Situacão de emprego resolvida

No tópico anterior, tinha-vos mencionado em como lá ganhei coragem, apesar de saber que, não tendo qualquer família para ajudar, e estando esposa, 3 filhos, 1 cão, 2 carros e 1 casa dependentes de mim (infelizmente o salário da esposa sozinho não dá para sustentar tanta coisa junta), e de reflectir que estava há cerca de 1 ano triste com a situação profissional pois já lá ia o tempo em que ia todo feliz para o escritório, aquela coragem que todos nós temos receio, mas se não o fizermos, só estamos a fazer mal a nós próprios!

Entendo que uns consigam atenuar a indiferença, mas eu não consigo e isso vê-se no dia-a-dia.

Recebi 2 propostas finais, fui a 7 entrevistas no total (4 delas de uma só empresa) e via telefone ainda recebi com agrado que me queria entrevistar, mas honesto como sou disse que já tinha 2 propostas e se tivessem outro candidato em mente, que avançassem com ele.

Uma dessas entrevistas onde fui, foi na empresa que sempre gostaria de trabalhar (pelo menos em teoria, pois nunca lá trabalhei), sei que seria difícil pois sendo uma das maiores empresas da Dinamarca faz com que englobe o termo “Corporate” do qual tenho tanto receio (pois por defeito interessam-se mais por números que por pessoas) mas o que fazem é fantástico… Fui lá, e depois da entrevista com 3 elementos disse à sra. para não contarem comigo, pois o que era para fazer era demasiado “short-sighted” pois era apenas uma única tarefa e com a minha experiência, preciso de algo em que possa também fazer parte das decisões… ela ficou encantada com a minha personalidade na entrevista e o que lhe disse pelo que rematou a dizer para lhe enviar um email com o que eu gostaria mesmo de fazer naquela empresa pois daqui de 9 a 12 meses vai ter de contratar mais pessoas para a mesma área e se achar que me encaixo, dizer-me-à … pode até nem ser verdade, mas que faz o nosso ego aumentar, isso faz! 🙂

Então, em conclusão, as 2 propostas eram, em termos gerais:

Proposta A

  • 55.000 kr mensais (7.400€)
    depois dos descontos todos ficamos com uma média de 35.000 kr na conta mensalmente
  • Sem pensão no primeiro ano e seguro privado só depois das férias de verão
  • Telefone, portátil e internet de casa paga
  • Trabalho na minha confortável área, ou seja, C# e ambiente Windows
  • Primeiro projecto: criar um portal para clientes (na língua de programação que uso todos os “santos” dias)
  • Mesmo à saída de uma estação de comboio (Nørreport St.) que se apanhar aqui perto de casa, não preciso de apanhar mais nenhum

Proposta B

  • 48.500 kr mensais
  • Pensão e seguro de saúde privado
  • 6 semanas de férias por ano
  • Telefone, portátil e internet de casa paga
  • Trabalho completamente fora do que estou habituado, pois ali usam linguagem de programação Python e nomeadamente javascript (NodeJs) que, fiz umas coisinhas de brincadeira, mas nunca nada para projectos dignos desse nome
  • à Saída de uma estação de Metro (Christianshavn St.) assim sendo tenho de passar do comboio para o metro, na estação onde fica a proposta A)

Depois de reflectir e sempre a pensar onde seria mais feliz daqui a 5 anos, optei por pedir um aumento até aos 50.000 kr e optei pela proposta B. Assim sendo, dia 3 de Abril já começo a trabalhar lá 🙂

Razões da escolha são sempre pessoais e cada um optaria de maneira diferente, mas como sou e como me vejo diariamente, não iria aprender nada de novo na proposta A, pois estaria confortavelmente a fazer o que sempre fiz… na proposta B vou alargar os meus conhecimentos para algo que ainda não tinha imaginado, vou-me dedicar a tutoriais e cursos online até Abril para não fazer figura de urso no primeiro mês, mas sei que profissionalmente, e para mim, é a escolha acertada!

Serve também este tópico, para tentar mostrar que temos de por o salário de lado e pensar em tudo o resto, é algo que é para ser todos os dias… todos os meses… por alguns anos valentes… temos de realmente gostar mais do que fazemos diariamente do que propriamente do dinheiro que trazemos para casa, pois há quem já tenha dito:

 

Choose a job you love, and you will never have to work a day in your life

e é mesmo verdade!

Procurar emprego (4ª vez em 11 anos)

Procurar emprego (4ª vez em 11 anos)

O ano começa sempre com grandes decisões, e já em 2012 uma dessas decisões levou-me a despedir-me da empresa onde estava e procurar novos projectos … em menos de mês e meio, já tinha contracto assinado.

O receio de não encontrar emprego é grande, por, e depois de 11 anos neste país, ainda não saber falar o idioma fluentemente, nem tãopouco para conversa de corredor com os colegas (até hoje, tem sido tudo e sempre tudo em inglês) faz com que tenha de pensar ainda mais sobre novos projectos.

Faz agora em fevereiro, 5 anos que estou nesta empresa, e no recente ano como “Head Developer” onde sobretudo programo em .NET (C#) apicacões empresariais como o site de e-commerce a toda uma panóplia de servicos e infrastruturas que suportão de momento o negócio de venda de “giftcards”.

Mas o ano passado mudámos bastante pois fomos comprados por um grupo enorme na Escandinávia, onde existem mais de 7.000 empregados espalhados por todos os países nordicos… mudámos para novas instalacões onde temos estacionamento, fitness e cantina com pratos de comida variados, quentes e frios para o almoco e bolos ou pão para o pequeno almoco. Mas com tudo isto, tenho tido vários problemas em levantar-me da cama para ir trabalhar… todos os dias a vontade é menor e cada vez mais não gostava do que sentia … tinha semanas muito boas com novidades em peojectos, mas em maneira geral, andava cada vez mais aborrecido.

Comecei então 2017 por, novamente, despedir-me do lugar onde estive estes ultimos 5 anos, mas como até sou boa pessoa, em vez dos oficiais 30 dias, dei 90 dias à empresa para que podessem não só eles ter tempo para encontrar uma nova pessoa para o meu lugar, mas também para que eu podesse avaliar o mercado… novamente!

Depois daquele periodo triste e enfadonho de pensar “mas o que é que eu fui fazer” pois ter uma familia com 3 criancas (agora com 1, 6 e 9 anos) uma vivenda e 2 carros para sustentar… e com a fasquia dos 40 anos passado, são mais as coisas más que as boas que nos lembramos … mas tive sorte que só foram 10 dias de tal coisa … logo meti mãos à obra e na segunda semana de Janeiro logo comecei a ver empregos na área de programacao web nos 2 sites mais conhecidos neste país, o JobIndex e o IT-JobBank, criei uma folha de excel no Google Docs tal como uma vez vos disse como fazia e toca a mandar o CV revisto e editado tal como a apresentacão que já não me faz sentir tão arrogante (já deixei de ter idade para tal) mas que mostro que acho que sou o candidato ideal na mesma 🙂

No espaco de 2 semanas recebi 2 propostas de emprego com valores e regalias laborais (como alimentacao, seguro privado, pagamento da internet de casa, pensão, etc)… e ainda me faltam 2 meses para sair oficialmente do meu emprego!

Já tinha falado com o meu patrão um dia sobre o assunto e nunca mais me esqueci do que ele disse: “Se algum dia tiveres de procurar um emprego, procura-o enquanto tens emprego. Nós que recebemos o CV olhamos completamente diferente para esse tipo de pessoas.” – e assim fiz, e com resultados fantásticos!

Tenho até dia 24 deste mês para responder a estas 2 propostas, mas ainda tenho mais 2 entrevistas agendadas, pelo que depois edito este tópico com o resultado final.

Até lá, lembre-se: “Sorte não se tem, procura-se!”

Procura de emprego (pela 3ª vez)

job-search-1
Em todo o periodo que estou na Dinamarca (mais de 6 anos), abri oficialmente à procura de emprego pela 3ª vez. No ultimo dia de Novembro despedi-me (sim, em tempos de crise e faço uma coisa destas…) mas já andava farto e eu sou muito assim e levei toda a minha vida baseado no mesmo tema “quando estás mal, muda-te”! Foi por isso que saí do quentinho e deixei família e amigos em Portugal, e será assim para sempre. Já estava farto de ser o único a ensinar tudo a todos, a não aprender nada, sentia-me estagnado já há mais de um ano, e temos de seguir a nossa vida para a frente mais por mais, com os meus recentes 35 anos (feitos em Janeiro), começo a sentir que estou a “perder” anos ficando a trabalhar assim. Dia 29 de Fevereiro, será o meu último dia de trabalho nesta actual empresa. Vou aproveitar este tópico e escrever o que ando e o que fiz sobre a procura de emprego, para que possam ter uma visão do que é a procura de emprego na Dinamarca, no inicio de 2012.

Mas afinal como procuro emprego em tempos de crise?

1. A organização do CV

Primeiro à que mostrar o que sabemos fazer, pelo que há que renovar o dito resumé que já andava esquecido desde a última vez (no meu caso à mais de 3 anos). Sou muito apologista de ter um CV mais pessoal para podermos sobre sair no meu das “resmas” deles que quem os recebe, lê. Mas no meu caso, como sou programador e isto é um tanto ou quanto técnico, limitei-me ao que já tinha escrito anteriormente e baseei a versão 2012 no template do Europass. Como tenho muita experiência, preferi mostrar por tópicos o que normalmente encontro nos anúncio o usei esses termos, pois conheço empresas que as pessoas que filtram os CV’s não são técnicas e que só andam à procura de alguns termos, adicionei também um texto pequeno sobre mim, separei as coisinhas todas ao melhor jeito que sei (lamentavelmente não tenho jeito nenhum para bonecos), e refiz o meu CV. Para quem quer saber como ficou para vos dar algumas ideias, podem fazer o download aqui. Há também imensos sites online onde podem ter um endereço onde qualquer um encontra o vosso CV, aqui na DInamarca o Linkedin é muito usado para a procura de novos empregos e empregados, a S. foi a uma palestra de como procurar emprego e de lá salientaram muito o uso do Linkedin… conheço tambem o CeeVee que é um serviço onde podem “alojar” o vosso resumé e dar o link a alguém em vez de os encher com ficheiros. Ficam essas duas opões para terem em consideração.

2. Organizar o que vai no email (ao qual chamo de carta de apresentação)

Aqui todos os santos têm de ajudar pois é a primeira coisa que o vosso futuro emprego lê… há que escrever bonito e salientar o que de melhor têm, para que possa despertar alguma curiosidade no outro lado e com agrado lerem o vosso CV. Eu este ano decidi-me por apenas dar ênfase aos pontos que tenho no CV, pelo que o meu texto do email é assim:

Dear ,

When I read your ad in IT-JobBank I knew I was the right person for the job you are presenting.
I believe that my strong technical experience and education will make me a very competitive
candidate. I’ve been a software developer for almost 15 years now and have a great experience in
business applications since frontend to backend and security.

My last employer was Adwiza where I was a Web developer creating services and plugins for the
SuperOffice CRM. Before that, I’ve created several Finance, Products and Clients managements
systems in order to automate the business workflow.

Resuming for a quick look, below are the main:

– More than 15 years of developing experience;
– Developed several projects merely from the idea to a full working business applications;
– Mainly Business Web Applications with Web Services integration but with several project in
Windows and Mobile environments (using MonoTouch for iOS, Mono for Android for Android as well
jQueryMobile, jQTouch and Sencha Touch);
– Last year’s focusing on SaaS and Cloud Services with Amazon and Windows Azure Services, since
virtual hosting to cloud databases and security setups;
– Expert in .NET (C#) programming language and several scripting and styling languages such as
jQuery, Less and Sass;
– Good knowledge of Agile/Scrum methodologies, TDD (Test Driven Development) as well revision
control systems like SVN (Subversion), GIT (GitHub) and Mercurial (Kiln);
– Used to work with several API’s in wide range of industries, since e-commerce to social areas,
like Magento, Facebook and Twitter;
– Daily languages are C#, ASP.NET MVC, ASP.NET Web Forms, WCF Services, Web Services, XML, SOAP,
Javascript, jQuery, CoffeeScript, Linq, SQL, NoSQL, HTML/XHTML, Css, Sass and Less, and I’ve been
using Visual Studio for several years as my main integrated development environment (IDE).

Please see my resume attached or use follow url http://cl.ly/E2zw for additional information on
my experience. You can contact me anytime via my mobile phone, + 45 28 00 64 00.

Thank you for your time and consideration. I look forward to speak with you about this employment
opportunity.

Sincerely,

Bruno Alexandre
[web] http://www.balexandre.com
[twitter] http://twitter.com/balexandre

É tudo uma questão pessoal, pelo que à que dar o melhor que podem. Pessoalmente acho que os meus tópicos “enchem” muito o olho a quem lê, pelo que foi esta a minha opção.

3. Onde procurar emprego?

Eu apenas uso dois sites para procurar emprego (numa primeira fase), o IT JobBank e o JobIndex. São estes os mais usados na Dinamarca para a minha área, que é desenvolvimento/programação, e todos os dias são cerca de 2 a 3 novos anúncios que recebo pelo “Agente de Procura”.
O Search Agent é um serviço que quase todos os sites de emprego têm onde metemos as localidades e as palavras chave que queremos encontrar e o serviço diariamente nos envia um email com as novidades, o IT JobBank está todo em Inglês pelo que é mais fácil para muitos. Configurem-no e usem-o mesmo que seja apenas para receber emails e ver a “qualidade” e interesse de quem procura, há muitas empresas que escrevem o anúncio em Inglês, quando não o fazem, copiem e colem no Tradutor do Google e peçam para traduzir para Inglês pois é mais completo e desenferrujam um pouco a leitura da língua Inglesa.
De salientar que no mesmo artigo que já mencionei acima, há muitos mais endereços para procurar emprego.

4. Um pouco mais de organização, não custa nada

Para quem usa os serviços do Google torna-se mais fácil, mas para todos os outros, são várias as opções.
Criem um Documento do tipo Folha de Calculo (aka EXCEL), para que possam registar todos os emails e sites onde enviam uma aplicação, se registam, ou enviam um email com o vosso CV. Ajudar-vos-à a não se repetirem – pois por vezes os mesmos anúncios vêm 2 dias seguidos, ou o mesmo anúncio está noutro site – e ficam com uma visualização sobre o que fizeram já, e por dia…

2012-02-10_1506

5. O que estou a fazer diariamente

Ficará aqui registado o que é que eu fiz diariamente sobre a minha procura por um novo emprego, para que saibam com exactidão o que custa ou não, a procura de um novo emprego, na Dinamarca, na minha área.

06 Fev
Enviei  24 emails (pois usei anúncios desde 1 de Janeiro)
09 Fev
Enviei 2 emails
Recebi vários emails a confirmar a recepção da minha aplicação, e 2 que já me puseram de parte, vá se lá saber porquê 🙂
Recebi um email a perguntar quanto estava a ganhar pois com as minha qualidades pensam que o budget deles pode não servir
10 Fev
Enviei 2 emails para a mesma empresa, mas posições diferentes (via sistema automático)
Recebi mais uma negativa… isto às vezes de não saber falar o idioma tem disto
Quem perguntou ontem sobre o meu salário deve ter ficado feliz, pois hoje marcaram uma entrevista para a próxima 6a feira
11 e 12 Fev
É fim de semana, 2ª feiras os anuncios são os mesmos … não vou fazer nada nestes 2 dias sobre procura de emprego, à que descansar também 🙂
Semana de 13 a 17 Fev
Com o A. doentinho não quis saber de mais nada e apenas me foquei no seu bem estar, está muito melhor hoje, pois desde Domingo que esteve com temperaturas muito altas.
Não enviei mais aplicações, digamos que estou a viver à “custa” dos CV’s enviados na semana passada apenas.
Recebi 1 negativa de uma empresa grande (uff, nunca gostei de trabalhar em empresas grandes, mas para descargo de consciência envio aplicações para todos)
Recebi mais uma marcação de entrevista para 5a feira da semana que vêm, em Copenhaga também (bolas… é tudo longe!)
Recebi mais 1 negativa… pelo menos dizem qualquer coisa 🙂
Fui à 1ª entrevista e ficaram super contentes pela minha experiencia, antes de sair da entrevista marcamos logo a 2ª entrevista para a próxima semana 🙂
Semana de 20 a 24 Fev
– Esta semana foi ir vendo anúncios e esperar pelas 2 entrevistas que ficaram marcadas entretanto, a 1ª de uma empresa, e a 2ª entrevista da outra.
– Hoje (5a feira) foi 1ª entrevista de uma empresa que não achei muita piada ao que iria fazer, daí o trocer o nariz, mas o entrevistador disse que a experiencia e como e sobre o que falei que podia ter nastante interesse para outra equipe que não a dele … vamos ver! Pois o trabalho consistia em programar apenas e hoje em dia já não estou para isso, programar sim, com com muito maior amplitude em relação ao que estou a fazer.
– Recebi entretanto mais 2 negativas e enviei mais 2 CV’s ficando ao dia de hoje um total de 26 candidaturas oficiais 🙂
– Destas 2 aplicações que enviei responderam-me no próprio dia a dizer que já tinham encontrado uma pessoa. No primeiro não quiz saber muito mas o 2º email re-enviei a dizer algo do género “Espero que tenham escolhido uma pessoa tão boa como eu” e logo logo enviaram-me um mail a dizer que gostariam de falar comigo… (é preciso saber não deixar uma oportunidade boa passar, e eu tenho imenso jeito com as palavras)!
– Hoje, 6a feira, fui à 2ª entrevista, agora com uma 3ª pessoa mais técnica para expor alguma duvida que eu e eles tinham sobre a minha capacidade. Tudo correu pelo melhor e desde inicio vi que me queriam a bordo pelo que falei de várias coisas e meti logo todas as cartas na mesa e concordaram com tudo! Dia 1 de Março começo a trabalhar!

6. Totais até à data

  • 26 e-mails enviados
  • 9 negativas
  • 3 entrevistas marcadas

[Actualizado 6ª feira, 24 de Fevereiro de 2012]

Aniversário com a Bimby

Acontece todos os anos e não há maneira de nos safarmos, nem mesmo depois da morte pois já devem ter visto várias mensagem do tipo “Se o fulano x fosse vivo faria hoje y anos”…

O aniversário está lá desde o dia que nascemos até à eternidade. Este foi o meu trigésimo quarto aniversário e mesmo não achando tanta piada como quando era mais novo, a S. lá fez um bolo e uma mouse de chocolate com a nossa ajudante de cozinha, a Bimby que adquirimos ainda o ano passado e tem sido uma mais valia.

Aniversário
Fatia do Bolo de Aniversário

Desde que a D. Isabel nos veio mostrar a Bimby e fazer uma apresentação onde comemos uma Lasanha fabulosa, que nos rendemos à ajuda, e em meados de Outubro a D. Isabel troxe-nos uma novinha desde Portugal e desde então tem sido fantástica não só com as nossas guloseimas mas como também na confecção das refeições diárias.

Bimby
Coisas da Bimby

Com várias receitas no primeiro livro que vem com a máquina, e ainda várias que encontramos na Web, temos feito de tudo, desde marisco ao arroz, desde sopas ao bolos incluindo as massas de pizzas e pão que a S. gosta imenso de fazer.

Gostamos imenso da Bimby, e a ajuda que nos proporciona diariamente, e sem duvida que foi uma excelente compra.

A nossa grande ajuda, a Bimby
A nossa grande ajuda, a Bimby

Cirurgia

A coisa nunca esteve famosa, mas cada vez doi-a mais e mais. Já em Portugal tinha sido operado no Egas Moniz onde por atravez de conhecidos (vamos por os pontos nos ís, cunhas!) depois de 2 meses, lá tive a operação… que não resolveu nada, apenas perlongou o tempo.

Aqui, queixei-me 1 vez ao médico de familia, e nessa mesma semana já estava a falar com o cirurgião e esta 2a feira, tive a dita operação.

Operação
Operação

Claro que sendo anestesia local, toca a tirar fotos a tudo e mais alguma coisa, eheheh

🙂

Apenas para dizer que tudo correu bem, estou bem, e pronto para outra.

temos pópó novo! (parte II)

Já tinha colocado aqui, faz 2 anos, um tópico com o mesmo nome, quando comprei o meu primeiro automovel com matricula “nacional”, que serviu para substituir o velhinho e danificado Escort.

Mas a familia cresceu, e o espaço da carrinha Laguna era cada vez mais pequeno quando queriamos ir dar uma volta mais a sério, alem de sendo de 2002, já estava a comçecar a dar umas chatisses, tal como o ABS que não funcionava desde há vários meses entre outras coisas… e assim sendo, em vez de gastar uma mini fortuna a arranjar isto tudo, preferi dar entrada num veiculo mais recente.

temos então um Citroen C4 Grand Picasso de 2007 com 62000 km, é a versão 2.0 HDi VTR+ Pack com caixa E6G

ficam aqui algumas especificações técnicas:

  • Caixa robotizada de 6 velocidades
  • Jantes de liga leve de 17”
  • 2 zonas de clima independentes
  • Computador de bordo
  • Controlo de velocidade e limitador
  • Limpa vidros automático
  • Bancos frontais aquecidos
  • 6 Airbags
  • ABS, ESP
  • Isofix
  • 7 lugares
  • Bola de reboque removivel
  • etc.


Citroen C4 Grand Picasso
Citroen C4 Grand Picasso
Interior
Interior
em rolamento
em rolamento

mais informo que sendo assim, congretizei mais um sonho pessoal, o de ter um carro com mudanças automaticas (neste, ela é robotizada, mas é quase igual), e com controlador de velocidade. Eu sei que parece pouco, mas era um dos meus sonhos … e com este realizado apenas me falat realizar um, o de ter uma quinta com cavalos, pois todos os outros, dependem directamente dos filhos.

Desde que saí de Portugal á quase 5 anos, que vim sempre a realizar e a realizar sonhos pessoais (sendo esta uma das coisas que me levou a sair de Portugal também), e sempre disse a mim mesmo, e aos outros que, se não for para realizar os nossos sonhos pessoais, para que vivemos nós? comer e dormir? trabalhar? nahhhh…

Não são sonhos inalcansaveis como muita gente sonha, são sonhos que tenho a certeza que os posso concretizar… o unico que não consegui até ao momento, foi de ser piloto da Força Aérea Portuguesa, pois dos 2 anos que concorri, fiquei-me sempre pelo exame cardiológico… algo herdado do meu pai 🙂

Só para vos dizer que a adquisição do carro, não foi apenas por “falta de espaço” ou “mariquises” 🙂

Bem vindo André

Estava dificil, mas chegou!

Estavamos com o pensamento no dia 4, para que o aniversário da m~e tivesse a melhor prenda, mas chegou 2 dias antes e assim, ficamos com um dia de descanso entre as festas 🙂

Nesse dia as contracções estavam irregulares, mas com o decorrer do dia passaram para cerca de 5 a 8 minutos de intervalos… estava um dia cinzento e com chuva pelo que a vontade de sair de casa não era muito, mas a S. só queria dar à luz pois a barriga estava enorme e muitos dos movimentos “normais” eram difíceis de concretizar com sucesso.

ao inicio da noite (apesar de ser dia ainda até às 22h30), as contracções diminuiram de espaçamento e cada vez eram mais fortes, ou seja, toca a chamar a N. que veio de comboio e autocarro para fazer de babysiter com a C. que já estava deitada e a dormir.

Assim que a N. chegou, lá fomos nós para o Hospital!

à entrada de um dos edificios do Hospital
à entrada de um dos edificios do Hospital

Chegámos eram cerca das 21h30 e lá fomos nós, onde nos já esperavam (pois aqui telefonamos primeiro a avisar afim de terem uma equipa de enfermeiras para nós e não nos faltar nada), mediram a dilatação e a S. já tinha 6cm… ou seja, era HOJE!

ouvimos o coração do bebe para verificar alguma anomalia ou problema e tudo estava bem, estava na posição certa e prontinho a dar-nos alegrias 🙂

Tal como a C. a S. escolheu dar á luz na água, e lá encheram a “piscina” com água quentinha e voilá!

Dentro de água
Dentro de água

As contracções dentro de água, diz a S., são menos dolorosas e mais fáceis de aguentar, pelo que estava toda feliz da vida… mas lá de vez em quando, vinha uma contracção que quase a fazia sair do sério.

Dor de mãe
Dor de mãe

Mas faltava pouco! Muito pouco mesmo!

Quando sentiu vontade de fazer força, as enfermeiras estavam a postas e ajudaram a S. a dar à luz o meu filho! …ok, o nosso 🙂

Saiu da barriga da mãe direitinho e depressa, mas nos segundos seguintes ele pensava que ainda estava dentro no quentinho

Sopram-lhe e esfregaram-lhe as costas para ele ver que já não estava lá dentro, cortaram o cordão umbilical e deram-lhe oxigénio para que começa-se a respirar por ele próprio … começou a tossir um pouco de liquido e abriu as goelas a chorar !!!

…vieram-me as lágrimas aos olhos, pensei que, como já conhecia a C. e vi tudo, não o iria fazer, mas a emoção de ver o nosso filho a chorar pela primeira vez, é fantástica!

A seguir foi o sentir o peito da mãe e as canções do pai para se sentir mais calmo, ao contrário da C. que demorou quase 3 dias a amamentar  ele assim que sentiu o mamilo nos lábios logo logo começou a papar 🙂

e depois de papar tudo deu para a mãe olhar para ele como deve de ser… e vieram pequenas brincadeiras com as maozinhas

Felicidade
Felicidade

o André nasceu no dia 2 de Agosto às 23:35, pesava 4.030 gr e media 55 cm.