Temos visitas

Finalmente, e depois de muito tempo, um casal amigo da S. veio-nos visitar, e claro está, como manda a praxe, há que lhes mostrar tudo e mais alguma coisa 🙂

Este fim de semana que passou, fomos ao castelo mais bonito da Dinamarca, e aproveitamos para ver as novas caras do Grupo de Portugueses em Copenhaga, num almoço de convívio.

No dia da chegada
No dia da chegada
No Castelo
No Castelo

podem ver mais fotos dos dias que vão/foram passando …

Infantário da C.

Ainda não vos tinha, de maneira nenhuma, mostrado como é o infantário da C. … visto por dentro, pois por fora já o conhecem 🙂

bem, mostro apenas um terço dele pois havia muitas crianças ainda na sala de brincadeiras e preferi não filmar e ainda há mais uma parte igual à que podem ver no filme abaixo, esta parte é o chamado “infantário” [vuggestuen] (até crianças com 2 anos e 9 meses) e a outra parte chamada “jardim infantil” [børne havn]

A C. já sabe dizer que tem 2 anos, mas para a camera, atrapalhou-se com os dedos 😀 (é o efeito de ser estrela de cinema), e sabe o nome dela, diz tudo menos “Catarina” 😀 – Tina, Catina, Caina, etc ehehehe

A nossa vida na TV

Pois é, vamos aparecer na televisão Portuguesa.

Fui contactado por um jornalista da SIC que encontrou este nosso blog, e depois de ler algumas partes convidou-nos a fazer parte de um documentário sobre famílias Portuguesas no estrangeiro.

Vamos ser entrevistados este Domingo, e o programa passa já a semana que vem. Deixo-vos um pequeno texto sobre a peça jornalística:

A ideia é compreender a vossa realidade. Claro que se irá fazer uma comparação entre Portugal e a Dinamarca. Mas o ideal é termos uma conversa o mais informal possível (assente nos seis eixos que lhe falei. Saúde, Desemprego, Segurança Social, Crise e Justiça).

Quanto à peça digamos que vão ser seis peças. Na próxima semana irá haver três blocos especiais em termos de informação. Na semana seguinte repete-se o esquema. Cada um dedicado aos temas que lhe falei. Será às terças, quintas e sextas, a partir das 20h50. Vão entrar num bloco que vai incluir uma família que reside em Inglaterra e um outro português e viver na Dinamarca. Será algo alargado e de forte impacto noticioso. Irá fazer parte desse especial dedicado às Eleições Europeias.

O programa tem por título “Operação Portugal 2009”  e é composto por “Temas que vão marcar as campanhas eleitorais em análise até dia 29”.

Porque é algo sobre o “nosso” Portugal e está generalizado (não esquecendo que está pela opinião dos media) deixo-vos os temas que vão sendo transmitidos:

  1. Desemprego { download : 146Mb/35:32 }
  2. Saúde { download : 159Mb/37:02 }
  3. Justiça
  4. Educação
  5. Segurança Social

para download cliquem com o botão direito do rato em cima do link e escolham “Salvar atalho como…”

O Natal de 2008

Eramos para o ir passar a Portugal, mas o valor dos bilhetes da TAP fizeram-nos pensar 2 vezes e decidimos ficar por aqui, e digo-vos com muita sinceridade: Que fantástico natal!

Sendo apenas 2 e meio na família, juntando o que está descrito no Facebook que sou agnóstico, e achando que seria bom mas mais giro e divertido seria se fossemos muito (mas ainda só vamos na 1ª de 4 filhas) 😉 e juntando a esta expressão matemática os nossos novos conhecimentos de terras lusitanas assim com mais uma amiga que conhecemos à mais tempo mas que está a passar um bocado mais difícil em termos familiares, decidimos convidar o “tal” casal, a M. e a sua filha de 4 meses (ela Polaca), e sempre a N. amiga romena que sendo de religião islâmica não comemora o natal mas é nossa grande amiga e ajuda-nos sempre que pode.

E assim foi, pegámos na receita do ano passado (Pata com laranja), juntámos comida romena (Sarmale) e alguma Polaca e Dinamarquesa, o reultado foi este:

A ceia de natal
A ceia de natal

Divertimo-nos imenso e todos ficaram com a ideia que foi um natal fantástico e nós sabemos que foi muito melhor do que estas 3 familias passarem-lo sozinhos com com a própria familia! Foi a nossa última “boa acção” do ano, pois já hoje celebramos o 3º ano de casamento e daqui a pouco já estamos em 2009 🙂

Resta dizer que ouve muitas prendas para todos e podem ver mais fotografias no espaço dedicado no FlickR.

Mais um casal à procura de nova vida

Eles são muitos (os emails), que recebo mensalmente sobre dar mais informações sobre este país, se é viável ou não a vinda de tão longe, para tanto frio, e por vezes vale bem a pena, noutros casos nem tanto, mas generalizando, vale a pena!

Sempre que posso dou uma ajuda a quem pede, mesmo que por vezes tais pessoas nem mereçam mas sou como sou, e mais uma vez cá estou a ajudar mais um casal, desta vez o J.G. e a esposa F. ele Português e ela brasileira, ambos uma simpatia, e mesmo não importando os 45 anos do J.G. ganhou coragem e depois de uma reportagem na SIC e com ajuda do meu blog, lá veio ele de avião.

Os primeiros dias foram difíceis, pois creio que aqui já mencionei mas o melhor dia para cá chegar é uma 4ª feira, uma vez que o jornal “Ocasião” cá do sítio saí às 5ªs feiras com vários quartos e apartamentos para arrendar, e desde Domingo que andam à procura pela net e tudo o que ligam ou não aceitam casais, ou estão já alugados… e lá estavam num hotel a gastar 650 dkk por noite.

Depois de termos-lhe lhes dado uma ideia geral sobre o país num almoço cá em casa estavam prontos para o que desse e viesse. Durante a semana lá ligaram, procuraram, pesquisaram, mas nada… sempre negativas, e mesmo com um episódio de quase quase por um apartamento T1 mas mesmo assim, nada, sentia-o um pouco desiludido, pois as coisas não estavam a correr bem e disse-lhe na 4ª feira, “Não te preocupes muito que amanha saí o jornal e arranjas qualquer coisa, vais ver… e se não der em nada, vamos os dois a Malmo (Suécia, é só passar a ponte) procurar um quarto para vós”.

Hoje, ligou-me todo satisfeito a dizer que já arranjou quarto e começa já amanha a pernoitar, disse que era um quarto simpático, acolhedor, e com um pequeno varandim para ter uma mesinha e tomar o peq. almoço na “rua” (no verão, claro!) 😀

Vou-lhe pedir para abrir um Blog aqui no WordPress para lerem em primeira pessoas as peripécias de mais um Português em terras do Reino da Dinamarca (que é assim que se chama o país caso não saibam, em vez de apenas Dinamarca, este é apenas o diminutivo) 😉

já tenho emprego

começo dia 8 de Dezembro e vou integrar uma equipa de programadores, vou ser o responsável pela área de Internet e da conversão de alguns produtos para Web 🙂 sendo a empresa uma Microsoft Partner e comercializa uma aplicação chamada SuperOffice que é uma aplicação CRM (Costumer Relationship Management).

  • 3 vezes por ano socializam num sitio a decidir, há pouco tempo foram todos andar de kart, aqui são assim, muito, mas muito diferente de PT.
  • tenho direito a internet em casa paga pela empresa
  • telemóvel
  • portátil
  • pensão de 11% onde 7,25% é paga pela empresa
  • almoço diário com o pagamento de 350kr mensal (45 Euros)
  • fica a cerca de 40Km de casa
  • horário das 08.00 às 16h00, saindo meia hora mais cedo às 6ªs feiras

e mais algumas coisas pequenas … achei que este era o mlehor pois vou estar numa equipa, sei que pode ser mais “competitivo” mas aprendo muito mais do que trabalhar sozinho numa coisa que já sei, é sempre bom ter bons programadores ao lado quando é isso que queremos fazer.

também ajuda estar perto de casa, pois se acontecer alguma coisa com a C. estou apenas a 35 minutos de casa, e posso a ir buscar todos os dias, deixando a S. mais descontraída neste aspecto uma vez que ela trabalha ainda mais longe, e como estamos a pensar em mudar de casa, isto fica óptimo pois saío da zona onde moramos (que era o outro emprego) e ainda recebo ajuda de deslocação pelo estado (desde que trabalhe a mais de 25 km de casa, o estado paga por km e por dia 1,83 dkk (0,25 Euros) o que no final de um mes e a trabalhar a 40km de casa dá cerca de 1210 dkk (162 Euros), o que sempre ajuda).

quanto ao salário, é o que tinha dito, 35.000 kr (4.700 Euros) bruto, com a ideia de ser aumentado até 45.000 (6.040 Euros) daqui a um ano se ambos gostarmos do que fazemos, se eu gostar da empresa e se ela gostar de mim 🙂

como vêm, desta vez foi fácil e rápido encontrar emprego, oficialmente tive desde 1 de Novembro a 8 de Dezembro sem emprego, o que é uma boa média tendo em conta que (ainda) não sei falar nada desta língua!