abertos 🙂

    Quanto às amizades, por diversas vezes mencionei que não tem nada a ver com os lusitanos, não há o bom dia de uma pessoa estranha no café como tantas fez fiz e me fizeram, eles são muito frios e preferem conservar as amizades antigas que fazer novas, já mencionei isso “n” vezes, até quando comecei com o volley aqui. Mas nem todos são assim, temos vizinhos FANTÁSTICOS! e são Dinamarqueses, ajudaram-nos nos momentos mais difíceis, deram-nos tanta coisa que usamos em casa, até o sofá da sala veio deles.

    Quanto aos Portugueses, ena… conheço muitos aqui, e saímos quando posso, eles saem muito mais vezes uns com os outros pois tem a vantagem de morar na cidade, ajudamos quando podemos, e fiz um muito bom amigo português aqui!

    falas de salários, eu aqui já expliquei que eu pago 40% do ordenado (não é 40% é 40% de uma parte) para o estado, mas esqueceste de mencionar que hospitais são gratuitos, as escolas são gratuitas, assim como livros escolares e material até ao 12º ano, que estás de baixa de parto 12 meses a receber o salário que tinhas, que quando ficas desempregada ganhas cerca de 1800 euros que podem ir até 4 anos, etc etc etc pois já referenciei aqui muitas vezes. Em Portugal eu pagava todos os meses 850 Euros para o estado (IRS e Segurança Social), mas tinha de pagar tudo! desde hospitais aos livros, à escola, ao simples facto de querer ir à Biblioteca, e nem imagino o que os pais pagam por ano em livros e material para os filhos!!!

    Não, a DK não é o melhor pais do mundo, mas desculpa… anda lá muito perto! o problema são as pessoas? há mais 🙂 é só encontrar as certas.

    Por isso digo e continuo com a minha, isto não é para todos, e as pessoas são diferentes de cada uma, nós… a sorte anda connosco e agradecemos por isso, pois sem ela, estaríamos em Portugal quase de certeza.

    Só te posso deixar uma mensagem de apoio e dizer “Aguenta! melhores tempos viram”… pois os piores tempos daqui, são quase iguais aos melhores de PT (na minha experiência)

    1. Mónica

      olá,sou mãe solteira com 3 filhas, gostava de emigrar para Dinamarca para poder dar ás minhas filhas uma vida melhor.como poderei ir viver e trabalhar na Dinamarca,levando as minhas filhas,onde poderei obter alguma ajuda

      1. Olá Monica atraves do meu mail recebi o seus comentários a cerca de querer emigrar e uma coisa posso dizer-lhe dediludida não fiquei pelo contrario,se for aí sera noutro lado,mas preciso da ajuda de pois na dinamarca não tenho conhecimentos com nínguem,mas posso dizer que foi um pais que me apaixonou bastante e não sou pesso de desistir facilmente.
        como a monica tambem tenho 2 filhos e gostava de lhe dar um futuro melhor e em portugal e completamente impossivel.
        mas pergunto do que vivem as pessoas na dinamarca de certeza que nem quem tem alguma experiencia nalguma area profissional consegue arranjar trabalho
        beijos
        mariana.amaro1@gmail.com

  14. Caro Alexandre,

    Poucos Blogs conseguem passar com tamanha clareza, confiança e credibilidade nas informações. Vivo pesquisando na internet, e numa destas pesquisas, acessei o teu blog que é muito interessante, em especial, a atenção dada as pessoas, que também sonham em estar na europa, na dinamarca, propriamente dito.
    Sou professor de educação física, especializado em futebol,com registro de treinador profissional de futebol ABTF Nº 1817 SOCCER COACH, e recentemente providenciei minha cidadania portuguesa (dupla nacionalidade), brasileiro e português. Procuro uma oportunidade para trabalhar com futebol na europa, e porquê nao, na dinamarca? Posso trabalhar das categorias de base aos profissionais, e minha especialização é na Preparação de Guarda-Redes; Venho tentando por intermédio de agenciadores de jogadores uma colocação no mercado de futebol europeu, na minha especialização, e paralelamente busco, por meio da internet, aumentar os laços de amizades. Não sei se saberia de algum clube de futebol na dinamarca que estivesse interessado em dar uma oportunidade a um profissional de futebol do Brasil. Desde já, peço desculpas pelo incômodo, mas, fica registrado meus dados de contato como uma nova amizade brasileira, extensiva a todos os familiares.

    JOSE RICARDO WALMRATH REIS
    ESTR GEN MENA BARRETO 355 AP302
    NILIPOLIS. RIO DE JANEIRO. BRASIL.
    CEP 26535-330
    55 21 27914055
    55 21 94736755
    E-MAIL: JRWREIS@SAPO.PT

  15. Uma historia bem emocionante e mto realista e um pouco conto de fadas para kem nao viveu o final feliz ate agora eheheheh, mas mto especial concerteza. Todo o emigrante tem de certo uma aventura surrealista para contar ou talvez nao, mas a tua é de certo a mais bonita que ouvi até agora. Espero que continuem sempre juntos e a ultrapassar todos os obstaculos da vida e que a familia aumente sempre com mto amor… beijocas desta tua colega Casapiana.

    Celia

  16. Na verdade, parabéns para ambos!!
    Estou a deixar a Dinamarca ao final de dois meses.Enganei-me,não no país,mas no que vim fazer.
    Sou português com segunda nacionalidade-Moçambique. Vim com o objectivo de frequentar um centro de estudos internacionais vocacionados para o desenvolvimento africano,e saiu-me uma coisa muito estranha chamada DRH Tvind School….que tem muito pouco de “school” e muito trabalho gratuito pelo meio! Eu sou um trabalhador nato, mas costumam pagar-me por isso, sendo que sempre procuro ser mais produtivo do que aquilo que recebo, por mera questão de consciência.
    Vou aceitar as suas dicas sobre os sites pois o país marcou-me pela positiva, apesar de não ser o primeiro nem o quinto onde já trabalhei, numa considerável carreira fora de Portugal.
    A melhor sorte para vós, que bem mereceis.

  17. Sou brasileira, moro em Natal, Capital do Rio Grande do Norte, uma cidade maravilhosa, litorânea. Não pretendo sair do Brasil. Mais adorei a tua história de vida e sei que a Dinamarca é um país muito bom de se viver. Desejo tudo de bom para você e sua família!
    Felicidades!
    Abraços Transatlânticos!

  18. OI ALEXANDRE BOA TARDE reu vivo na irlanda mas me gustaria de ir rpa ahi me falram que ahi nos matadouros se ganha mellor que aqui na irlanda se vc tiver alguma informacao me fala algo ta obrigado eu traballo na dessossa de boi e ovella ou frango ou peru um abraco e boa tarde

  19. Caro,

    Adorei aq vossa historia.
    de momento estou num impasse. dentro de 2 semanas tenho uma entrevista na Norugea.
    Para area de compras de uma multinacional.
    Tenho 41 anos, um filho bebe.

    que sugestão me podes dar em termos de vencimento?
    pedirei valores na ordem dos 40 a 50000 coroas?

    agradecia uma sufgestao.

    Obrigado

    Ric

  20. ola boa tarde,tudo bem com voçe, espero que esteja tudo bem.
    li a tua estoria e gostei, sou um jovem angolano de 25 anos e estou penssando na possibilidade de emigrar para um pais da europa, mas tnho muitas duvidas quanto o modo de vida e se vai laver mesmo apena.
    quero um conselho seu, se ñ for encomodo.
    se poder enviar-me no meu email agradecia, purugago@hotmail.com
    passar bem e obrigado,boa tarde.

  21. Olá Alexandre!!!!
    O teu blog está simplesmente fantástico! No meu caso, era mesmo o k eu estava á procura pra me dar uma força e uns esclarecimentos.
    Após ter tabalhado 3 anos em Espanha como Técnico de manutenção eólica,no momento, encontro-me em Portugal, e desempregado. Bem, de há 2 semanas para cá tenho mantido contacto via email com uma empresa de Fredericia que se dedica á manutenção e montagem eólica. Enviei-lhes o meu CV e toda a documentação cetificada que tinha sobre cursos da mesma área. Ao k parece, eles gostaram de mim e axo k estão dispostos a contratar-me…k bom!
    Após ter lido o teu blog,sinto-me bastante mais motivado em ir para aí. Porém, existe um ‘contra’, é k eu vou sozinho,sem conhecer nada nem ninguém…numa de aventureiro! Domino bem o inglês, apenas tenho k praticar um pouquinho mais no diálogo pk o tempo k estive em Espanha, fez-me ficar um pouco destreinado, lol. Enfim, apenas umas arestas a limar,como dizem os Tugas.
    Então, gostaria de tavar conhecimento contigo, e prometo k não vou causar qualquer incómodo. Até ao momento não vejo pessoa mais indicada que tu, para me dar umas dicas sobre a minha ‘futura’ estadia aí.
    Por agora, mais não escrevo aqui no blog, deixando somente o meu email: danielbarros78@hotmail.com
    Gostaria que me agregasses, pois sentir-me-ia bastante mais reconfortado.
    Mais uma vez, parabéns pelo excelente blog Alexandre!!!
    1 abraço, e tudo de bom!!!

  22. ola
    alexandre sou angolano e resido em portugal a ja 19 anos ja estive na suecia em 1994/95. mais sempre quis a dinamarca simplesmente por gosto do pais. sera que neste momento de crize ainda a possibilidades de um emigrante africano sem formação superior ser entegrado na dinamarca? tenho muita vontade de trabalhar seja em que area for desde que não exijão qualificações que não tenho é claro. tipo obras ou coisas mais simples.
    abraço
    ravieira25@hotmail.com

  23. Caro Alexandre;

    Antes de mais gostei muito da vossa estoria e ainda bem que estão felizes é tão bom:)
    Como o Alexandre também somos de Sintra e também gostariamos de ir viver para a dinamarca mas de facto não sei muito bem por onde começar…
    o meu marido é gestor e trabalha na aea do b2b e eu tirei o curso de gestão de turismo,estamos fartos da miséria que o nosso pais atravessa mas já temos conosco um pequenino de 5 anos e por isso não sei se devemos ir ai a vez arranjar emprego se devemos enviar através de email os curriculums…enfim não sei por onde começar mas é agora ou nunca e como não percebo nada de dinamarques e já que mora ai gostaria de algumas dicas para o começo:)
    obrigada e muitas felicidades pelos meninos lindos que tem
    Débora

  24. Grande história a vossa! Descobri agora o Blog e já o estive a ler todo, está muito giro e tem óptima informação acerca da dinamarca!
    Ja estive na dinamarca, em Aarhus, tive aí uma namorada! Fiquei apaixonado pelo país e ando a fazer os possiveis para ir para aí viver, infelizmente nao tenho conseguido. Espero que consiga ir ainda este ano, em Portugal nao vale a pena fazer vida ainda por cima com as novas medidas de austeridade apresentadas pelo “nosso” Governo!

  25. OLÁ, ACHEI SUA HISTÓRIA MUITO INTERESSANTE…

    SOU BRASILEIRA E DEI ENTRADA NA MINHA NACIONALIDADE PORTUGUESA, DAQUI ALGUNS DIAS ELA CHEGA, COM ISTOU ESTOU QUERENDO MORAR NA DINAMARCA, MAS TENHO RECEIO DE NÃO DAR CERTO… MEU INGLÊS É MUITO FRACO, TENHO MUITA DIFICULDADE PARA APRENDER, MAS QUERIA ARRISCAR… TENHO AMIGO Q MORA NA DINAMRCA A 18 ANOS ELE VIVE ME CHAMNDO PARA IR PRA MORARR AI, MEU IRMÃO TAMBÉM MORA A 01 ANO NA DINAMARCA, MAS FICA ME ALERTANDO QUE EMPREGO NÃO ESTÁ FÁCIL, QUE OS GASTOS SÃO ENORMES…
    ENFIM ESTOU NA MAIOR DÚVIDA…
    VC PODERIA DAR UMA OPINIÃO????
    SABES SE COM A NACIONALIDADE PORTUGUESA PODERIA MORAR TRANQUILAMENTE AI???
    E EMPREGO SERÁS TÃO DIFICIL ???

    DESDE ENTÃO MUITO OBRIGADO
    AGUARDO ANCIOSAMENTE UM RESPOSTA..
    ATÉ MAIS
    LILLIAN ORNELAS
    05/10/10

  26. Muito Boa Noite,

    Antes demais parabéns pelo blog, está muito bem estruturado e a informação apresentada é muito agradecida, sou um actual trabalhador-estudante na área de Ciência de Computadores (actualmente, mais trabalhador que estudante) e eu e mais um colega/amigo meu decidimos que vamos fazer os possíveis para emigrar para a Dinamarca, planeamos frequentar uma universidade na área de Computer Science para completar os nossos estudos e trabalhar em simultâneo de forma a nos podermos sustentar.

    Compreendo que existam dificuldades, especialmente para quem não tem uma formação superior, que não compreenda a língua e não seja um “nativo”. O mesmo em relação ao custo de vida e ás condições meteorológicas.

    Planeio informar-me o máximo possível, sendo que, se tudo apontar para um possível mudança de pais, começar já a estudar a língua, “Em Roma, Sê Romano”.

    No entanto haverão sempre questões que a embaixada Portuguesa não saberá responder, por isso agradeço se seria possível iniciar um contacto, iria ser-nos muito proveitoso a opinião de uma pessoa da mesma área, pelo que pude deduzir pelo CV que apresentou com exemplo.

    Agradeço qualquer sugestão que possa dar ou disponibilidade para ajudar a ter uma melhor ideia de todo o processo de se mudar para a Dinamarca que possa apresentar, estou disponível para contacto pelo Andure.Moraisu@Gmail.com

    Muito Obrigado.

  27. Olá Alexandre tudo bem? Como estás? Tambem tenho curiosidade em imigrar e ir para um país nordico, então o que é que eu fiz foi á procura de contactos, onde a minha mae trabalha e que deves conhecer, o Paulo Ferraz deu-me o teu contacto e temos algo em comum somos todos “gansos” :), Alexandre quando puderes diz-me alguma coisa queria falar contigo sobre o que te estou a dizer. Um abraço para ti 😉

    João Oliveira
    Filho da Dona Manuela do Pavilha Franco Dias 🙂

  28. Caro Alexandre,

    Sou mais um no meio milhares que entraram neste blog, e mais um no meio de dezenas que estavam, estão e estarão interessados em trabalhar na Dinamarca. A sério, a maneira como descreves esse país é fantástica e depois de muitas pesquisas, de muitas trocas de ideias com outras pessoas que tb querem “mudar de vida” estou decidido em sair de Portugal pois este país desanima qualquer um que queira ter uma vida honesta e com qualidade. Dinamarca, juntamente com Suíça, são dois países que agradam. Na Suíça tenho um amigo que já lá está e já tem o meu currículo e está a tentar arranjar-me emprego, pois ele oferece-me tecto no entanto a Dinamarca parece um desafio bastante interessante. Será que me podias dar mais umas dicas?
    Meu mail é helderbriote@hotmail.com

    Abraço forte

    Helder Briote

    1. Boa tarde Caro Alexandre.

      Queria lhe pedir um favor, pode retirar este meu post do seu blog? Na altura coloquei o meu mail e agora queria retira-lo pois fica á distância de uma pesquisa e como deve saber fica sempre um rasto electrónico indesejavel.

      Despeço-me atenciosamente e com os melhores cumprimentos.

  29. Bom dia, Alexandre
    Sendo mais a querer partilhar algumas palavras, gostaria de saber algumas informações sobre a DINAMARCA. Somos uma familia com 2 crianças de 11 anos e outros com 8 meses à procura de nova morada para viver. BEm no fundo à procura de melhor FUTURO para os nossos Filhos, como já tens penso que sabes bem do que falo.

    Um abraço e espero o teu contacto. Felicidades.

    Paulo Cunha
    Lisboa
    home.cunha@gmail.com

  30. citando uma celebre 2 frases de alguem muito conceituado neste mundo:NESTE MUNDO HÁ TANTO SONHO COMO TANTA FOME… e outro citando o premio Nöbel da literatura :NESTE MUNDO SÓ É COMPLETAMENTE FELIZ QUEM FOR MALUCO…OBRIGADO. com direitos de autor que pra bom entendedor meia palavra basta…Mange Tak

  31. Caro Alexandre,
    Estive na Dinamarca em Julho de 2010 e adorei Copenhaga. Desde então que tenho pensado seriamente em ir viver e trabalhar para este pais. Sou licenciada em Turismo e assistente de direcção em hotelaria e gostaria de saber se e do seu conhecimento algum site de empregos mais direccionado para esta área. Entretanto queria perguntar-lhe se me recomenda enviar CV daqui de Portugal ou se e mais eficaz ir para a Dinamarca e começar ai. Para alem disto, o meu namorado e Sérvio e penso que necessita de um visto de trabalho. Agradecia se me pudesse esclarecer estas dúvidas e aconselhar.
    Parabéns pelo blog e um 2011 Fantástico para si e para a sua família!

  32. Olá Alexandre, primeiro gostaria de deixar meus parabéns pelo seu blog, que esta muito bem feito e com informações reais e interessantes. Vejo que a sua vida corre bem e fico feliz por ver que ha mais pessoas que acreditam que a felicidade esta em nós, seja aqui ou ali, pois a força de vontade de vencer determina a história.
    também sou um viajante do mundo. Nasci no Brasil, mais ja vivi nos EUA, Paraguay e agora em Lisboa/Portugal. Sou Luso-brasileiro, uma vez que meus avós paternos também o são, tenho nascionalidae portuguesa.
    Estou determinado em viver na Dinamarca nos próximos anos, anda não determinei bem quando será, mas ja estou em “vista de olhos”.
    Gostaria de deixar algumas perguntas, mas entendo que a resposta pode demorar algum tempo e agradeço desde já a sua atenção e dos que acompanham o blog e tambem possam ajudar.
    Sou Professor de fitness (Personal trainer), Professor de dança.

    * Já entendi que falar o Danes ajuda para viver, mas seu chegar no pais com o Ingles e entrar nais tais escolas para aprender, é viavel?
    * O mercado dos ginásios é forte na dinamarca?
    * Conhece alguém que trabalhe num ginásio e que possamos trocar e-mails?
    * Quantos euros eu preciso para viver tranquilo durante 3 meses sem precisar trabalhar?

    Cumprimentos

    O novamente muito obrigado.

    André Oliveira

  33. olá Alexandre,
    sou portuguesa e gostaria de ir tentar a sorte na dinamarca.
    O problema é que falo pouco o ingles.será que terei muitas dificuldades
    em arranjar trabalho.acabei de tirar um curso resentemente de padaria equivalente o 9 ano,mais ainda ñ tenho muita esperiencia.será dificil ai encontrar trabalho nessa area?quanto devo levar em euros para aguentar até arranjar trabalho? e ja agoro pode me indicar uma pensão mais barata para ficar?
    Obrigada pela atenção,parabens pelo blog.
    um abraço espero o teu contacto
    csimoes_11@hotmail.com

    1. Viva Alexandre!

      Em primeiro lugar, parabéns pelo blog, que leio assiduamente 🙂

      Como está actualmente a Dinamarca em termos de emprego? Achas que para Eng. Informática e Eng. Mecânica seria um bom target?

      Obrigada!

  34. Boa tarde Alexandre,

    Já vi por alto que recebe muitos “mails” com a mesma questão: ir para a Dinamarca!pois eu não sou excepção! Eu e o meu namorado estamos a pensar ir para a Dinamarca estudar, já estamos a tratar das candidaturas para um Universidade em Herning, mas o nosso objectivo é fazer vida aí, não só estudar. Mesmo que não consigamos entrar na Universidade, vamos sair de Portugal à mesma.
    Queria perguntar-lhe como estão as coisas a nível de arranjar trabalho? Eu trabalho em contabilidade e o meu namorado é escriturário, bem sei que não vamos directamente trabalhar naquilo que trabalhamos aqui. Se tiver que trabalhar nas limpezas que seja…
    Peço desculpa estar a incomoda-lo com estas questões, mas aguardo ansiosamente uma resposta sua!
    Muito obrigada e um bem haja!
    Muitas felicidades para si e para a sua família =)

    monica_fernandes17@hotmail.com

  35. eu sou emigrante na irlanda do norte e quem me diz que emigrar e facil e que se ganha montes de dinheiro e tudo mentira,venho aqui para avisar as pessoas que querem emigrar porque a mim ninguem me avisou.antes de emigrar ja tinha aqui familia na irlanda e alguns conhecidos e a imagem que passavam da emigracao quando iam de ferias para portugal era que tudo era facil ganha se muito e o estado paga a quem nao quer trabalhar para ficar em casa a tomar conta dos filhos,claro que tentado por isto tudo larguei o meu emprego em portugal para vir para emigrar e quando ca chego vejo que as coisas nao sao bem assim e que essas pessoas que pintaram a emigracao de ouro nem eles vivem grande coisa.temos que abrir os olhos,os portugueses emigrantes gostam de mostrar que tem tudo e que eles e kque estao bem quando a realidade nao e essa.os irlandeses nao gostam de emigrantes como a maior parte dos paises que acolhem emigrantes,e o ordenado medio aqui e de 900 libras que da cerca de 1100 euros o que vale e que aqui as casas nao sao caras nem a alimentacao e vestuario,por isso se forem um casal a trabalhar da para guardar um salario,mas o que espera aos emigrantes e trabalho que as pessoas daqui nao querem.se tem empregos em portugal nao larguem para emigrar,mas se estiverem desempregados ai aconselho.isto nao e um mar de rosas,e os portugueses que aqui estao so querem lixar uns aos outros,enfim.

  36. Ola Alexandre! Parabens por seres um portugues dos cinco costados que nos enche de orgulho. Ès corajoso e decidido e ès um aventureiro digno dos nossos antepassados. Nos tb ja estivemos fora. Vivemos no Brasil e na Argentina e agora acabados de regressar dizemos a tds q è sò de passagem, pois aqui em PT nem mortos!!!! Dinamarca está na lista dos favoritos. Quem sabe para Abril já te escrevemos daí?!…

  37. Olá

    Foi com muito agrado que li o seu blog. Tenho 26 anos um filho lindo de 9 e uma excelente relação de 8 anos. Vivo nos Açores ilha Terceira, e já algum tempo que o meu namorado fala em irmos para a Dinamarca, o que me agrada muito. Por cá já se tornou muito difícil arranjar trabalho, casa e qualidade de vida. O meu grande senão é que não conhecemos ninguém na Dinamarca nem fazemos a mínima ideia de como começar uma vida nova ai.

    Gostava muito da sua opinião.

    Abraços dos Açores

  38. ola Alexandre chamo me joao e residuo em Sintra gostaria de saber ( se for possivel claro) se ha facilidades em se arranjar trabalho como Soldador qualificado . desde ja agradeço o seu tempo.

  39. Ola Alexandre boa noite antes de mais quero lhe agradeçer a resposta que me enviou ,mas penso que nao me terei explicado como deveria ser eu tenho plena consciencia de como e viver fora do meu pais eu estive durante 2 anos na holanda mas entretanto terminou o trabalho o que eu gostaria de saber e se a area de metalomecanica tem trabalho a nivel de construçao naval ou se porventura isso e uma area de pouca influencia . Agradeço lhe desde ja o seu tempo e muito obrigado

  40. Olá Alexandre, vivo em Lisboa, tenho 49 anos, tenho trabalho relativamente estavel, trabalho á 26 anos numa firma parabancária, trabalho em informatica, tenho só frequencia 11º, pois quando comecei a trabalhar era exigido só o 9º ano. Estive a ler a sua bonita historia e antes mais parabéns, pela

  41. Olá Alexandre, vivo em Lisboa, tenho 49 anos, tenho trabalho relativamente estavel, trabalho á 26 anos numa firma parabancária (de todos os bancos), tenho só frequencia 11º, pois quando comecei a trabalhar era exigido só o 9º ano. Estive a ler a sua bonita historia e antes mais parabéns, pela sua vitoria na vida.

    Já escrevi aqui varias vezes e não consigo passar a minha mensagem, é provavel seja da net.

    Pode me dar orientações a fim de imigrar para aí com o meu filho que tem 20 anos e 12º?

    Obrigada

  42. Olá, Alexandre, tenho 41 anos, tenho trabalho, mas a minha mulher ficou desempregada. Já trabalhei em Inglaterra mas tive que voltar. Tenho pesquisado sobre a Dinamarca e claro “parece” ser um bom país para trabalhar. A minha pergunta é: Com a minha idade, acha que consigo arranjar trabalho! Obrigado e tudo de bom.

  43. Olá a todos 🙂

    Eu estive a ver todos os seus posts desde 2006 até agora (mesmo todos 🙂 ) e devo felicita-los pela coragem de partir na aventura de uma vida melhor, e pela maravilhosa família que construíram ao longo destes últimos anos.

    Adorei o seu blog e acho que deveria arriscar e escrever um livro, neste blog já de certeza respondeu a muitas questões de pessoas que estão indecisas em dar o mesmo passo que vocês.

    Mais tarde ou mais cedo também quero arriscar e ir em busca de novas oportunidades, já que em Portugal são escassas, ainda por cima na área da ciência. Sou licenciada em Bioinformatica, para quem nao sabe bioinformaticos trabalham maioritariamente com computadores utilizam/criam programas especificos na area da ciencia. (Eu utilizo muito a linguagem Perl 🙂 ) No meu ultimo ano tive oportunidade de fazer ERASMUS e ir para Holanda, adorei a experiencia assim como país, 6 meses que tive lá passaram num instante e para mim foi triste dizer adeus aquele país. Este ano era para ir para o vosso, a Dinamarca, estudar contudo as datas das candidaturas das universidades já tinham passado quando vi … 😦 talvez daqui a um ano possa novamente fazer ERASMUS e escolher Dinamarca, porque é um país que tenho muita curiosidade em conhecer e acho seria perfeito para mim 🙂 país calminho, sem poluição :), bikes, e neve!

    E se eu for, eu levo-vos bacalhauzinho e pronto pasteis de belem :p

    Beijinhos/Pupici/Kisses

    Andreia

  44. Olá Alexandre,

    Sou jornalista e estou a fazer uma reportagem sobre portugueses que foram viver para fora do país recentemente. Por acaso conhece alguma família com filhos que tenha ido este ano ou no ano passado para a Noruega? Agradeço se me puder ajudar. Como vive na Noruega há algum tempo e tem este blog com imensa informação, pensei que seria a pessoa ideal para me facilitar o contacto de alguma família. Obrigada, Gabriela Oliveira, jornalista

  45. Olá Alexandre!
    Vou de férias para a Dinamarca no final do mês de Agosto. Fico em Billund com amigos, mas quero ir a Copenhaga e ficar duas noites na cidade. Será que consegue ajudar-me a encontrar um local barato para dormir?
    Obrigada e até muito breve,

    Catarina Neves

  46. Boa noite Alexandre,

    Estive a ler, atentamente, o seu blog. Gostaria de trocar algumas impressões, mais específicas, sobre a realidade profissional na Dinamarca. Estou a estudar a possibilidade de trabalhar no estrangeiro a Escandinávia poderá ser uma forte hipótese. Será que me pode responder à mensagem com o seu email? Muito obrigado. Um abraço.

  47. Olá primeiro que tudo, muitos parabéns pela história de amor que é um verdadeiro conto de fadas. Eu que sou uma apaixonada por este tipo de histórias e recentemente perdi a minha que também era algo de fantástico, confesso que tenho um pouquinho de inveja. Mas adiante, eu estou a pensar em sair do país mas é uma aventura muito grande pois sou novinha, tenho 18 anos, e planeio ir sozinha. Por isso gostava de saber se é um país pacifico e principalmente a zona de Ulfborg, Denmark , pois eu estou a pensar ir para uma faculdade de “voluntariado”. Mas tenho alguns receios e gostava que alguém me ajudasse.
    Obrigada e mais uma vez muitos parabéns.
    o meu e-mail:anab_almeida92@hotmail.com

    1. Olá Alexandre recebi o seu email obrigado pela resposta,enviei-lhe outro a contar um pouco a história da minha vida,mas até agora não recebi resposta.
      será que não recebeu?
      se recebeu agradecia uma resposta
      obrigado
      Mariana Amaro

  48. Boas.

    Sou um jovem arquitecto á procura de sair de Portugal…

    Existe espaço na Dinamarca para a minha função?

    Gostava muito de partilhar algumas opiniões contigo, entre em contacto comigo se tiver disponibilidade.

  49. olla amigo tudo bom, meu nome é Diego vivo no Brasil mas sempre gostei muito de viajar ja tive nos USA visitando mas de um tempo pra ca to penssando em ir para outro pais e estava pesquisando na web e vi o seu site nossa fantatico a Dinamarca deve ser um pais incrivel a cultura deles as mulheres s casas amigo gostaria de saber o preço dos imoveis ou casas tipo 3 quartos 2 banheiros cozinha sala garagem pois estou pesquisando aqui no Brasil como posso trabalhar legalmente ai amigo sua casa é show de bola gostei do jardim era uma casa tipo assimque eu sonho em ter é muito cara ou não? obrigado por ter criado este blog valeu.

  50. gostava de saber quanto recebe à hora um empregado que não tem qualquer habilitações, no ramo da industria e construção civil? se possivel, gostaria de falar melhor consigo via e-mail para esclarecer algumas dúvidas. Obrigado!

  51. ola bom dia,vi a tua historia achei linda,isso sim e lutar pelos sonhos e pela vida…um exemplo para muitos,estou a passar alguma difilculade em portugal…nao arranjo trabalho,a mto tempo sou professor de educacao fisica,estou sem grande esperança no meu pais portugal. gostava imigrar se poderes trocar email comigo,para me dares alguma informacao vou agradecer pois tenho mulher e 2 filhos que luto para eles terem uma oportunidade de vida bem….o meu email: finka_lima@hotmail.com ,00351+926744200 um bem haja para voces…

  52. Boa tarde, Eu me permeto de fazer essas perguntas, pk lendo o seu blog percebi k o senhor é muito
    gentil com todas as pessoas k tém duvidas sobre viver, e trabalhar, na Noruega. Eu sou brasileira,
    e moro na Italia a mas de 15 anos, eu gostaria de saber se com o permesso que eu tenho na Italia eu posso trabalhar
    na Noruega? é facil encontrar trabalho na industria de roupas como costureira? me enterressa também, a industria Itica, na
    limpeza e preparaçao de peixe, sei que o mercado do peixe, é um setor que faz parte da economia da Noruega.
    Estou procurando trabalho na minha area, que é Hotel e Ristorante, mas ta muito dificil! eu falo quatro idiomas, portugés que é o meu idioma nativo, inglés, italiano, e francés. lhe agradeço antecipadamente, esperando uma resposta,

    A minha Email é: isabel6135@live.it

    Muito obrigado.

    Ps:: Linkedin Email alegado em baixo.

  53. Por favor Ser Alexandre pode enviar me noticias do mercado de trabalho ai na Dinamarca neste momento, penso q deve haver muitos Portugueses indo p ai nesta atual conjuntura, desde já agradeço sua amável atenção.

  54. ola boa tarde Sr. Alexandre
    quero lhe dizer que a sua historia e muito bonita e romantica…
    o meu nome e Ana, sou Portuguesa e tenho 27 anos, me mudei agora para a dinamarca, em Copenhagen, falo o Ingles mas ainda nao falo o dinamarques….
    concegui agora um trabalho num hotel a fazer limpeza, mas so ate ao final de verao…
    gostaria se fosse possivel se vosse souber um site para procurar trabalho, ou me dar alguma dica de algum trabalho que nao necessite muito de falar o dinamarques… irei falar futuramente mas 1 de tudo e conceguir arranjar trabalho para o inverno…
    se poder me responda para o meu emeil
    82ana82ana@gmail.com
    muito obrigada e tenha uma boa tarde
    Ana Matos

  55. Boa tarde, Bruno!
    Uma amiga ,minha, Hélia Albuquerque. Que vive em Oslo enviou-me o seu link.
    Gostei imenso de ler o seu blogg, e de todas as suas dicas, e por saber que, está feliz!
    Eu vou agora em agosto, ver RyslingeHøyskole, já falei com o Principal, pois quero já estar a trabalhar por esta altura no próximo ano na Dinamarca, e se conseguir este emprego, seria óptimo! Bem, estarei no dia 23 a visitar a escola!
    Já tenho cerca de150 conexões dinamarquesas no Linkedin, mas como sou professora, a ideia desta escola entusiasma-me!
    Ana

  56. Boa noite,
    Sou portuguesa,licenciada em Direito, no entanto a vontade de exercer tal profissão nunca foi ambição. Os meus planos sempre passaram por sair de Portugal,e “bendita” a crise que obriga os jovens a darem o salto.
    Neste sentido, e depois de ter descoberto o seu blog viciei-me, sempre tive como objectivo emigrar para um país nórdico estando Dinamarca e Noruega no topo da lista,pois bem,gostava de poder trocar ideias, receber conselhos de alguém que já fez o que eu gostaria de fazer que é emigrar. Gostava imenso de ir viver para Dinamarca, abrir uma pequena “tasca”portuguesa e dar a conhecer o que de melhor há em Portugal,a gastronomia e os produtos daqui como o vinho,o azeite,o mel,etc…Levar uma vida tranquila,a fazer o que mais gosto que é cozinhar e ter uma boa qualidade de vida, não adianta ter muito dinheiro se não se tiver tempo para viver nem muito tempo para viver se não tivermos dinheiro para o fazer,gostava de ter o intermédio,ou seja,estas duas ideias a se completarem. Por isso, gostava,se fosse possível, de me comunicar com o Bruno de forma a poder ter a real noção do que necessito fazer para me aventurar eu e meu marido.

    Obrigada e parabéns pelo seu blog.
    Bem haja,
    Maria.

  57. Ola Alexandre!

    Percebi que a sua determinacao foi importantissima no novo rumo que conseguiu para a sua vida!
    O seu Blog e assim uma esperanca concretizada para quem como eu desespera neste pais!
    Descobri a Dinamarca por acaso por aqui pela net… tenho ja alguns contactos de portugueses que se realizaram por ai! E estou mesmo mesmo decidido a ir!!!!!
    E possivel ajudar me?

  58. ola boa tarde, achei a vossa historia muito interessante, eu e meu marido em outubro fomos a Dinamarca a Copenhague, com esperança de arranjar mos alguma oportunidade de emprego, estivemos lá uma semana a ver como era, achamos tudo muito organizado e muito agradável para viver, nunca me vi a morar fora de portugal mas neste momento somos obrigadados a pensar doutra maneira, mas sem falar a língua e muito complicado arranjar emprego, mas sem arranjar emprego e muito difícil aprender a língua pois se arranja-se emprego podia estar lá e estudar a língua mas assim é muito complicado, não me pode ajudar apenas a dizer como arranjo emprego nas limpezas, pois neste momento estou para tudo quero e começar mas tentando fazer as coisas a partir de portugal é muito difícil se me puder ajudar de alguma maneira lhe ficaria grata muito mesmo.

  59. Olá Alexandre,

    Como eves de saber, as coisas na nossa terra (Portugal) estão muito complicadas, ando a pensar seriamente sair do nosso pais, pois tenho 2 filhotes, Já pensei sair para Australia e Canadá, mas o processo de imigração nesses paises são complicados, para a Europa só mesmo para o norte da Europa, pois o resto não me cativa, estou nesta andança com um colega que é electricista de profissão eu tenho formação na area de transportes mais propriamente Pesados, estamos fartos de ser tratados como Portugueses de 2ª categoria, temos de procurar melhor vida, venho por este meio pedir do fundo do coração umas dicas, se há por ai trabalho, isto é se é dificil ou não, estamos a pensar em ir ai ver como são as coisas num fim de semana, mas não sabemos se há alguma comunidade Portuguesa em Copenhaga, mencionas-te uma coisa no teu blog, que me fez escrever estas palavras, pois eu tenho um conhado que tambem ele é Casa Piano, como muitos amigos meus, sei que são pessoas que estão sempre prontas para ajudar pois a vida os levou a isso, dai o nome dos Gansos, (IRMÂOS) desde já muito obrigado, se poderes dar umas dicas muito obrigado.

  60. Muito interessante! Vou acompanhar o seu Blog pois tenho muita vontade de sair do meu país de origem. Mas a questão da faixa etária pode ser algo que impeça a realização?
    Tenho 51 anos, o que você me diz?

    1. Viva boa noite!
      Esta é a primeira vez que escrevo mas acompanho o blog já há algum tempo. Estou na Dinamarca há uns dias, mais precisamente em Hørsholm. Gostava muito de o poder contactar para tomarmos um café e conversar um pouco. João

  61. Boa Noite Alexandre

    Desculpe estar a incomoda-lo. Sou estudante em produção alimentar em restauração e ao que tudo indica vou realizar o meu ultimo estagio no restaurante Relae em copenhaga. O estágio deverá ter a duração de 3 meses. Gostaria de saber a melhor forma de arranjar um alojamento minimamente barato, sei que é quase impossível. E se tem algum tipo de dica, para mim.

    Cumprimentos João Figueira da Silva

  62. olá meus amigos ,que estão longe e ainda bem que tiveram a coragem de procurar outros caminhos de vida .
    Portugal meus amigos neste momento não dá de comer aos seus filhos
    portanto espero que as vossas vidas estejam a correr bem , eu proprio com 60 anos ainda penço ir embora.

  63. Ola bruno, estou sériamente a pensar em ir viver na Dinamarca, podes falar comigo?
    Já tenho 45 anos, mas não tenho problemas em arregaçar as mangas, por assim dizer. E, tenho 2 cadelinhas que de todo não ficarão para trás. Talvez seja um grande problema. Onde as vou deixar para trabalhar???????
    Fico à espera do teu contacto,
    Obrigado,
    Paulo,

  64. Ola Paulo, tudo bem, espero que sim,Meu nome é jeronimo sou de cascais tenho nessessidade de falar com alguem que esta fora do pais , neste caso especifico na dinamarca, tenho uma vontade inorme de sair daqui de onde numca sai para ir trabalhar mas estou a ponderar as ipotesses visto ser uma pessoa já com expriencia de vida e devia de estar mais acomudado mas era mais uma experiencia se for possivel fale me de como são as coisas por ai um abraço e que tudo corra bem,muita saude tambem.

  65. Olá Paulo adorei o Blog dá muitas dicas , eu sou Portuguesa tenho 44 anos , tenho 1 filha menor e sou divorciada, queria ir viver para a Dinamarca, estou desempregada ( tinha uma loja de fotografia que fechou ) tenho 20 anos de experiencia em fotografia e respectivo software, agora estou a tirar um curso no IEFP de Tecnico de Informatica de Redes, acaba em Agosto, Tenho 12º ano . Gostava de saber se é muito dificil encontrar emprego e casa, pois vou sozinha com a minha filha ( e uma cadela e uma gata pois tambem fazem parte da familia ). Cumprimentos para toda a familia.
    Aguardando resposta
    Sandra

  66. Ola Paulo , parabéns pelo Blog e pela sua atitude na vida .
    Eu e o meu marido estamos desempregados , somos ambos Engenheiros , Industrial e Construção (45 anos ),sabemos várias Linguas, e gostaríamos que nos dissesse , se vale a pena ir para a Dinamarca , onde devemos procurar trabalho , qual a melhor cidade , ou se devemos começar por estudar .
    Grata pela atenção
    Ana

  67. oi,
    gostei do seu Blog, muito bom parabéns,

    sou Dilma, acabei de terminar o curso em Engenharia em informatica, tb tenho diploma em competências pedagógicos, e javas, nesse momento estos a terminar o estágios em Administração de sistema.

    Pretendo em mudar para Dinamarca em busca um novo rumo de vida, não tenho filhos, sou sozinha, agradecia se vocês me ajudava, em busca de empego ou de residencias.
    o meu email: dil.ma.morais@hotmail.com

  68. Olá ! Sou aDiana casei me com 18 anos com o meu marido Ricardo mais novo que eu 4 dias 🙂 Tivemos o nosso primeiro filho aos 22 anos e agora temos uma menina com 4 meses e o menino com dois anos e meio ! O meu marido é serralheiro e eu .. Bem eu sou desempregada ! Temos muita curiosidade na Dinamarca ..como funciona ! Se será viavel imigrar nas nossas condições !

  69. Gente tudo bem? Estamos indo para Copenhagen num grupo de 11 pessoas e preciso urgente contratar uma van para nos levar do aeroporto até o hotel. Alguém pode me ajudar, por favor? Obrigada, Maribel

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s