A nossa vida na TV

Pois é, vamos aparecer na televisão Portuguesa.

Fui contactado por um jornalista da SIC que encontrou este nosso blog, e depois de ler algumas partes convidou-nos a fazer parte de um documentário sobre famílias Portuguesas no estrangeiro.

Vamos ser entrevistados este Domingo, e o programa passa já a semana que vem. Deixo-vos um pequeno texto sobre a peça jornalística:

A ideia é compreender a vossa realidade. Claro que se irá fazer uma comparação entre Portugal e a Dinamarca. Mas o ideal é termos uma conversa o mais informal possível (assente nos seis eixos que lhe falei. Saúde, Desemprego, Segurança Social, Crise e Justiça).

Quanto à peça digamos que vão ser seis peças. Na próxima semana irá haver três blocos especiais em termos de informação. Na semana seguinte repete-se o esquema. Cada um dedicado aos temas que lhe falei. Será às terças, quintas e sextas, a partir das 20h50. Vão entrar num bloco que vai incluir uma família que reside em Inglaterra e um outro português e viver na Dinamarca. Será algo alargado e de forte impacto noticioso. Irá fazer parte desse especial dedicado às Eleições Europeias.

O programa tem por título “Operação Portugal 2009”  e é composto por “Temas que vão marcar as campanhas eleitorais em análise até dia 29”.

Porque é algo sobre o “nosso” Portugal e está generalizado (não esquecendo que está pela opinião dos media) deixo-vos os temas que vão sendo transmitidos:

  1. Desemprego { download : 146Mb/35:32 }
  2. Saúde { download : 159Mb/37:02 }
  3. Justiça
  4. Educação
  5. Segurança Social

para download cliquem com o botão direito do rato em cima do link e escolham “Salvar atalho como…”

cuidado, já escorrega!

eu bem me queixo e vocês sabem do problema climático deste país, aqui é mesmo frio e o calorzinho de 25ºC no outono é apenas uma miragem virtual quando olho para a temperatura em Lisboa, mas como se diz “todos os males vêm por bem” e assim vocês aí no quentinho não sabem (se sabem não o podem fazer tantas vezes por ano como nós aqui) o que é acordar e ver tudo branquinho…

pois é… já neva! e ontem foi o 1º dia de neve neste país (não houve Verão e o Inverno pelos vistos veio mais cedo que o habitual).

ontem a S. teve aula de condução das 16h às 16h45 e nesses 45 minutos o meu “dever” era andar a passear pela bonita Vila de Køge, mas reparem… às 16h estava 1ºC e começou a chover… estão mesmo a ver, a temperatura baixo para os -1ºC e começou a nevar, e eu… a andar com a C. no carrinho (o que vale é que o carrinho é Dinamarquês e está preparado para estas coisas… mas eu não!)

já rogava pragas à S. por de tantos dias bonitos, sem nuvens (apenas imenso frio) tinha logo de escolher o dia em que nevou para ter aula de condução, não por ela, pois o carro era um Volvo e isso é meio caminho andado para uma óptima segurança, a C. agasalhada e cheia de mantas, estava que nem a princesa que é, mas tadinho de mim… o casaco ensopou logo, já rangia os dentes todos, as mãos mesmo com luvas estavam congeladas… e já vos falei dos meus pés? gelados e ensopados 😦

o que valeu foi depois de ter acabado a aula fomos ao café Vivaldi (um excelente cafezinho na vila onde se está magnificamente bem), a C. lá acordou e a S. deu-lhe papinha na WC pois aqui é raro o café que não tenha WC com acessórios de mudar fraldas e dar de mamar aos bebés.

ahhh, adoramos ver a lei em vigor que diz que em espaços públicos não se pode fumar, foi óptimo para a C. e claro, para nós 🙂 (desde o dia 15 de Agosto que a lei está implementada em todo o território Dinamarquês)

entretanto choveu de noite… e hoje de manha, como não podia deixar de ser, tudo estava branquinho: Mas que visão linda! Claro está… 10 minutos a descongelar a neve dos vidros, o que valeu foi a água quente pois não sei onde está o meu fantástico acessório de raspar a neve dos vidros 🙂

deixo-vos aqui algumas fotografias de hoje para terem uma ideia que afinal, aqui, faz mesmo frio 😉

vejam mais fotografias do “Inverno na DK, 2007” 😉

Blogged with Flock

mercado de trabalho…

é desta!

estar a 70km de casa não é tarefa fácil, demorar 2 horas de transportes ou mesmo de carro até casa é doloroso para comigo e as duas princesas que tenho à minha espera diariamente em casa!

demorei 2 semanas a encontrar emprego desde o 1º dia que pisei este país, vamos ver como me dou novamente, ainda tenho de criar um CV digno desse nome, aliás, tenho de criar 2, pois se querem honestidade, já ando farto de computadores, de programação, de windows, de unix, de qualquer coisa com um computador agarrado! quero outra coisa, quer aquilo que sempre gostei… pneumática / automação e controlo, isto sim, é um mudo que vale a pena ser explorado, criar robots que fazem maravilhas desde o nada é simplesmente fantástico, e tendo eu nos meus estudos na Casa Pia de Lisboa, tirado boas notas nesta área, tive a oportunidade de poder trabalhar também na área (saí desse emprego por estupidez – digo eu agora – pois na altura quando somos novos não amos valor a mais nada a não ser o dinheiro ao fim do mês… mas por outro lado, levou-me a esta vida, levou-me à S. e à C. por isso… pensando bem, não foi estupidez nenhuma 😛

assim vou tentar este ramo (que é mais difícil não falando eu quase nada de “Xinamarquês”, mas não custa tentar), senão … de volta aos computadores 😦

ahhh, deixem-me contar-vos mais maravilhas deste país


Subsidio de desemprego

esta palavra é aterrorizadora em PT, primeiro porque temos de ter a “sorte” de sermos despedidos afim de poder usufruir de tal coisa, e depois vemos que a coisa afinal não serve nem para nos mantermos “vivos” durante um mês e claro, lá voltamos para casa dos pais !

aqui, já vos tinha dito que pagamos impostos altos, o iva é de 25% fixo (não há 12% de alimentação, 5% de medicamentos – é sempre 25%) no mínimo 38% do ordenado é para impostos (não é bem assim mas é quase, já vos tinha explicado como era), mas isto tudo tem as tais regalias sociais…

alem daquelas todas do tópico anterior sobre os bebés, tem ainda muitos por eu explorar, mas este é óptimo: aqui recebemos o subsídio de desemprego mesmo se nos DESPEDIRMOS !!! (apenas não recebemos as primeiras 3 semanas) e num período máximo de 4 anos, sendo que nesse período o estado procurará um emprego para nós e até nos pode oferecer cursos de formação para que possamos de alguma maneira alargar os nossos horizontes em termos de competência e grau de conhecimento afim de podermos encontrar emprego noutras áreas…

e… se eu me despedir agora, receberei cerca de 16.000 dkk mensais (cerca de 2.140 Euros (a isto ajuda que eu esteja no sindicato se não receberia menos 270 Euros…

claro que mesmo que ganhasse 10.000 Euros por mês enquanto trabalhava, este é o limite máximo que o estado dá, tem a ver com a percentagem dos últimos vencimentos (não sei ao certo, entre 60 a 80 é de certeza).

e que tal? para não fazer nada 😉

Nota: só se tem subsidio de desemprego se descontarmos mais de 12 meses para o estado, e sendo estrangeiro há que ter em conta que se não tenho emprego quando acabar o tempo do Vista de trabalho e residência este não será automaticamente renovado.

Blogged with Flock

Subsidio por ser criança

a C. já tem ordenado! veio directamente parar à conta bancária da mãe e depois recebemos em casa o papel com as mensalidade e a descrição anual

vem 4 vezes por ano e o valor é de kr. 3.470,00 (cerca de 464 Euros, ou seja quase 155 Euros mensais) e a duração são os 18 anos de idade (este valor é por criança, se houver 3… é a multiplicar por 3)

não podemos esquecer que aqui neste país, o governo aposta nas crianças e na sua educação, pois são elas o futuro do país, e assim sendo há serviços completamente gratuitos, por exemplo:

– infantário a partir dos 2 anos até à escola,
– escolas e livros gratuitos (até à universidade onde aí apenas se tem de pagar os livros),
– dentista gratuito até aos 18 anos (se por exemplo aos o tratamento começou antes de perfazer os 18, esse tratamento continua gratuito até à sua finalização)
– a licença de parto é de 12 meses, onde o pai pode a partir dos 6 meses trocar com a mãe os dias
– continuando a falar na mãe, recebe (livre de impostos) cerca de 1840 Euros mensais para estar em casa com a C. (valor nos primeiros 6 meses e baseado no que ganhava até ter a C.)
– entre outras 🙂

conclusão: por muito que eu ame o meu país, por muito que adore a gastronomia e o clima Português por muito que sinta falta dos meus amigos e familiares, com este serviços para os nossos filhos… e mãe, como posso voltar para o que já se sabe?

Blogged with Flock

Curiosidades…

ando para vos escrever a algum tempo, sobre mais coisas deste país frio, então aqui ficam algumas curiosidades…

…caseiras
claro que temos de começar pela C. 🙂 A C. está fantástica, mas esta semana tem sido um pesadelo para mim. não é que assim que pego nela berra e chora? mas lágrimas mesmo! custa tanto ver-la assim que digo logo à S. para ficar com ela e eu triste que nem a minha filha quer nada comigo 😦 assim que a mãe pega nela sossega 😦
com esta nova localização do emprego, estou a anos luz de casa, quando chego apenas dá para jantar e dormir logo pois não quero passar a semana cheio de sono como acontece sempre que tento ficar mais tempo acordado… de manhã desapareço num instantinho mal a S. consegue abrir meio olho para me dizer adeus 😦
tenho mesmo de fazer alguma coisa acerca disto :-/

…gastronómicas
Café e Cerveja, estas duas bebidas são sem duvida o “prato” favorito de qualquer “xinamarquês” que se preze, começando pelo café: qual bica ou cimbalino, é mesmo “garrafão” de café tipo americano que até compram nas estações de gasolina um copo de alumínio afim de andar sempre com o café quentinho vão para onde forem, é café de saco! esta gente acho que stressava com a bica matinal, mas o café… não há escritório nenhum que não tenha, até os bancos, centros de saúde, bibliotecas têm à disposição e gratuitamente, é mesmo algo que bebem muito e não apenas 1 vez por dia! é encher quando o copo ficar vazio!
Cerveja: ora bem, país da Carlsberg e Tuborg tinha de ter esta bebida no topo das mais bebidas, e que começam logo às 05.30 nos comboios (quente mais idosa ou mesmo “putos”) e vai até não se conseguirem levantar de tanta bebedeira, é engraçado ver eles com a garrafinha no comboio de manha cheios de sono mas qual quê, há sempre um olho entreaberto para ver onde meteu a garrafa desde o último gole.

a comida, nem me falem nada, pelos vistos o prato mais “engolido” neste país são: Almôndegas! ao qual chamam Frikadella, que raio! e o peixe? nem ver-lo, só congelado ou então em forma de filete… seja ele qual peixe for, olhem uma pescadinha em filete! 😦 não há aqui nada que se compare com um borrego, uma carninha à alentejana, uns rojões, um carneirinho no forno, uma pescada cozida, umas couvinhas, até uma bifana no raio da roulote! (um momento para tirar a baba do teclado que só de escrever estes maravilhosos pratos deu-me cá uma saudade!) aqui só há Pølser’s ou seja as famosas salsichas alemãs em formato “xinamarquês”… enfim…

…meteorológicas
dizem que uma imagem vale mais de mil palavras, e assim sendo deixo-vos esta imagem da minha barra lateral do Windows Vista… está tudo dito não é? começando com as temperaturas mínimas até às máximas passando pela actual, isto às 21.45 horas locais !!! sair à rua sem gorro nem cachecol é suicídio! pelo menos para mim, Português de gema 😀 é que aqui os tipos até de calções e t-shirt andam durante o dia… até me arrepio todo só de os ver!

…rodoviárias
Speed Banditsaqui o transito … não tem nada haver com o alfacinha! claro que há engarrafamentos, especialmente a caminho da capital de manhã, mas nada tipo IC19… há também uma postura diferente na mentalidade, coisa que vai levar anos em PT, aqui respeitam as velocidades fora das AE, é impressionante, até o raio do amarelo!!!! assim que fica amarelo param todos! se é para andar a 60Km/h andam! e tenhas tu muita pressa que não consegues fazer nada “saisses mais cedo de casa” 😉
há tambem avisos e campanhas de sensibilização, esta é das mais-melhores-boas paisagisticamente falando 😉 vejam aqui o que são as Speed Bandits (cliquem em watch movie).

em termos de regras de estrada, aqui tem 2 coisas diferentes, uma que NÓS deviamos de ter sem margem para duvida! os semáforos aqui, tal como a maioria dos países do centro da Europa não passam de vermelho para verde directamente, entre eles há o vermelho e amarelo (as duas luzes juntas) que acendem antes do verde, serve para várias coisas, uma delas é as bicicletas que aqui têm prioridade sobre TODOS os veículos nos cruzamentos (bastando que para o sentido das mesmas esteja o sinal verde) e os veículos que querem Sammenfletningvirar à direita têm de esperar que as bicicletas passem todas primeiro! em PT: “mete-te aí à frente que eu digo-te! até preciso de uma pintura nova!”

outra coisa é um sinal novo, desconhecido para mim, que acho (apesar de ao inicio ser contra, agora não consigo pensar conduzir sem este sinal) que deviamos de ter esta regra/sinal, está nas entradas das auto estradas e algumas entradas mais rápidas, e significa que ninguém tem prioridade, o carro que se encontra à frente deve seguir à frente e o que vem mais atrás deve seguir atrás… se um carro vier a entrar na AE e estiver à frente de um que esteja na AE, o da AE tem de abrandar ou mudar de faixa… acabam-se logo aqueles “este cab… quer se meter à frente, pera que já te lixo!” depois o outro lá tem de parar a fundo, o que vinha atrás não o vê pois está a ver se pode entrar ou não…. PUMmmmm! :-/

em cima: o normal saída/entrada na AE Dinamarquesa

e assim estão ditas algumas curiosidades deste país, são poucas, mas já são algumas… um dia mais tarde falo-vos de outras 🙂

Blogged with Flock

cinema ao ar livre

um à parte
acho que ser pai é mesmo muito dificil, com um quarto tão lindo, uns pais tão atenciosos e não é que ela não quer mesmo nos conhecer! não tem jeito de vir, está mesmo a pensar, “pai, assim que acabares as obras, eu saio” 🙂

continuação do tema
ainda de barriga enorme e com pouca vontade de fazer seja o que for, lá “puxei” a menina S. para vir ao cinema, mas este era especial, pois todos os anos a cadeia de televisão Dinamarquesa TV2, realiza festivais de cinema em jardins públicos (Sommerbio = Sommer (verão) = Bio (cinema)), ou seja, uma “alcateia” de gente a querer o melhor lugar à frente de um ecrãn gigante e, claro… estão a imaginar a filinha das meninas para o WC né… o que vale é que ela não quiz fazer lá e guardou-se para quando chegasse a casa 🙂 tenho ou não uma mulher fantástica!

o filme que passou nenhum dos dois tinha visto, mas como ouvi falar bem dele, o realizador era conhecido e “nuestro irmano” lá fomos ver o Volver do “irmano” Pedro Almodóvar.

a verdade é que fui surpreendido por um filme muito engraçado, com uma história muito bem contada, Gostámos!

antes de chegar ao filme fomos ter com uns amigos virtuais que conheci através do e-mail via meetup.com (onde se encontra grupos por temas e constuma-se organizar saidas e passeios ou então conversas de café sobre o tema que nos levou a inscrever, ora temas mais técnicos, ora de convivio) o que deu fui pagar muito e comer razoavel no café mesmo à beira rio a 100 metros da zona de cinema. Pelos menos sabes que não vamos lá levar ninguem amigo, eheheh, pois até o copo com água com gelo se pagou! (7 dkk = 0,90 Euros)

Depois de comer um hamburguer (aqui o móizinho) e a S. uma Sandwish (não eram más, mas o Katz é muito-mais-melhor-bom e mais barato tambem) lá fui buscar a manta e as almofadas ao carro (pois que aqui o menino foi o ano passado ver Walk The Line e já sabia o que lhe esperava!)

deixo-vos aqui algumas fotos do festival.

inside SommerBio! inside SommerBio! Daniela, Stefania, and friends

e outras mais… artisticas.

running Bicycle SommerBio night lights Running bikes

Blogged with Flock